SRZD


06/01/2015 07h48

Cerca de 140 pessoas ficam feridas em batida de dois trens
Redação SRZD

Um acidente envolvendo dois trens da SuperVia deixou cerca de 140 pessoas feridas na noite de segunda-feira, 5, na altura da estação Presidente Juscelino, em Mesquita, na Baixada Fluminense. Os feridos foram encaminhados para o Hospital da Posse, Hospital Albert Schweitzer, Getúlio Vargas e Adão Pereira Nunes.

Parte da frente do trem que bateu no Rio de Janeiro. Foto: Reprodução

Por volta das 20h20, um trem lotado, que seguia em direção à Japeri, acabou batendo na traseira de um outro que estava parada na altura da estação Presidente Juscelino. Segundo passageiros, o impacto foi muito forte e muitas pessoas entraram em desespero. Ainda segundo eles, após o acidente, eles tiveram que descer pelos trilhos.

Durante toda a madrugada, soldados do Corpo de Bombeiros do Catete, Parada de Lucas, Nilópolis, Nova Iguaçu e Duque de Caxias prestaram os primeiros socorros à todas as vítimas ainda no local do acidente.

Logo após o ocorrido, a SuperVia emitiu um comunicado em que tenta explicar o acidente. Nele, a concessionária também aborda que prestará todo o auxílio as vítimas.

"És 20h20 desta segunda-feira (05/01), um trem que seguia da Central do Brasil para Japeri abalroou outra composição que se encontrava na estação Juscelino. O Corpo de Bombeiros e o Grupamento de Polícia Ferroviária (GPFer) foram imediatamente acionados para prestar o atendimento necessário. Técnicos da SuperVia estão no local para apurar as causas do incidente e dar a assistência necessária aos passageiros. Devido a essa ocorrência, a circulação no ramal Japeri encontra-se suspensa. A SuperVia prestará todo o atendimento necessário aos passageiros".

Primeiros socorros foram prestados ainda no local do acidente. Foto: Reprodução

O secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório, que esteve no local do acidente durante boa parte da noite, afirmou que o depoimento do maquinista deverá ser muito importante para o esclarecimento do acidente.

"A informação que recebemos é que o maquinista não sofreu ferimentos e ele será ouvido por investigadores. Temos ele como testemunha, que é o próprio maquinista. Não temos previsão, mas vamos trabalhar para que esse ramal seja liberado ainda essa noite", afirmou.

Na madrugada e na manhã desta terça-feira, 6, agentes da SuperVia trabalharam na liberação da via para a circulação de trens no ramal de Japeri. Segundo a concessionária, a circulação está normal nesta manhã.

Através de uma nota, a Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estados do Rio de Janeiro (Agetransp) afirmou que abriu uma ocorrência sobre o acidente.

"A Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários e Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro) abriu um boletim de ocorrência para apurar as causas de um abalroamento entre trens, ocorrido na plataforma da estação Presidente Juscelino, ramal Japeri, na noite desta segunda-feira (05). Técnicos da agência reguladora foram para o local para dar início à apuração das circunstâncias do acidente. Eles também avaliam a qualidade do atendimento prestado às vítimas e aos usuários do sistema pela concessionária Supervia. Os procedimentos adotados pela concessionária para o restabelecimento da operação no ramal também serão avaliados".

Leia também:

- Tradicionais comércios cariocas viram bens culturais

Curta a página do SRZD no Facebook:


Veja mais sobre:AcidenteSuperVia

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.