SRZD


28/01/2015 21h47

Contagem Regressiva: Caprichosos de Pilares corre contra o tempo para finalizar abre-alas
Redação*

O SRZD-Carnaval foi ao barracão da Caprichosos de Pilares conferir como andam as atividades de finalização das alegorias da azul e branca. Apoiada no tema "Na minha mão é mais barato", enredo desenvolvido pelo carnavalesco Leandro Vieira, a escola, atualmente na Série A, vem há alguns anos batalhando para retornar à elite do Carnaval, por onde esteve por muito tempo.

Mercado popular de rua será mostrado nessa alegoria. Foto: Rodrigo Trindade

Irreverente como sempre, mas também bastante crítica, a Caprichosos abordará as várias formas de compra e venda de mercadorias: dará um passeio pela história do Brasil, passando pelo Rio antigo e, segundo o carnavalesco, também criticará alguns aspectos das relações comerciais estabelecidas nos dias de hoje.

A agremiação, que será a última a desfilar na sexta-feira, 13 de fevereiro, levará para a Avenida quatro alegorias. Três delas estão quase prontas, mas o abre-alas, ainda no ferro, deixa no ar uma certa preocupação. Em entrevista ao SRZD-Carnaval, Leandro fez algumas considerações:

"Estamos, sim, com algumas coisas pendentes. Não é novidade que é muito difícil fazer Carnaval na Série A. Todas as escolas sofrem, de alguma forma, os impactos da falta de dinheiro. Mas temos que fazer as coisas de acordo com nossa realidade. A gente tenta driblar todas as dificuldades com muita criatividade. Um dia de trabalho modifica muita coisa dentro do barracão e acreditamos que até o dia do desfile, tudo estará pronto", apostou.

Carnavalesco Leandro Vieira e terceiro carro. Foto: Rodrigo Trindade

Apesar de todas as dificuldades, o SRZD-Carnaval percebeu que a equipe do barracão está trabalhando a todo vapor para concluir os serviços. As alegorias da escola estão à altura de quem quer brigar pelo título. O terceiro carro, por exemplo, promete impactar o público com sua beleza e criatividade: trará os comércios do Rio antigo, com suas antigas construções. É todo feito em madeira e o acabamento e a grandiosidade impressionam. Na visão da equipe do SRZD-Carnaval, poderá ser um dos mais belos carros alegóricos da Série A a cruzarem a Marquês de Sapucaí este ano.

"Não temos patrocínio nenhum no momento. Estamos fazendo Carnaval na cara e na coragem, porém, estamos com tudo novo, inclusive as estruturas das alegorias. Estamos, dentro de nossa realidade, tentando fazer um desfile de qualidade", complementou Leandro.

Confira o significado das quatro alegorias da Caprichosos de Pilares, na visão do artista Leandro Vieira:

1ª alegoria/abre-alas: "Vai falar da relação informal que existiu entre os colonizadores portugueses e os índios do período do Brasil-Colônia. Tudo começou ali, naquele momento".

2ª alegoria: "Vai abordar o trabalho ambulante dos negros no Brasil-Colônia. Vamos falar dos africanos escravos, libertos ou não, e suas atividades comerciais pelas ruas".

3ª alegoria: "Vai impactar, pois tem uma proposta bastante diferente. Vai abordar o Rio antigo e as relações comerciais que haviam na época: os primeiros comércios, as primeiras construções".

4ª alegoria: "Trata das relações comerciais existentes no Carnaval atual. É uma crítica a alguns aspectos. Tratará a questão da mercantilização do Carnaval: comercialização da vaga de rainha de bateria, encomenda de sambas de escritório, comercialização de musas. Essas coisas não são ditas claramente, mas são aspectos informais na visão do meu enredo, pois são formas veladas, mas que são realidades e ninguém comenta isso".

Acerca da comissão de frente, Leandro resumiu: "Será coreografada pelo casal Hélio Benjani e Beth Bejani. Vai ser uma comissão muito irreverente. Mostramos um pouco dela no ensaio técnico da Sapucaí. Vai ser muito bem humorada, com a pegada da Caprichosos".

Perguntado sobre o sonho da Caprichosos em voltar ao Grupo Especial, o artista respondeu o seguinte: "A escola está investindo tudo que pode para fazer um bom desfile e, quem sabe, ser campeã. Vai ser um sopro de alegria, algo que a comunidade já espera há muito tempo", apostou Leandro ao finalizar entrevista com o SRZD-Carnaval.

Mais um detalhe do terceiro carro, que mostrará o comércio do Rio antigo. Foto: Rodrigo Trindade

*Por Rodrigo Trindade, colaborador do SRZD.

Da série Contagem Regressiva:

Grupo Especial:

-Atual campeã: Tijuca quer conquistar o público de novo

-Gigantismo, efeitos de Parintins e emoção são promessas da Viradouro

-Ilha quer surpreender o público com luxo e alegorias imponentes

-São Clemente prepara 'enredo da vida' de Rosa Magalhães

-Abre-alas gigante da Mangueira ofertará flores às mulheres

-'A Vila Isabel é muito aguardada', diz diretor de Carnaval

-Portela promete 'fechar barracão' até 31 de janeiro

-Imperatriz segue com barracão a todo vapor, mas encontra dificuldade com fornecedores

-'Não estamos atrasados nem adiantados', diz Laíla da Beija-Flor

Série A:

-Unidos de Padre Miguel quer repetir sucesso das alegorias de 2014

-Índio canibal comerá componente no desfile da Paraíso do Tuiuti

-Em Cima da Hora dribla falta de dinheiro com simplicidade, bom gosto e capricho no acabamento

-Mesmo com problemas financeiros, Curicica aposta em um grande desfile

-'O público pode esperar uma Estácio de Sá forte', diz Tarcisio Zanon

-Na Inocentes, mesmo sem patrocínio, atividades estão adiantadas

-Mesmo sem patrocínio, Santa Cruz segue com barracão adiantado

-Alegria da Zona Sul dribla falta de dinheiro com material alternativo

-'Cubango quer voltar a disputar título', disse Jaime Cezário

-Uma Império Serrano de fé e emoção

Veja mais:

-Saiba tudo sobre os ensaios na Marquês de Sapucaí

-Leia as últimas notícias do Carnaval 2015

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    29/01/2015 22:16:32BoadSambaMembro SRZD desde 10/01/2010

    Leandro é gande artista firma o pé com fé Caprichosos que vcs brilharão só cuidado com o ultimo carro pois como vcs mesmos decantavam em final de feira tem zueira. Muitos espiritos brincalhoes desgorvernados podem quere fazer a festa e atrapalhando a escola vale a pena fazer um proteção para limpar o fim do desfile.conselhinho espiritual

Comentar