SRZD


28/11/2014 23h19

Semana começa com 3º Congresso Nacional do Samba
Redação SRZD

A 1ª edição do "Prêmio Edison Carneiro", que premiará as melhores iniciativas ocorridas até 30 de maio de 2014 em inovação e valorização cultural do samba e carnaval, será neste domingo (30) no Museu da Arte do Rio (MAR). A cerimônia abrirá "3º Congresso Nacional do Samba", a ser realizado no Palácio Capanema, da Fundação Palmares (centro do Rio) nos dias 01 e 02 de dezembro.

Neste domingo, o Portal do Carnaval - um projeto da UNIRIO, que tem como proposta ser uma rede social envolvendo profissionais, empreendedores, grupos e instituições culturais vinculados à "Economia Criativa do Carnaval" - realiza cerimônia de entrega do "1º Prêmio Edison Carneiro" no Museu da Arte do Rio (MAR), a partir das 18h, premiando as quinze melhores ações no âmbito de pesquisa, inovação, empreendedorismo e valorização cultural do segmento do samba e do carnaval.

Esta premiação - que homenageia o poeta, escritor, folclorista e pesquisador baiano Edison Carneiro - foi concebida durante o "2º Congresso Nacional do Samba", promovido em dezembro de 2012 também pelo Portal do Carnaval (50 anos após a realização do "1º Congresso Nacional do Samba"), e pretende contemplar anualmente as melhores iniciativas exitosas de profissionais, pesquisadores, estudantes, grupos e instituições (atores) que atuam nesses segmentos, dentro e fora do Brasil, ao que se refere à inovação e a valorização cultural.

O evento marca a abertura do "3º Congresso Nacional do Samba", cujo tema é "Samba & Carnaval - atores, visões e realizações", que por sua vez almeja provocar uma reflexão e debate entre os participantes (profissionais, estudiosos, interpretes, compositores, personalidades, dirigentes e amigos deste segmento), sobre: as diretrizes, ações e resultados, no Brasil e no exterior, sendo discutidas, com base em ações práticas, "a tradição e a inovação" e tudo o que deste "embate" advém. É também objetivo do congresso trazer à maior conhecimento público exemplos de ações criadas e desenvolvidas por atores diversos, diretamente relacionadas e em prol do samba e do carnaval, no que tange à "Economia Criativa do Carnaval" e sua valorização cultural.

O congresso abrange, além da cerimônia de premiação para convidados e imprensa na noite de 30 de novembro, cinco mesas-redondas (abertas ao grande público que ainda pode se inscrever pelo site https://docs.google.com/forms/d/14NdI6uNAtvcuYFsL5e5eXACvS0Nx69ZgqAY7-dc_y0E/viewform?c=0&w=1), cada uma a ser composta pelos três vencedores de cada categoria (que apresentarão seus trabalhos premiados) e integrantes do corpo de jurados. Três mesas estão programadas para a tarde de segunda-feira 01 de dezembro, em auditório do Palácio Capanema, no centro da cidade, e duas mesas para a tarde de terça-feira, 02 de dezembro, no mesmo local.

Sobre a premiação

Poeta, escritor, folclorista e pesquisador, Edison Carneiro foi nascido e criado na Bahia, onde cresceu numa grande casa que acolhia amigos de juventude para debates e reuniões sobre literatura e questões político-sociais, como Jorge Amado, Guilherme Dias Gomes e Aydano Couto Ferraz, entre outros. Teve seu interesse pela escrita e pelo estudo ali despertado, e nesse contexto fundou a "Academia dos Rebeldes", com poetas, romancistas e cronistas. Desde 1976, o "Museu de Folclore", localizado no Rio de Janeiro, tem o seu nome.

Em 1936, o Jorge Amado publicou no jornal "O Estado da Bahia" artigo sobre Edison, devido ao lançamento de seu livro "Religiões Negras", tendo afirmado: "eu o admiro e o amo como a um irmão que sabe muito, que todo dia me ensina uma coisa nova". Já no Rio, na década de 40, atuando em várias frentes de trabalho, publicou "Candomblés da Bahia" (1948), "Antologia do Negro Brasileiro" (1950), "Dinâmica do Folclore" (1950), "Linguagem Popular da Bahia" (1951), "O Negro em Minas Gerais" (1956), "A Sabedoria Popular" (1957), "Samba de Umbigada" (1961), "O Folclore no Brasil" (1963) e "Ladinos e Crioulos" (1964).

Em 1961, assumiu a direção da então "Campanha de Defesa do Folclore Brasileiro", hoje "Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular", empreendendo nova dinâmica à instituição. Acalentando novos projetos, logo no início de seu mandato, inaugurou a Biblioteca Amadeu Amaral e criou a "Revista Brasileira de Folclore". Imbuído desse espírito de vanguarda, em dezembro de 62 idealizou e realizou o "1º Congresso Nacional do Samba" e, durante o encerramento, redigiu e publicou a "Carta do Samba". Nela, propôs "medidas práticas e de fácil execução para preservar as características tradicionais do samba". Em 1964, foi demitido do cargo de diretor pelo regime militar.

Ele também recebeu da Academia Brasileira de Letras o "Prêmio Machado de Assis" pelo conjunto de sua obra. Entre outros títulos, estão o de grande benemérito da "Escola de Samba Portela" e de sócio honorário da "Escola de Samba Mangueira" e "Acadêmicos do Salgueiro", no Rio de Janeiro, do "Afoxé Filhos de Gandhi", na Bahia, e do "Clube de Frevo Pás Douradas", de Recife. Falecido em dezembro de 1972, deixou fecunda e efetiva contribuição para os estudos da cultura popular que repercutem até os dias de hoje.

Entendendo os segmentos de samba e carnaval como o circuito das rodas de samba em espaços públicos e privados, o circuito de shows em casas noturnas, clubes e espaços públicos e privados, os ensaios e desfiles de escolas de samba e os ensaios e desfiles de bandas e blocos de rua, serão premiados com a medalha Edison Carneiro (e com o valor de R$5 mil) os realizadores das melhores iniciativas avaliadas pela Comissão Julgadora de acordo com os critérios predefinidos para cada categoria e sub-categoria, a saber:

1) Produção acadêmica:

Melhor tese sobre samba e carnaval; Melhor dissertação sobre samba e carnaval; Melhor monografia sobre samba e carnaval;

2) Produção literário não acadêmica:

Melhor obra/livro/texto literário de não ficção sobre samba e carnaval; Melhor obra/livro/texto literário de ficção sobre samba e carnaval; Melhor sinopse/argumento/justificativa de enredo de escola de samba;

3) Produção jornalística:

Melhor matéria sobre samba e carnaval; Melhor fotografia sobre samba e carnaval; Melhor documentário sobre samba e carnaval;

4) Inovação e Empreendedorismo:

Empreendimento economicamente mais inovador no segmento de samba e carnaval; Empreendimento socialmente mais inclusivo no segmento de samba e carnaval; Empreendimento ambientalmente mais sustentável no segmento de samba e carnaval;

5) Valorização e promoção cultural:

Melhor roda de samba em espaço público; Melhor acervo histórico sobre samba e carnaval; Melhor evento de promoção do samba e do carnaval brasileiro fora do Brasil.

Confira mais detalhes no site http://www.portaldocarnaval.net/premio

 

SERVIÉO | PROGRAMAÉÉO:

30 de Novembro de 2014 (18h a 21h30 - Abertura)

Abertura do Congresso no Museu de Arte do Rio (MAR) com festa de entrega do "Prêmio Edison Carneiro"

Local: Praça Mauá, 5 - Centro - Rio de Janeiro. Acesso: restrito a convidados.

01 e 02 de Dezembro de 2014 - Palestras e Mesas-redondas

Local: Fundação Palmares - Palácio Capanema -Rua da Imprensa, 16 - Auditório Moniz Aragão, 7º andar - Centro - Rio de Janeiro. Acesso: restrito aos 80 primeiros inscritos no local a partir das 13h.

Dia 1º de Dezembro de 2014

14h a 15h30 - Painel Saber e Ciência

Palestrantes: Vencedores com a melhor tese, a melhor dissertação e a melhor monografia no "Prêmio Edison Carneiro". Mediadores: Jurados da categoria Produção Acadêmica do "Prêmio Edison Carneiro".

15h40 a 17h10 - Painel Razão e Emoção

Palestrantes: Vencedores com a melhor obra literária de não ficção, a melhor obra literária de ficção e a melhor sinopse de enredo no "Prêmio Edison Carneiro". Mediadores: Jurados da categoria Produção Literária Não Acadêmica do "Prêmio Edison Carneiro".

17h20 a 18h50 - Painel Registro e Comunicação

Palestrantes: Vencedores com a melhor matéria jornalística, a melhor fotografia e o melhor documentário no "Prêmio Edison Carneiro". Mediadores: Jurados da categoria Produção Jornalística do "Prêmio Edison Carneiro".

19h - 21h - Programação cultural: visita ao Cais do Valongo, Pedra do Sal e Largo São Francisco da Prainha.

Dia 2 de Dezembro de 2014 (Dia Nacional do Samba)

14h a 15h30 - Painel Inovação e Negócio

Palestrantes: Vencedores com o empreendimento economicamente mais inovador, com o empreendimento socialmente mais inclusivo e com o empreendimento ambientalmente mais sustentável no "Prêmio Edison Carneiro". Mediadores: Jurados da categoria Inovação e Empreendedorismo do "Prêmio Edison Carneiro".

15h40 a 17h10 - Painel Cultura e Écio

Palestrantes: Vencedores com a melhor roda de samba em espaço público, com o melhor acervo histórico e com o melhor evento de promoção do samba e do carnaval brasileiro fora do Brasil no "Prêmio Edison Carneiro". Mediadores: Jurados da categoria Valorização e Promoção Cultural do "Prêmio Edison Carneiro".

17h20 a 18h - Encerramento

18h30 - 21h - Programação cultural: Comemoração do Dia Nacional do Samba na Pedra do Sal e Largo São Francisco da Prainha.

Imagem: Divulgação/Internet

-Leia as últimas notícias do Carnaval 2015

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 


Veja mais sobre:Eventos culturais

Comentários
Comentar