SRZD



Maria Apparecida

Maria Apparecida

CARNAVAL. Historiadora, escritora e decoradora, é considerada uma das mais respeitadas autoridades do Carnaval de São Paulo. Há 35 anos começou a se interessar pelo samba, em que desenvolveu vários projetos. Entrou para a história ao se tornar a primeira carnavalesca da folia paulistana.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



17/12/2014 00h04

Esperando pelo próximo ano
Maria Apparecida Urbano

Mais uma vez um ano está terminando, mais uma vez, os pensamentos se voltam para o ano que vai começar, e ficamos refletindo sobre os acontecimentos do ano que está por nos deixar.

Em 2014 fizemos um excelente Carnaval, mesmo debaixo de muita chuva. E, como reclamamos tanto dessa água que desabou, ela foi embora, nos deixando preocupados pela sua falta. Foram muitas as coisas boas que ficaram marcadas na nossa história. Foi o ano da Copa do Mundo. A ansiedade tomava conta de todos os brasileiros, vestimos a camisa verde e amarela, e torcemos...e torcemos...muito. Mas não foi desta vez.

Torcedora brasileira. Foto: Divulgação

Conscientes e decepcionados, estaremos esperando pela próxima copa. Logo após, estávamos vivendo nova ansiedade: era a eleição para presidente; eleição nervosa e agitada, uma grande parte da população não votando ou anulando seus votos. O Brasil passou o ano com notícias intermináveis de corrupção.

Urna eletrônica. Foto: Reprodução

E teve também, talvez, a parte pior: perdemos muitos sambistas importantíssimos para o nosso mundo do samba. Não vou enumerá-los, porque a saudade será guardada em cada coração dos sambistas. Mas, como tudo na vida passa, embora não seja esquecido, devemos ter sempre em mente que o samba continua.

Quanto a mim, embora sentindo muito a falta do meu filho que se foi, mas tendo acompanhado o reconhecimento das suas obras, tanto no Brasil como no exterior; por exemplo, sua participação em grandes exposições como na 32ª Bienal de São Paulo, no Museu de Arte Contemporânea, em Londres, em Taipé na China e em Glasgow, na Escócia, na qual estive presente, representando-o. Também neste ano aconteceu o lançamento do meu novo livro "Quem é Quem no Samba Paulista".

Foi um livro muito trabalhoso, pois realizei oitenta entrevistas com grandes sambistas ou com suas famílias, contribuindo dessa forma para o engrandecimento da história do samba Paulista. Para mim, outro motivo de júbilo que quero compartilhar foi, na vigília do Dia do Samba, ter sido agraciada com o título de Embaixadora do Samba, recebendo a tão honrosa faixa na Uesp, União das Escolas de Samba Paulistanas.

Também neste ano tivemos uma grande homenagem a Américo Garcia pelos seus 50 anos de trabalho em prol do samba. Ele foi merecidamente muito festejado; na verdade trata-se de um grande batalhador, um baluarte do samba, tanto em São Paulo como em Santos.

Agora que estamos esperando o ano novo chegar, vêm as dúvidas: como será esse novo ano, quais as novidades que ele irá nos dar; serão boas ou más?

Sambódromo do Anhembi. Foto: Divulgação

A começar pelo Carnaval, que é a data mais esperada por todos os sambistas, por todo o trabalho realizado durante tantos meses, com ensaios, encontros, festas, até chegar o momento do desfile.

Que 2015 nos reserve bons momentos, tanto no mundo do samba como na nossa vida particular, trazendo muita paz, saúde e segurança; é exatamente do que na realidade precisamos.

Deixo aqui os meus votos de Boas Festas e um Feliz Natal a todos os amigos sambistas, desejando que o Ano Novo seja um ano bom, com muito amor e que nos traga muita paz e esperanças para termos um futuro melhor.

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.