SRZD



Dicá

Dicá

CARNAVAL. Ativista negro, embaixador e cidadão samba paulistano de 2004, é compositor, batuqueiro, passista e fundador da Velha Guarda da Rosas de Ouro de Vila Brasilândia, junto com a embaixatriz do samba Maria Helena. É pesquisador cultural e estudioso da cultura popular brasileira e afrodescendente.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



14/01/2015 00h03

É tempo de Carnaval!
Dicá

O samba está na boca do povo, está no vento forte africano sussurrando a milhões de ouvidos o seu compasso rítmico. Está nos guetos, nos grandes salões, nas casas grandes e sempre nos terreiros das senzalas.

A senzala dos excluídos, que hoje habitam os morros, quilombos, subúrbios, vilas, favelas e pontes. Está nos passos falsos dos políticos que usam como degrau e não cai graças à sustentação dos afins. Mas está também nas colunas sociais, nas manchetes de jornais, na televisão, revista, internet, enfim, em toda mídia.

Está no meio das classes sociais. Na baixa, na média, na alta e até no "High Society". Está também nessa nova classe social que chamam de "emergente". Está nas banquinhas dos camelos, nas estantes, nos aparelhos de som e televisões de todo mundo, nas praças, estações dos rádios, gravadoras e também guardado nas antigas mesas de som com aqueles rolos de fita enormes e nas modernas mesas de som digitais.

É tempo de Carnaval. Foto: Arte

Esse menino chamado samba, dorme feliz nas cabeças dos poetas. Vive encubado em versos que virão para nos encantar.

Ele continua nascendo, as vezes agoniza, mas sempre continua. Vive renascendo nos "fronts" de infinitas batalhas. Batalhas de associações, de ONGS de araque e de ONGS verdadeiras, em projetos que contemplam a "massa" e nos projetos da maioria... Que só contemplam quem mexe a massa!

Está no comércio que as vezes o torna reles, vil, insosso.

Está nas disputas de sambas de enredos prontos pra matar ou morrer. E pensar que a maioria dos sambas dessa espécie morre nas disputas, tornando-se cultura perdida. Assim acaba vivendo na mágoa do compositor que perde e na alegria dos que pensam vencer.

É tempo de Carnaval. Foto: Arte

Hoje muitos desses compositores, acabam vendo suas obras morrer na quarta feira de cinzas.

Traduzem-se num produto anual, efêmero, virando um filho que nasce somente para viver um desfile, não marcam os anais, somem.

Está nas mãos dos radialistas, que muitas vezes o encarcera e não permite que vivam.

Deixando-os presos na insensatez, nos acordos, nas armações escusas e por fim na escuridão das negociatas. Pois não foi pago os Jabaculês, a graxa, a verba que o deixaria viver tocando nas ondas sonoras de forma livre! Graças a sua beleza, a sua malemolência, ginga e inspiração passada aos poetas por Deus acaba sobrevivendo de alguma maneira.

O Samba de que falo, vive por vezes entrincheirado, fazendo através de sua magia, se requebrar até os mais duros dos quadris. E olha isso gente, hoje está no mundo todo e quem diria viaja por toda parte. Brinca nos barzinhos japoneses e nas dezenas de escolas de samba que lá existem. Vivem nos mais longínquos lugares, na Alemanha, Itália, África, China...Iiih olha ele lá!

Espero que não se esqueçam é brasileiro e é cultura heim!

Ah! Ia esquecendo...Está também nas diversas "rodas" formadas em todo Brasil, sejam em forma de batucadas, cantos, acordes, danças, assovios, caixinhas de fósforos, instrumentos musicais, declarações de amor, representações teatrais, barracas onde fazemos nossas resenhas em frente as quadras.

E por incrível que pareça ainda está em nossas escolas de samba! Surpresos?

Está sim, podem acreditar, pois é inerente, é resistente, independente, balança, mas não cai, "agoniza, mas não morre", se supera na força de um povo que o traz no sangue. O povo brasileiro!

Vem aí (como diz o locutor) o maior espetáculo da terra!

Axé! Vamos caminhando...Zero

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Comentários
  • Avatar
    21/01/2015 16:29:26MarcosAnônimo

    A saúde está péssima porque o PT fechou os leitos hospitalares.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.