SRZD



Cadu Zugliani

Cadu Zugliani

CARNAVAL. Jornalista, trabalha no Sportv há 7 anos e na TV Globo há 18. Compositor campeão da Mangueira em 2004, 2015 e 2016. Louco, amante, apaixonado por Carnaval, onde já fez de tudo um pouco, ou muito.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



21/07/2014 14h34

Cuidado! Nem tudo que parece é
Cadu Zugliani

O TEMA deste texto parece anúncio de Shampoo mas o ENREDO é sobre os sambistas que, em sua maioria, não aprendem a diferença entre TEMA e ENREDO. Quem já sabe, vale ler por exercício, quem ainda não sabe, deve ler para entender. Escuto muita gente reclamar, contestar e até julgar um carnaval só pelo anúncio dos TEMAS. Ano passado cansei de escutar que a Grande Rio seria uma desgraça com Maricá. Confesso que até eu fiquei tentando imaginar como extrair carros e fantasias da cidade mas, é exatamente aí que entra a qualidade dos carnavalescos e a atual ajuda de historiadores. O trabalho do Fabinho Ricardo e do João(historiador) foi de uma felicidade incrível. Quando fui ao barracão pude ver a transformação de um TEMA ruim em um ENREDO fantástico. É fato que os patrocínios milionários seguem ditando as regras e fazendo a "turma do desenho" se desdobrar para tentar arrumar as notas necessárias para um bom desempenho mas, temos durante a história recente do carnaval ótimos exemplos de TEMAS ruins que deram ótimos ENREDOS.

Sapucaí. Foto: Reprodução de Internet

Quando a Rosa Magalhães, campeã em 94 com a Imperatriz, anunciou o TEMA de 95, a mídia carnavalesca torceu o nariz e chegou a duvidar de um possível bicampeonato, afinal, que diabos seria falar de camelos no Ceará???como assim???O resultado, todos sabem, o Jegue carregou a Imperatriz e o Camelo derrubou os críticos.
Temos vários outros exemplos, talvez não tão bem sucedidos mas com resultados incríveis na transformação de TEMA para ENREDO, Joãozinho 30 teve que falar sobre a Vale do Rio Doce, a própria Rosa sobre Cabo Frio ou "Breazail" para os íntimos. Renato Lage foi ainda mais longe e conseguiu um brilhante desenvolvimento para o irrecusável patrocínio da revista Caras. Todos TEMAS duvidosos que viraram grandes ENREDOS muito bem desenvolvidos, portanto, cuidado! Se você vai avaliar ou julgar um carnaval pelo TEMA saiba que a caminhada ainda nem começou e, à partir da sinopse, vem o barracão e o samba, muita água para rolar. Vamos apostar na genialidade de quem desenha, escreve e pesquisa e parar de antecipar previsões como se fossemos grandes videntes do carnaval. E para quem já está doido para me cornetar sobre a BOLA DE CRISTAL, lembro que ela só sai na semana do carnaval quando falta a última peça do quebra-cabeças, o desfile.


Veja mais sobre:Carnaval 2015

Comentários
  • Avatar
    23/07/2014 15:33:22Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Gean, parceiro, eu espero que você já tenha lido e entendido os dois comentários meus ao quais me referi . Quanto ao texto (Cuidado! Nem tudo que parece é) do blogueiro em questão, revela o vezo de arrogância do mesmo. Por exemplo, o samba-enredo 2014 da Grande Rio (Verdes olhos de Maysa sobre o mar, no caminho: Maricá) nos vídeos-debates com colegas antes do desfile oficial ele afirmou outra coisa. Agora, ele diz que o Tema era (sic) ruim (sic), mas, foi transformado em Enredo fantástico (sic). Ocorre até os suspeitíssimos julgadores da LIESA não o consideraram tão fantástico, pois, deram ao quesito uma descartada nota 9,8 mais três notas 9,9. O caô do blogueiro enquanto coautor junto com os compositores Gabriel, Almyr e Guilherme no sofrível samba-enredo 2004 (Mangueira redescobre a estrada real e deste Eldorado faz seu Carnaval) desenvolvido pelo carnavalesco Max Lopes, acabou salvo pelo usual canto do inesquecível mestre Jamelão. A íntegra da letra do samba é a seguinte: (Eu vou embarcar/Na Estação Primeira/Tesouro do samba, minha paixão!/Ã? trem bão (REFRÃ?O). Mangueira/Um brilho seduziu o meu olhar/Me fez encontrar/A estrada do sonho/Real desejo de poder e ambição/As trilhas, bordadas em ouro/Levaram tesouros a caminho do mar/Teu chão é um retrato da História/E o tempo não pôde apagar/Hoje, eu descubro a beleza/Que faz a riqueza voltar. Por belos recantos, andei/Das suas águas provei/De mansinho, eu peço passagem/A Mangueira vai seguir viagem (REFRÃ?O). Que tempero bom!/Pode avisar que a comida está na mesa/Se a pinga não pegar/Eu chego ao Rio com certeza/Na arte, eu vi obras que o gênio esculpiu/Igrejas, o barroco emoldura o Brasil/Ã? Minas! Ã?s um berço de cultura, és raiz/Que brilha forte em verde-rosa/Herança e patrimônio de um país). Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    22/07/2014 21:48:04GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    E outra João Barbie: se seus comentários não estiverem na página da Sinopse da Portela, sei que você excluiu. Portanto, não apele como você fez na página da Sinopse da Beija-Flor.

  • Avatar
    22/07/2014 21:40:30GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    João Barbie, vai na página da sinopse da Portela, você está defedendo a Águia de Madureira. Se quiser, clique no meu nome veja meus comentários e desce direto lá no 2° comentário que eu postei aqui no site, que você verá e refrescará sua memória. E se você não se lembra do que postou naquela página, creio que ficará surpreso... Sim, pois você se dizia Portelense. E eu jamais sujei ou sujarei a imagem da Mocidade como você diz em seu post. E você é Hipócrita, e de gente Hipócrita tô fora... Fui!!!

  • Avatar
    22/07/2014 21:16:04João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Eu? Defendi Portela? Quando? Acho que você deve está ficando louco. Eu apenas acho que Portela tem um enredo apelativo e emotivo, e que, por conta disso, é franca favorita para conquistar o título. Mas não fecho os olhos para o sistema marqueteiro para o qual ela abriu as pernas. Pode ficar à vontade para tentar (só tentar) enxovalhar a imagem da Mocidade, esse é um problema seu. E tem mais, senhor arma barraco, pensa que eu vou ficar caindo nas suas armadilhas de meia tigela para viver batendo boca com A ou com B? Espera sentadinho ai na sua cadeirinha do outro lado da tela porque de pé vai cansar. Se você considera isso aqui um circo, então que entre nesse picadeiro com nariz de palhaço e pernas de pau, mas respeite quem quer debater com liberdade e independência. De agora em diante não mais responderei a seus posts e nenhuma de suas ofensas, barracos e piadinhas gratuitas. Fui!

  • Avatar
    22/07/2014 20:35:16Carlito BFMembro SRZD desde 16/11/2009

    Cadu. Acredito, no que vc escreveu, teria mais sentido se os jurados fossem serio e tivesse um pouco de conhecimento das pessoas que respiram as escolas de samba o ano inteiro. Coisa que não tem. Quem sabe as coisas seriam mais justas. Não teriam carnavalesco trazendo qualquer enlatado e enaltecendo como se fosse sua criatividade, coisa que não é. Ã? uma pena que os amantes do samba, passa longe na hora de julgar. Uma pena.

  • Avatar
    22/07/2014 20:26:55GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    Almir, o quê que você quis dizer quando falou de duas postagens recentes suas?

  • Avatar
    22/07/2014 19:02:14Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Gean, portelense parceiro de mundo do samba conforme eu sou, é o seguinte. O que direi adiante se trata apenas da solidariedade que caracteriza a nós amantes da Majestade do Samba a agremiação com mais torcida organizada, a mais coirmã-madrinha e a mais vitoriosa do Carnaval Carioca. Quanto ao adepto independente fanático pentecostal que você afirma já ter parecido ser, entre aspas, portelense por causa de polêmicas travadas com similares dele que são adeptos da Deusa da Passarela, eu tenho a dizer o seguinte. Apesar de a Mocidade Independente ser afilhada da nilopolitana afilhada de nossa amada Águia Altaneira, eu não considero mera coincidência, dois dos meus mais recentes comentários postados nas seguintes notícias deste site: (Podem esperar tudo; dizem coreógrafos da Comissão de Frente da Mocidade) e Vídeoblog: Laíla fala sobre complicações sobre a demora do anúncio do enredo. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    22/07/2014 17:35:32GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    João Barbie Silva, é o seguinte: Como você vive em cima do muro hein!!! Você é um hipócrita??? Acho que talvez seje!(?) Sim, pois quando saiu o anúncio de qual seria o enredo da Beija-Flor você passou praticamente 2 dias defedendo a Portela das piadinhas que a Tocandira fazia chamando o enredo Portelense de oudotor de Prefeito. E agora você vem e faz o mesmo!!! Eu poderia fazer piada com a Mocidade por causa da Aghata, e nem por isso desrespeito a escola Independente. E você que à uns 2 meses atrás discutiu com pessoas do site pra defender a Águia de Madureira, agora vem de piadinha. Ã? 2 meses atrás você era Portela, hoje você é Mocidade, amanhã qual será a sua escola hein?

  • Avatar
    22/07/2014 11:53:09João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Senhor Gean, não se preocupe porque vai sobrar pra sua escola também, a PortePaes. Curral eleitoral do prefeito Eduardo.

  • Avatar
    21/07/2014 23:36:14RogérioMembro SRZD desde 26/05/2009

    Eu nunca faço julgamento precipitado, mas esse enredo do PB com a Mocidade é uma incógnita, ou dará super certo o a mocidade irá descer a ladeira. eu particularmente detesto o tema, se vou gostar do desfile só vendo pra crer.

  • Avatar
    21/07/2014 23:15:35GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    Que qui qui qui mais tosco de torcedores da Mocidade vs torceodres da Beija-Flor. Vamos debater sim, até xingar uns aos outros de vez em quando, mas vamos respeitar as Agremiações né!!! Sem fazer piadinhas com o nome das agremiações, como a foto da Barbie abaixo fez chamando a Beija-Flor de "Beija-Globo".

  • Avatar
    21/07/2014 21:51:23Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Acabei de ler pela quarta vez a sinopse da Tijuca de 2010 quando foi postada aqui no site. Um tema que em si é interessante, com concepção não limitada, porém a sinopse a meu ver classifiquei de regular para fraca. Do meio para o final chega a ser confusa em certos pontos. Nos comentários, metade gostou e a outra metade odiou o tema e a sinopse. Alguns até dizendo que o Paulo só fez citações dos segredos e mais nada. Não se via o enredo na sinopse. Bom, no desfile ele mandou um cala a boca. O Paulo não tem habilidade de fazer uma sinopse espetacular. Talvez esteja aí seu primeiro segredo (sem trocadilho): ele deixa o espetacular para a avenida. Então nós independentes não temos com o que nos preocupar. Até porque a sinopse de 91 também foi um enumerado de citações. Uma sinopse nada demais. A diferença fica na avenida.

  • Avatar
    21/07/2014 20:51:58VictorMembro SRZD desde 02/07/2014

    Texto Maravilhoso! Eu aliás disse a mesma coisa que esse texto está dizendo, em um comentário designado á "BEIJA SEMPRE", quando ele diz que a Mocidade não apresentou um enredo e sim um tema, ele tinha que ler essa explicação, que está simplesmente perfeita! A maior ignorância que ele, o "BEIJA SEMPRE", disse foi essa, falando que a Mocidade não tem um enredo mas um tema, todas as escolas tem temas, que são desenvolvidos e transformados em um enredo por seus carnavalescos, aprenda isso BEIJA SEMPRE!

  • Avatar
    21/07/2014 18:48:12João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Daniel da Beija-Globo: não precisamos nos preocupar com o "Paulinho" e sua concepção desse enredo. Mocidade tem know-how em temas abstratos, daqueles que dá pra botar na avenida um amontoado de coisas por ser aberto demais, não ter conceito fechado. Lembra do sonhar não custa nada? Pois é! Esse tema elaborado pelo Lage na Mocidade também fazia menção a um monte de possibilidades sobre o sonhar de cada um. Mesmo assim, ficou muito bem delineado na avenida. Não se preocupe com "Paulinho" e a vanguardista Mocidade. Eles estão trilhando um bom caminho. Preocupe-se com sua escolinha maquiadora de realidade que novamente vai reproduzir paisagens, folclore, passagens históricas lá daquele pobre país, a Guine Ditatorial, atormentada por um canibal sanguinolento. Será que a família ditatorial vai desfilar na BF? E o carro, por ventura levaria o nome de CARNIFICINA AFRICANA? Como vê, tem muito com o quê se preocupar.

  • Avatar
    21/07/2014 17:18:58DANIELMembro SRZD desde 21/07/2009

    Querendo defender o Paulinho, queridinho e malhadinho de vocês? _ Vejam só, a grande Rio tinha uma história concreta para trabalhar e, assim o fez. A Mocidade tem uma hipótese de um amontoado de coisas, cujas possibilidades são o gosto e o desejo individual de cada um, são condições intermináveis que fogem ao alcance, portanto, cansativo até mesmo de se pensar.

Comentar