SRZD



Hélio Ricardo Rainho/Carnaval

Hélio Ricardo Rainho/Carnaval

CARNAVAL. Profissional de Comunicação e Marketing, Hélio Rainho veio do teatro, sendo ator e diretor profissional. Autor da biografia do jogador Mauro Galvão e de várias peças teatrais. Nascido na Praça XI, chegou à Portela como jovem compositor nos anos 80 e passou a pesquisar escolas de samba e Carnaval. Idealizador do projeto "Quem És Tu, Passista?", um manifesto pela preservação do segmento, é padrinho dos passistas do Império Serrano e comentarista dos desfiles na Sapucaí. Twitter/Instagram: @hrainho.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



12/11/2014 15h57

Independente na identidade!
Hélio Ricardo Rainho

Em tudo, por tudo, ela é original. Parece ter sido uma escola de samba nascida para fazer a diferença. Por ela passaram, historicamente, os carnavalescos mais expressivos e inovadores. Seu povo, sua gente, expressam a força de uma região cuja territorialidade (a zona oeste) - a partir dela - passou a afirmar-se como reduto de samba, expresso em títulos, conquistas e carnavais inesquecíveis.

Estamos falando, é claro, da gloriosa Mocidade Independente de Padre Miguel. A escola, que no último dia 10 completou 59 anos, é uma das mais importantes agremiações do carnaval carioca e, por extensão, patrimônio da cultura nacional.

O Descobrimento do Brasil. Foto: Jornal Extra

Nada é por acaso. Brasileira como ela é, a Mocidade tornou-se escola de samba a partir de um time de futebol, o Independente Futebol Clube. E é por isso que seus correligionários são tão apaixonados e fervorosos quanto torcedores de arquibancada. Taí a rede social para mostrar isso.

Afilhada da Beija-Flor, foi a Mocidade Independente quem revelou ao mundo a cadência de uma bateria capaz de realizar paradinhas e efeitos diferenciadores da sonoridade das demais escolas de samba. Ao ascender ao grupo principal dos desfiles em 1958 com seu enredo "Apoteose ao Samba", a escola apresentou a bateria mágica de Mestre André, caracterizada por suas "paradinhas". Um fenômeno que durante anos tornou-se "assinatura" dos ritmistas de Padre Miguel. Com o passar do tempo, outras baterias assimilaram a performance, mas a bateria da Mocidade permaneceu única em seu estilo de fazer as paradinhas. Lamentavelmente, por uma imposição inaceitável dos organizadores dos desfiles, hoje todas as escolas de samba são obrigadas a realizar paradinhas, o que tornou comum um estilo peculiar e identitário até então característico dos independentes...

Carnaval 2001. Foto: Reprodução de internet

É grande a contribuição artística da Mocidade Independente no desenvolvimento plástico do carnaval. Sua primeira vitória foi conquistada com o genial Arlindo Rodrigues apresentando "O Descobrimento do Brasil" em 1979. A Mocidade celebrizou o estilo irreverente e a estética daquele que efetivamente "casou-se" com a escola e deu-lhe personalidade: o eterno gênio Fernando Pinto.

Ao desenvolver o enredo "Tropicália Maravilha" em 1980, Fernando consolidou sua forma tropicalista de fazer carnaval, iniciada em 1972 com o "Alô, Alô, Taí Carmem Miranda" campeão pelo Império Serrano. Seguiram-se o aclamado "Como Era Verde Meu Xingu", o irreverente "Mamãe Eu Quero Manaus" e a antologia "Ziriguidum 2001 - Um Carnaval nas Estrelas", onde a escola conquistou seu campeonato numa leitura futurista em que o carnaval visitava o espaço sideral, protagonizando um dos momentos mais extraordinários da história dos desfiles.

Nos anos 90, a Mocidade teve sua fase "bicho-papão" consagrando outro grande nome dos carnavais, o perfeccionista Renato Lage. Foi lá que o carnavalesco ganhou seu primeiro campeonato com o "Vira, virou, a Mocidade chegou!", no qual a escola comemorava seu aniversário rememorando suas grandes "viradas" históricas.

Marilene, passista Mocidade. Foto: Reprodução Facebook

Foi também a Mocidade Independente quem celebrizou aquela que, para muitos, foi a melhor ala de passistas de todos os tempos, na década de 90, dirigida por Marilene, referência absoluta de célebres passistas atuais. Como se sabe, até o final dos anos 70 e início dos 80 os passistas desfilavam espalhados pela escola. É comum ouvir deles que sua afirmação como um segmento disposto em alas consagrou-se justamente na Mocidade. Marilene é uma figura mítica, antológica, reverenciada por seu trabalho nessa época.

A Mocidade chega para 2015 se reinventando e reinventada. Pronta para surpreender e impactar. Em seu compromisso de inovação e ousadia, trará para a avenida um dos desfiles mais esperados do ano: um enredo sobre o fim do mundo, desenvolvido por ninguém menos do que Paulo Barros!

O que temos aprendido, nesses muitos anos de pesquisa e estudo das escolas de samba, é que sua fenomenologia transcende os desfiles, as competições, os campeonatos.
A razão de ser da escola de samba é agregar sentido, territorialidade, conjunção de ideais e símbolos culturais espelhados por uma determinada bandeira, um pavilhão.

E, sob o manto verde e branco da Estrela Guia de Padre Miguel, há 59 anos a comunidade da zona oeste da Cidade Maravilhosa faz brilhar o seu orgulho, a sua devoção e a sua paixão por esta que é uma das grandes escolas de samba do Rio de Janeiro.

É com honra, carinho e respeito que se comemora a o aniversário da grandiosa Mocidade Independente de Padre Miguel...
Não existe mais quente! Salve a Mocidade!!!

Facebook Hélio Ricardo Rainho
Twitter @hrainho

 

 

 

 


Comentários
  • Avatar
    22/11/2014 02:57:02Thiago PeresMembro SRZD desde 22/11/2014

    Boa noite a todos!!!!em primeiro lugar gostaria de me apresentar. Meu nome é Thiago Peres, tenho 30 anos, sou funcionário público, morador de Bangu e independente desde meus 5 anos de idade, exatamente no ano que eu descobri o significado do nome MOCIDADE, e fui abençoado com o título de 1990!!!! Primeiro gostaria de agradecer ao site por nos dar o privilégio de enaltecer e expor essa grandiosa história que orgulha não só a sua enorme comunidade, assim como todos Independentes espalhados pelo mundo...não venho ao mérito de falar o que a Mocidade criou ou não, como existe lugares e meios de pesquisa, bem como a própria matéria diz, não vai ser eu quem vai ficar comprando briga desnecessária....até mesmo porque acho que como se trata de comemoração, não vem ao caso alimentarmos uma briga!!!! Cada escola tem sua história e sua identidade, então não preciso abrir esse post e ver que tem pessoas que preferem ficar aqui falando mal da minha escola ao invés de enaltecer a própria...sou a favor de críticas construtivas, sou a favor de dialogar por um entendimento, agora quando a intenção é só criar discórdia sou contra...aos anti que perdem o tempo aqui para criticar a minha tão amada escola, DESEJO A VOCÃ?S E A SUAS RESPECTIVAS AGREMIAÃ?Ã?ES TUDO EM DOBRO!!!!sendo bom boas ou ruins.... Agora eu quero parabenizar a todos os Independentes, que mesmo nos tempos ruins, que não foram poucos!!!!nunca deixaram de acreditar que nossa tão amada escola daria a volta por cima e reafirmaria o seu nome na história do nosso carnaval!!!!A nossa estrela guia nunca deixou de existir, ela só foi abrilhantar outras galáxias!!!!e com toda a certeza desse mundo, esse ano ela retornou para novamente ser a MOCIDADE que encantou gerações, que deu nome a outras tantas escolas nesse Brasil afora!!!!Mocidade guerreira, Mocidade que me enche de orgulho, Mocidade que virou o jogo, Mocidade eterna, Mocidade que é a única que brilha o ano todo através de

  • Avatar
    16/11/2014 19:06:36Rodrigo VasconcelosMembro SRZD desde 22/02/2014

    Esse brilhante texto é de encher de alegria o coração de cada independente existente nesse "Brasilsão",todos os Rodrigos,Cláudias Aghatas que amam infinitamente essa escola vanguardista que até em seu simbolo é única, pois traz a estrela mais reluzente do universo, a nossa amada,adorada,idolatrada estrela guia de Padre Miguel.Ã? somos fanaticos sim!assumidos,estamos aqui pra oque der e vier, sempre firmes,fieis!Nos dia de glória, mais também em dez anos sombrios, sempre estamos aqui pra te seguir e aclamar nossa paixão, nosso amor inexplicável,como imperfeitos seres humanos, como torcedores acirrados de uma torcida de futebol de onde vem sua origem, estamos aqui sempre pra te defender e fazer-te voltar ao teu lugar de direito!Nem que pra isso tenhamos que construir mais carnavais com nossas próprias mãos em vinte dias, esse e o tamanho do nosso amor!Como destaca os refrões de nossos dois ultimos sambas,somos LOUCOS sim, loucos por ti MOCIDADE INDEPENDENTE DE PADRE MIGUEL.

  • Avatar
    13/11/2014 15:54:47gdiane c couto t silvaMembro SRZD desde 14/01/2013

    valeu amiga Cláudia vou concordar com voce sobre o renato. mais o Fernando era o cara da serrinha e do carnaval era realidade

  • Avatar
    13/11/2014 15:23:11Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Gdiane, eles eram carnavalescos com futuro promissor, não consagrados. Ã? a mesma relação da Rosa com a Imperatriz: apesar de ela ter tido um título no Império Serrano em 82, ela se consagrou mesmo na escola de Ramos. O Renato começou como carnavalesco oficialmente na Tijuca em 78, passou por Caprichosos, Império Serrano e Salgueiro, mas realmente se consagrou com vários títulos na Mocidade. O Fernando Pinto a mesma coisa. Ou não é verdade?

  • Avatar
    13/11/2014 13:23:29gdiane c couto t silvaMembro SRZD desde 14/01/2013

    o primeiro titulo do Fernando pinto foi no império serrano 1972 e Renato lage no império também fez história em 1986 com enredo eu quero.No salgueiro também ficou entre as melhores com enredo e porque não. resumo eles eram sim consagrados antes da mocidade

  • Avatar
    13/11/2014 11:17:34RICARDINHO DA PORTELAMembro SRZD desde 28/02/2013

    AGHATA , OBRIGADO PELO COLEGUINHA, VAMOS BRIGAR JUNTOS NA AVENIDA. ESPERO QUE SUA ESCOLA VENHA LINDA. POIS GOSTO DA MOCIDADE, MESMO SABENDO QUE VC ODEIA A MINHA PORTELA QUERIDA. MAIS TUDO BEM ! 2015 VEM AÍ. VAMOS NOS UNIR PARA UM BELO ESPETÁCULO. ABRAÃ?OS.SÃ? NÃ?O SE ESQUEÃ?A, VIREMOS COM UM SAMBÃ?O, E O NEGÃ?CIO VAI SER BEM DURO NA AVENIDA. A PORTELA JÁ GANHOU O TÍTULO DA MÍDIA COMO MELHOR SAMBA ENREDO PARA 2015. ISSO AJUDA MUITO. SUCESSO PRA GENTE. BJS NO CORAÃ?Ã?O.

  • Avatar
    13/11/2014 10:36:59Aghata de Padre MiguelMembro SRZD desde 08/09/2014

    Ã? verdade Cláudia, esta escola criou muita coisa q deu certo na avenida. A partir da da década de 90 com o Renato Lage a escola criou uma nova linguagem, uma nova roupagem com o seu inconfundível estlilo hight tech. Quanto ao coleguinha ai abaixo, digo a ele, q Fernando Pinto e Renato Lage, tiveram seus auges na carreira de carnavalesco e suas consagrações na Mocidade. Ou seja eles praticamente foram revelados pela escola sim, pois até chegarem a ela, eram carnavalescos medianos sem grandes expressões. A excessão, foi o Arlindo Rodrigues, q já chegou a Mocidade nos anos 70 já como um carnavalesco consagrado e ainda foi campeão pela escola em 1.979.

  • Avatar
    13/11/2014 10:32:13RICARDINHO DA PORTELAMembro SRZD desde 28/02/2013

    REALIDADE PURA. KKKKKKKKKKK CADA UM PUXA A BRASA PRA SUA SARDINHA.LEGAL ESSE SITE. SEMPRE SOUBE QUE QUEM CRIOU SURDOS DE PRIMEIRA SEGUNDA E TERCEIRA FOI A PORTELA, AGORA A COROA FOI PARA A MOCIDADE? ACHO QUE AS ESCOLAS DE SAMBA DO RIO TEM MAIS Ã? QUE INOVAR MESMO, POIS NÃ?O Ã? A TOA QUE FAZEMOS O MAIOR ESPETÁCULO DA TERRA.QUANTO AS INOVAÃ?Ã?ES,ACHO QUE OS INDEPENDENTES EXAGERARAM. VIVA A MOCIDADE. E QUE VENHA BELA.VIVA O MAIOR ESPETÁCULO DO MUNDO. QUANTO A SEU CASTOR, Ã? IGUAL A SEU NATAL, NUNCA MAIS TEREMOS UM IGUAL.COMO ELE AMAVA A MOCIDADE, ISSO SEM FALAR DE SEU NATAL NA PORTELA. MAIS A VIDA CONTINUA , E QUE VENHAM OUTROS GRANDES BALUARTES.VIVA A MOCIDADE !

  • Avatar
    13/11/2014 09:47:43Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Aghata, e veja quanta coisa a Mocidade criou: paradinha, surdo de terceira, rainha de bateria, famosas como rainha de bateria, carro acoplado, neon nos carros e a intrépida trupe fazendo acrobacia nos carros. SETE ITENS. E tenho certeza de que esse ano vai inovar ainda mais.

  • Avatar
    13/11/2014 02:19:35gdiane c couto t silvaMembro SRZD desde 14/01/2013

    Aghata se informa melhor sobre a sua escola. E esses carnavalesco que voce citou parabéns mocidade e boa sorte

  • Avatar
    12/11/2014 22:59:08Aghata de Padre MiguelMembro SRZD desde 08/09/2014

    Com todo o respeito as demais escolas, mas esta dai realmente é uma escola de samba de verdade. Olha quanta gente bamba e renomada saiu desta escola. Mestre André, Elza Soares, Ney Viana, Fernando Pinto, Renato Lage, Arlindo Rodrigues, Paulinho Mocidade, Tiãozinho Mocidade, Toco, Wander Pires, Dudu Nobre, Babi, Lucinha, Rogerinho. Veja os srs. q timaço esta escola formou se não me engano nenhuma outra escola, teve uma constelação tão grandiosa como esta. Temos tb outras eternas personalidades de nossa escola, tais como: Beth de Andrade, Marlene Paiva, Vera Benévolo, Tia Nilda, Adele Fátima, Monique Evans. E claro jamais poderia de deixar de falar do grande incentivador desta escola, q pôde proporcionar todas estas glórias e descobrir todos estes talentos dentro da escola, q foi o nosso eterno e saudoso Castor de Andrade. Rumo ao título de 2.015 Mocidade!!!!!!!

  • Avatar
    12/11/2014 21:31:27João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Ã? só se preparar fazendo uma macumbinha básica pra espantar a urubuzada que sobrevoa por aqui fingindo que gosta da escola. Desconjuro, magalô, pé de pato 3 vezes! Vai de retro coisinha! Sai, sai, sai, em nome de Jesus!

  • Avatar
    12/11/2014 20:52:52Leandro LacerdaMembro SRZD desde 03/09/2014

    Parabéns mocidade independente!!! Quero ver esta bela agremiação voltar a fazer grandes carnavais, quem não lembra do vira virou a mocidade chegou. Show!!!

  • Avatar
    12/11/2014 20:25:14evaristo lemosMembro SRZD desde 21/05/2012

    Parabens!!!!! Helio Ricardo pelas suas palavras. Nós torcedores da Mocidade agradecemos de coração a você e toda a equipe do srzd Carnaval. Um abraço a todos!!!!!! E RUMO AO TÍTULO!!!!!!!

  • Avatar
    12/11/2014 18:21:36João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Você é um vaso transbordante de razão, Cláudia Bauer. E encontro argumentos para ratificar sua afirmação de que, não seria esses 10 anos pífios sob administração do Vianna, que apagaria a história vitoriosa dessa agremiação vanguardista na identidade. Parabéns Mocidade. Parabéns aos independentes. Mais do que nunca essa escola volta a ter independência. Livre das amarras de possíveis carnavalizações mercadológicas, Padre Miguel nos apresenta o inusitado tema sobre apreensões sobre o fim do mundo. Evento místico presente em todas as culturas de povos ao redor do mundo, em 2016 ganhará cores, despertará curiosidades, causará frisson em todos que assistirem ao seu desfile. Salve a Mocidade resgatada em sua dignidade, resgatada em sua subversiva identidade.

Comentar