SRZD


06/11/2014 17h16

Rainha do Carnaval 2015: Egili Oliveira vai com tudo em busca de seus sonhos
Joice Hurtado e Tadeu Palrinhas

Nascida em Salvador e criada no Rio de Janeiro. Egili Oliveira, carinhosamente chamada pelos amigos de "baiana", é finalista do concurso que vai eleger a nova Corte do Carnaval carioca. Apaixonada pelo Carnaval, a finalista do concurso vai tentar superar a apresentação que fez em 2012, quando usou modelito inspirado em Oxum para exibir todo o seu samba no pé. Em conversa com o SRZD-Carnaval, a passista da Academia revelou que acha que chegou o seu momento e vai com tudo para a disputa pela coroa da folia. 

Egili Oliveira Foto: SRZD- Joice Hurtado

Nome: Egili Oliveira
Profissão: atriz, modelo e dançarina
Idade: 34 anos
Altura: 1,64m
Peso: 58Kg
Escola de coração: Acadêmicos do Salgueiro

SRZD-Carnaval: Qual é sua relação com o mundo do samba?

Egili: Minha relação com o mundo do samba é total. Se hoje sou quem sou é por conta do samba e do Carnaval. O mundo do samba mudou a minha vida. Aprendi a sambar aos 5 anos, e danço profissionalemente desde os 15. Respiro samba desde criança pois sou neta e sobrinha de sambistas. Meu avô foi mestre-sala da Viradouro e, desde que cheguei ao Rio de Janeiro, fui abraçada pelo Salgueiro, a escola do meu coração. Por conta disto, fiz amizades, viajei com a ala das passistas, a qual integro há 10 anos e conheci pessoas e lugares que não poderia imaginar. Como não agradecer e retribuir este carinho?

SRZD-Carnaval: Você desenvolve outra atividade? Quais?

EgiliSim. Sou atriz e atualmente estou trabalhando em um projeto cinematográfico para um filme chamado "O sonho de um rapper"

SRZD-Carnaval: Por que você decidiu se candidatar mais uma vez?

Egili: Primeiramente porque recebi muito apoio dos meus amigos, da ala de passistas do Salgueiro e até de pessoas que me paravam na quadra e me pediam para concorrer. Em 2012, talvez não fosse a minha hora, mas ainda assim, acho que me saí bem. Não costumo desistir dos meus sonhos e batalhei muito para chegar onde cheguei. Sou uma pessoa que tem uma trajetória no mundo do samba e não caí de paraquedas no Carnaval. Fui educada, lapidada, preparada para chegar até aqui, e acho que agora estou a poucos passos de conquistar este sonho. Como disse, integro com orgulho uma das melhores alas de passistas do Carnaval e tenho o apoio da minha escola para alcançar este objetivo. Já fui musa da Renascer, do Império da Tijuca e da Curicica, onde também fui rainha de bateria por 2 anos e, este ano, tive a felicidade de ser madrinha do Carnaval da Finlândia. Agora eu quero ser rainha do Carnaval da minha cidade.

SRZD-Carnaval: Como você se prepara para o concurso?

Egili: Antes de mais nada, sambando. Frequento a quadra da minha escola em todos os eventos e faço questão de prestigiar os eventos das escolas coirmãs também. Além disso, tenho a minha rotina de malhação e estética.

SRZD-Carnaval: Caso seja eleita, como você fará para conciliar os compromissos da Corte e os do trabalho?

EgiliSer rainha do Carnaval é meu sonho e sei que o posto exigirá que eu abdique de muitas coisas em favor de um bom reinado. Estou preparada para isso porque não há nada melhor do que ouvir, de pessoas que você nem conhece, que elas querem ver você na corte. Ninguém ganha uma batalha sozinho, e sei que tenho apoio de amigos que sabem o quanto sou profissional e como amo e respeito o samba e o Carnaval. Em retribuição a tudo o que o Carnaval me deu, posso, sem problemas, abrir mão do que for preciso para representar bem o sambista carioca.

SRZD-Carnaval: Qual seu diferencial para ser eleita rainha da Corte Real do Carnaval 2015?

EgiliEu poderia dizer que tenho uma trajetória, mas todas as finalistas também tem uma história bastante considerável no mundo do samba. Acho que o meu samba no pé, que é de raiz, minha simpatia, garra, amor pelo samba, são as minhas maiores qualidades e são elas que quero levar para a Corte.

SRZD-Carnaval: Na sua opinião, o que deve ser melhorado no Carnaval de Rua?

Egili: O público que curte o Carnaval de rua vem aumentando bastante nos último anos. Acho que, por conta disto, deveria se investir mais em segurança para que o folião possa curtir sem medo a festa. Também acho que seria muito bom investir em postos de atendimento móveis, já que muitas pessoas passam mal por conta do calor excessivo. Distribuição gratuita de água, como é feito no Sambódromo, também seria importante para evitar a desidratação do sambista.

Confira o vídeo de Egili sambando na quadra do Salgueiro:

 

Veja mais fotos de Egili na quadra do Salgueiro

 Egili Oliveira. Foto: SRZD - Joice Hurtado

Egili Oliveira. Foto: SRZD - Joice Hurtado

Egili Oliveira. Foto: SRZD-Joice Hurtado

Veja mais:

- Vote na enquete e opine quem deve ser a nova rainha do Carnaval carioca

- Camila Macedo aposta na simpatia para levar a coroa

 - Cidade do Samba será palco para semifinal do concurso de Rei Momo

- Saiba tudo sobre o Carnaval 2015 

Curta nossa página no Facebook:

 

 



Comentários
Comentar