SRZD


13/08/2014 10h00

Claudia Leitte sobre Mocidade: 'Ser rainha de bateria é um sonho de menina'
Redação SRZD

Claudia Leitte. Foto: DivulgaçãoA nova rainha de bateria da Mocidade, Claudia Leitte, disse que ficou honrada com o convite da escola, destacando que tinha o desejo antigo de levar o Carnaval baiano para o Carnaval do Rio.

- Confirmado! Claudia Leitte é a nova rainha de bateria da Mocidade

A cantora, confirmada no cargo na noite desta terça-feira, substitui a atriz Mariana Rios, que desfilou à frente da Não Existe Mais Quente em 2014. O posto na verde e branca já pertenceu a Monique Evans, Adele Fátima e Viviane Araújo.

"Ser rainha de bateria é um sonho de menina e fiquei muito honrada com o convite de uma escola como a Mocidade, com a força de sua comunidade. Levar um pedaço do Carnaval baiano para o Carnaval carioca é um desejo antigo e estou muito feliz por ter conseguido ajustar minha agenda neste ano. Não posso ainda revelar detalhes do que faremos, mas eu garanto que em 2015 terei um Carnaval histórico, a começar pelos ensaios do bloco Largadinho no verão baiano, o qual contaremos com a bateria, nota 10, da Mocidade. Vamos para cima Padre Miguel", disse, animada.

Rodrigo Pacheco, porta-voz da escola, ressaltou a importância da veia artística para o Carnaval da Mocidade.

"A vinda da Claudia para a Mocidade é muito importante pelo momento que ela vive e a escola também. Uma cantora de muita qualidade, muito bonita e reconhecida internacionalmente. Tenho certeza que ela vai cair rapidamente nas graças da nossa comunidade e se integrar com a nossa bateria. Está completamente inserida dentro do contexto de espetáculo que será o desfile da Mocidade em 2015", afirmou.

Claudia Leitte será coroada no dia 6 de setembro, quando os sambas concorrentes da escola serão apresentados.

A agremiação prepara o enredo "Se o mundo fosse acabar, me diz o que você faria se só lhe restasse um dia?", assinado pelo carnavalesco Paulo Barros.

 

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 



Comentários
  • Avatar
    18/08/2014 11:04:12Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Velha Mocidade, parceiro de mundo do samba, estou com a impressão que você tem consciência que eu não tenho nada de ´anti-Mocidade Independente (MI)´, muito menos deixo de respeitar a comunidade. Minha oposição é filosófica, política e comunitariamente contrária às históricas, sempre nefastas e atualmente desnecessárias submissões das agremiações aos infiltrados apelidados de patronos. Enquanto adepto da Majestade do Samba eu não renego Natal e a importância para a MI do dela, Castor de Andrade. Não, do sobrinho dele, o atual que é um carcomido jovem infiltrado. Ou seja, ele não é do ramo. Mais dia, menos dia, isto se tornará público e notório. Agora, como forma de homenagem à MI e sua comunidade, conforme menciona o independente no vídeo inaugural deste site intitulado (´Voz da Arquibancada´: SRZD ouve as torcidas), a letra do antológico samba-enredo 1994 da MI, enredo (Avenida Brasil, tudo passa, quem não viu?) obra-musical parceria dos compositores Dico da Viola, Jorginho Ganen e Jefinho. Na oportunidade a bateria-orquestra Nota 10 a atual bateria Não Existe mais quente foi regida pela batuta do maestro regente mestre Jorjão e o canto a cargo do gogó de ouro o Cantor-intérprete Wander Pires: (Vem cantar e sambar/Com a Mocidade/De carona na Estrela/Rasgando o coração dessa Cidade (BIS). De lá pra cá/Daqui pra lá/Eu vou (Ai como vou)/Com meu amor/Vou viajando/Nessa Avenida/Pela faixa seletiva/No sufoco dessa vida/´Tudo passa, quem não viu?´/Uma confusão de coisas/Assim é Avenida Brasil/Linha Vermelha/Vem cortando a Maré/Ã? a bailarina da Cidade. Ziguezagueando eu vou/Outra vez com a Mocidade (BIS). Do importado à carroça/O contraste social/Nesse Rio de asfalto/O dinheiro fala alto/Ã? a filosofia nacional/Sou passageiro da alegria/O meu destino é o prazer/Passo por ela todo dia/E hoje ela passa por você). Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    18/08/2014 03:52:28GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    Ã? isso aí Almir, ABAIXO A CENSURA! Se eu tivesse visto esse site, lá em março como está agora: JAMAIS ME TORNARIA MEMBRO DISSO AQUI! Isso aqui está beeeem sem graça! Nossa maravilhosa Dholores Arruda partiu dessa pra melhor. Até das piadas da Aghata eu sinto saudade. E cadê o Tedy e o Beija Sempre??? Venham libélulas! Venham botar pimenta na parada, como sempre fazem.

  • Avatar
    17/08/2014 23:48:32Velha MocidadeMembro SRZD desde 03/07/2009

    Perdão Almir, entendi errado sua afirmativa. De fato você se referiu à Beija-Flor

  • Avatar
    17/08/2014 23:46:41Velha MocidadeMembro SRZD desde 03/07/2009

    Almir, só para constar, a madrinha da Mocidade é a Beija-Flor, não Magueira, como por você citado.

  • Avatar
    17/08/2014 11:07:53Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Quanto à notícia de que a nova rainha de bateria da Mocidade votará na escolha do samba-enredo 2015 e participará da gravação do CD cantando junto com o intérprete Bruno Ribas, é o seguinte: Isto prova que o patrono não é do ramo, é desinformado e anda impondo equivocadas medidas que deram errado em coirmãs. Isto porque no Carnaval 1999 a verde-rosa e a madrinha da Mocidade se arrependeram de pôr para gravar no CD os seus sambas-enredo com Jamelão e Neguinho da Beija, respectivamente os cantores Alexandre Pires e Belo. Assim, diferentemente do pioneirismo vanguardista de no Carnaval 1985 pôr como rainha de bateria a modelo Monique Evans, ante a submissão da comunidade o patrono da Mocidade vai impondo-lhe medidas equivocadas conforme a da citada notícia. Apesar do patrono da Mocidade não falar em disputar título, esta ilusão é da parcela fanática pentecostal independente, mas um grande Carnaval 2015. Caso a agremiação fique entre as campeãs, estará bem na fita ante a 9ª colocação em 2014. Porém, se a Mocidade não ficar nem entre as campeãs, carente de títulos e outrora vitoriosa, a comunidade pode vir a reagir contra o patrono. Afinal, foi ruim o 1º mandato, 2001 e 2002, do presidente anterior e atual membro-serviçal do Conselho Fiscal da LIESA. Mas, a comunidade se equivocou ao elegê-lo por mais três péssimos mandatos consecutivos, de 2005 a 2013. Então, agravado por sua passividade ante o golpe do patrono ao ressurgir através da gangsteriana invasão da sala do presidente anterior com comparsas armados pondo-o para correr e obrigando-o a renunciar. A comunidade da Mocidade pode finalmente chegar à conclusão de que o patrono não é do meio, é infiltrado e que faz mal à agremiação. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    17/08/2014 10:54:59Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    PROTESTO: A pretexto de pôr em prática ´regras´ para postagens de comentários, este site está praticando a nefasta CENSURA. A alegação do moderador ou da moderadora do site é a de que ´o comentário não deve conter palavras ofensivas, dados pessoais ou links para outros sites´. O que, de forma alguma ocorre nos comentários que posto, notadamente no que se refere ao anúncio da Mocidade Independente de que a nova rainha de bateria irá votar na escolha do samba-enredo 2015 e participar da gravação do CD cantando junto com o intérprete oficial Bruno Ribas. ABAIXO A CENSURA! Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    16/08/2014 00:05:48GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    Olha o "foliao" aí gente!!! Botando veneno na parada.

  • Avatar
    15/08/2014 15:59:48foliaoMembro SRZD desde 15/01/2010

    Quando foi convidada por uma outra escola, essazinha nao tinha agenda, nao tinha isso, nao tinha aquilo. Sonho de ser rainha agora né, aproveitadora isso que ela é. Abre o olho Mocidade....

  • Avatar
    15/08/2014 00:43:26Amor verde e brancoMembro SRZD desde 17/01/2012

    Não São Gonçalo; a Cláudia leite recusou esse ano o posto de rainha de bateria da porto da pedra.Pelo menos foi o q eu fuquei sabendo.

  • Avatar
    15/08/2014 00:19:30S.GonçaloMembro SRZD desde 17/07/2011

    Cláudia Leitte nascem em São Gonçalo, e já foi há alguns anos atrás convidada pela Porto da Pedra para ser rainha da bateria da escola, mas o horário do carnaval baiano não encaixou na agenda. O convite da Mocidade não é inédito, apenas repetiu o que a Porto da Pedra fez no passado.

  • Avatar
    14/08/2014 23:36:36Carlito BFMembro SRZD desde 16/11/2009

    A Mocidade acertou, a Claudinha tem tudo de bom. Ã? comunicativa e muito carismática.

  • Avatar
    14/08/2014 13:04:31Amor verde e brancoMembro SRZD desde 17/01/2012

    Ah vamos esquecer isso ; eu errei !!Eu li um comentário de um usuário falando mal da Mocidade; xiiiiiii eu ontem quando abri o site estava falando no telefone ; escrevendo o comentário e cheio de sono apos um ardio trabalho AFF.Não costumo ser assim ; perdão.

  • Avatar
    14/08/2014 11:41:01Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Prosseguindo o democrático debate de ideias acerca da nova rainha de bateria da Mocidade Independente, antes, reitero o debate é filosófico e sem hipocrisia podendo causar reações fundamentalistas às pessoas que sejam adeptas independentes fanáticas pentecostais e ou idólatras paulobarrianas. Por exemplo, em meio à ilusão e o frenesi da euforia de que a agremiação irá disputar título já em 2015, caracteristicamente independentes fanáticos pentecostais autoproclamaram a Mocidade Independente como ´vanguardista´. Agora, ao constatarem que não existe vanguardismo algum, muito pelo contrário, no apelidado ´novo´ momento vivido pela agremiação ante o retrocesso de voltar a ser submissa a um anacrônico patrono, reconhece-se que a escolha da nova rainha de bateria trata-se de puro marketing. Isto é, outrora comunitária, o ´novo´ tempo da agremiação vanguardista significa ter, enquanto pretenciosa, ousada ou prepotente estratégia para voltar a ser competitiva de uma hora para outra, elitizar-se desrespeitando o seu DNA comunitário. E aí, imiscuído a tais incoerências há independente fanático pentecostal que se refere preconceituosa e discriminatoriamente à rainha de bateria da agremiação de Noel, a t e n ç ã o como paulista e japonesa. Não, abaixo as mazelas do preconceito e da discriminação. A rainha de bateria da agremiação de Noel, que é outro caso de puro marketing, é brasileira miscigenada com origem nipônica nascida em São Paulo. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    14/08/2014 09:30:01Carlos RiveraMembro SRZD desde 12/10/2010

    Euforia a parte, a MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL precisa concentrar-se naquilo que diz respeito a toda ESCOLA, o carnavalesco PAULO BARROS é indiscutível e não precisa provar nada e certamente fará ao seu trabalho mas o resto da ESCOLA precisa ter atenção ao fato que 19 anos se passaram sob resultados ruíns e alguns que poderiam amargar o ACESSO se não fosse pela generosidade da LIESA.

  • Avatar
    14/08/2014 00:41:21GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    Ã? Amor verde e branco, quem você pensou que eu era???

Comentar