SRZD


24/10/2014 09h29

Último dia de gravação de CD tem início com Imperatriz
Redação SRZD*

A Imperatriz Leopoldinense gravou no início da noite desta quinta-feira (23) a sua faixa musical para compor o CD das escolas de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro. Cerca de 300 componentes participaram das atividades na Cidade do Samba, média da maioria das escolas que realizaram a gravação ao longo dos dias estabelecidos pela Liesa.

A gravação começou com a bateria da escola, regida pelo mestre Noca, que conversou com o SRZD-Carnaval e analisou os trabalhos realizados. "A gravação é sempre tensa. Exige bastante profissionalismo para que tudo fique perfeito, mas saiu tudo bem. Todo mundo ficou feliz. Fiquei muito emocionado pelo samba. Agora é só agradecer a Deus por tudo e trabalhar muito para atingirmos a perfeição no dia do desfile".

Mestre Noca. Foto: SRZD - Rodrigo Trindade

O estre também revelou que tipo de bateria trouxe para gravar. "Fizemos levadas (bossas) simples para encaixar adequadamente com o CD. Antes mesmo da escolha do samba, nós já ensaiávamos ao longo das disputas e viemos preparados. Foi tranquilo. Agora com os ensaios técnicos de quadra criaremos outras bossas e acertaremos todos os detalhes. Papai do céu vai abençoar e nós levaremos os 40 pontos do júri. Iremos ensaiar muito para isso", prometeu Noca.

Nêgo, que cantará o hino da verde e branca em 2015, também deu entrevista ao SRZD-Carnaval e disse estar bastante satisfeito com a nova casa. "Estou muito feliz em defender a Imperatriz no próximo desfile. É um prazer trabalhar numa escola campeã por várias vezes. Estou entre amigos e pessoas maravilhosas que gostam de mim". O cantor também fez uma análise da letra e comparou com grandes obras de compositores renomados. "O samba tem uma letra linda e melodia muito bem feita. Os compositores foram extremamente felizes nessa obra. Parabéns a todos os envolvidos em montar essa obra maravilhosa. Gravei Aquarela Brasileira, de Silas de Oliveira, e agora estou tendo o prazer de gravar mais essa obra prima! O enredo, que é maravilhoso, também promete!", falou.

Nego. Foto: SRZD - Rodrigo Trindade

Quando o assunto foi a gravação do CD, Nêgo resumiu: "A gravação saiu maravilhosa. A bateria já veio preparada, estava certinha, com bom andamento (145). Podem esperar um bom trabalho final! Vamos emocionar muito!", exclamou o intérprete da Imperatriz.

Veja o coral da comunidade na gravação:

Veja a apresentação dos segmentos da escola:

Confira o ensaio da bateria antes da gravação:

Veja mais fotos da gravação:

*Rodrigo Trindade - Colaborador do SRZD

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 



Comentários
  • Avatar
    25/10/2014 11:48:03Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Com 08 títulos (80/1, 89, 94/5, 99, 2000 e 2001) todos na era do patrono, o ex-presidente de 1998 a 2001 da LIESA onde é membro do vitalício Conselho `Superior´, o empresário zootécnico `Luizinho´ Drumond, a Imperatriz foi estigmatizada como agremiação comunitária, vitoriosa, porém, fria e antipatizada. Tudo, porque o tri ocorreu quando o patrono presidiu a LIESA e a agremiação desfilava para os julgadores. Disso só se livrou em 2013 ao obter o 4º lugar, após amargar colocações longe das campeãs. Em 2014 foi 5ª colocada sob o enredo do ídolo futebolístico Zico (Arthur X o reino do galinho de ouro na corte da Imperatriz). Para o Carnaval 2015 o carnavalesco é o mesmo desde 2013, Cahê Rodrigues e o enredo versa sobre os ideais do ex-presidente sul africano Nelson Mandela o Madiba (Axé N´Kenda um ritual de liberdade. E que a voz da igualdade seja sempre a nossa voz). Dos 10 quesitos apreciados pelos julgadores, ao Enredo são ligados Alegorias/Adereços, Fantasias, Comissão de Frente e Samba-Enredo. Apenas este pode ser analisado agora. Sua melodia tem a excelência que caracteriza parceria liderada pelo compositor-bamba Zé Katimba, nota máxima. Já a letra, em termos de licença poética, escorrega na citada casca de banana por se basear somente no herói nacional Madiba. Faltou a célebre frase do maior herói negro mundial o mártir internacional da consciência antirracista, o também sul-africano Stephen-Steve Bantu Biko: `Racismo e capitalismo são os dois lados de uma única e mesma moeda´. O ótimo & novo intérprete oficial Nêgo abrilhanta o samba-enredo, levando à espera de notas máximas da bateria Swingue da Leopoldina comandada pelo mestre Noca. Isto não é obtido desde 2011 sob a batuta do inesquecível mestre Marcone. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

Comentar