SRZD


01/02/2015 22h16

Portela deixa de lado favoritismo em meio a gritos de 'é campeão'
Redação SRZD

Se dependesse dos gritos da plateia que assiste aos ensaios técnicos na Marquês de Sapucaí neste domingo, 1, a Portela se consagraria facilmente campeã. Mas se o há o favoritismo por parte do público, o presidente da agremiação afirma que a escola está de "pés no chão". O SRZD-Carnaval entrevistou Sérgio Procópio, presidente da escola, confira.

Sérgio Procópio. Foto: SRZD

"A Portela está trabalhando para ser campeã, porém, tentamos deixar o favoritismo de lado e manter o pé no chão", disse o presidente.

Em 2015, a agremiação partirá com um esquema especial na bateria, que contará com duas bossas. Ao SRZD-Carnaval, Mestre Nilo Sérgio disse que "esse ano são duas bossas: uma no meio do refrão". Segundo o comandante da bateria, esse ensaio promete. "Hoje vamos fazer a coreografia oficial da bateria, a qual se trata de uma movimentação simulando uma montagem de cubos".

Segundo o Mestre, o ponto forte será a marcação de terceira. A bateria da Portela conta com 30 cuícas, 24 chocalhos, 30 agogos, 100 caixas, 30 repiques, 13 marcações de primeira, 13 de segunda, 16 de terceira e 36 tamborins.

Veja também: 

-SRZD-Carnaval ganhou um samba de presente. Clique e ouça!

-Saiba tudo sobre os ensaios na Marquês de Sapucaí

-Leia as últimas notícias do Carnaval 2015 

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    06/02/2015 18:30:23Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Quinha da Portela e ROBERTO, serei repetitivo, pois, os dois parceiros-irmãos de mundo do samba ainda não entenderam. A oposição que faço à nefasta participação dos aludidos não-sambistas conforme ensinou Mestre Candeia é filosófica, é de princípio, é coerente e não é sectária a ponto de não reconhecer a importância histórica dos mesmos no mundo do samba. Tanto que considero corretíssimo a Majestade do Samba não renegar e ter enquanto patrono eterno, Natal. Isso é uma coisa. Outra é idolatrar (isso só a Deus) os atuais patronos enquanto clandestinos capitalistas da contravenção penal do jogo do bicho e ou/integrantes de máfias como a do bingo e das máquinas caça-níqueis, não raro tráficos como o da droga que acabam sujando o mundo do samba, um meio comunitário de excelência em Artes, Cultura e Dignidade. Ã? preciso que tenhamos coerência. A mesma moralidade pública que reivindicamos/exigimos da sociedade e dos podres poderes, é a mesma que temos que ter no mundo do samba. Ã? isso que mestre Caixa D´Água ensina em suas obras musicais como no samba da Portela no Carnaval de 2003, enredo desenvolvido pelo carnavalesco Alexandre Louzada intitulado Ontem, hoje, sempre Cinelândia. O Samba entra em cena na Broadway brasileira: â??(...) A voz não pode calar/A gente tem que lutar/O povo faz a hora de mudar (BIS) (...)â?. Para comprovar que os atuais patronos das agremiações não são sambistas, não entendem nem amam o mundo do samba, mas sim o lucro auferido na exploração das comunidades, vide o ranking da própria LIESA e o fato da maioria das agremiações atualmente organizadas, estruturadas e competitivas para o desfile das campeãs e para a disputa de título ser as dirigidas por sambistas verdadeiros. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    06/02/2015 18:30:22Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Quinha da Portela e ROBERTO, serei repetitivo, pois, os dois parceiros-irmãos de mundo do samba ainda não entenderam. A oposição que faço à nefasta participação dos aludidos não-sambistas conforme ensinou Mestre Candeia é filosófica, é de princípio, é coerente e não é sectária a ponto de não reconhecer a importância histórica dos mesmos no mundo do samba. Tanto que considero corretíssimo a Majestade do Samba não renegar e ter enquanto patrono eterno, Natal. Isso é uma coisa. Outra é idolatrar (isso só a Deus) os atuais patronos enquanto clandestinos capitalistas da contravenção penal do jogo do bicho e ou/integrantes de máfias como a do bingo e das máquinas caça-níqueis, não raro tráficos como o da droga que acabam sujando o mundo do samba, um meio comunitário de excelência em Artes, Cultura e Dignidade. Ã? preciso que tenhamos coerência. A mesma moralidade pública que reivindicamos/exigimos da sociedade e dos podres poderes, é a mesma que temos que ter no mundo do samba. Ã? isso que mestre Caixa D´Água ensina em suas obras musicais como no samba da Portela no Carnaval de 2003, enredo desenvolvido pelo carnavalesco Alexandre Louzada intitulado Ontem, hoje, sempre Cinelândia. O Samba entra em cena na Broadway brasileira: â??(...) A voz não pode calar/A gente tem que lutar/O povo faz a hora de mudar (BIS) (...)â?. Para comprovar que os atuais patronos das agremiações não são sambistas, não entendem nem amam o mundo do samba, mas sim o lucro auferido na exploração das comunidades, vide o ranking da própria LIESA e o fato da maioria das agremiações atualmente organizadas, estruturadas e competitivas para o desfile das campeãs e para a disputa de título ser as dirigidas por sambistas verdadeiros. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    03/02/2015 15:01:15ROBERTOMembro SRZD desde 11/04/2009

    E meu irmãozinho Quinha, só o nosso querido amigo Almir de Macaé das palavras bonitas insiste em NÃ?O QUERER VER por esse lado não sei porque,e olha que ele é um malandro cascudo, da antiga,ate mesmo alguns sambistas novatos sabem que a Mocidade Independente sem o finado Castor de Andrade,a Portela sem o finado Natal,a Imperatriz Leopoldinense sem o Luizinho,a Beija Flor sem o Anizio,a Grande Rio sem o Jader Soares e outras mais não seriam nada sem esses erradamente chamados bicheiros, " bicheiro é aquele que fica sentado no caixotinho lá no cantinho da padaria escrevendo jogo de bicho" eles são BANQUEIRO ZOOTÃ?CNICO RSRSRS, ISSO Ã? FATO E NINGUÃ?M VAI APAGAR por mais que queiram, já tá na história já virou ate filme " O HOMEM DE UM BRAÃ?O SÃ? " e digo mais; se eles tivessem de frente na Liesa a mesma não estaria essa bagunça que tá hoje. Agora já estou esperando tentativa EM VÃ?O de justificativa CHEIA DE PALAVRAS BONITAS do meu amigo Almir de Macaé,só que comigo não tem palavras bonitas não MAIS TEM MUITA REALIDADE. QUINHA,ALMIR um beijo no coração de voces,e Saudações Nilopolitanas.

  • Avatar
    03/02/2015 06:30:50quinha da portelaMembro SRZD desde 28/01/2012

    BOM DIA A TODOS.E AI MANO BETO,SAUDADES NEGÃ?O COMO VAI VOCÃ? IRMÃ?O?BOM DIA CARO ALMIR.MAS DEIXANDO DE DELONGAS CONVERSANDO COMO VELHO CAIXA-D'AGUA ELE PROPRIOFALOU QUE OS CONTRAVENTORES FORAM PEÃ?AS FUNDAMENTAISPARA QUE O CARNAVAL PASSA-SE A SER ESSA GRANDEOSIDADE QUE Ã? HOJE,SEM ELESESTARIAMOS FALIDOS E DOU MAIOR APOIO AO VELHO.EU O I NA FOTO DO ENSAIO DA BEIJA FLOR,OLHANDOPROBUMBUM DA PASSISTA,RSRSRSRSRSRSRSRSRS,ELE NÃ?O TOMA JEITO MESMO,BOM DIA A TODOS,EM BREVE RETORNO PRO BRASIL.SAUDAÃ?Ã?ES PORTELENSES,VALEU.!!!!

  • Avatar
    02/02/2015 21:06:41ROBERTOMembro SRZD desde 11/04/2009

    E mais talvez se não fosse os tais contraventores penais do jogo do bicho,integrantes da máfia de cassa niques e blá blá blá muitas escolas de samba não estariam na mídia hoje, PRINCIPALMENTE A PORTELA, alguém que realmente CONHECE a história das escolas de samba tem coragem de me DESMENTIR?.

  • Avatar
    02/02/2015 16:01:06Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Ã? parte o amor que sinto pela Majestade do Samba, o fato é que venho afirmando, Escola de Samba tem que ser comandada/dirigida/gerida por sambistas autênticos, de preferência, baluartes e bambas. Não, por infiltrados no mundo do samba atualmente apelidados de presidentes de â??honraâ? ou patronos. Isto é, os contraventores penais do jogo de bicho e ou/integrantes de máfias como a do bingo e das máquinas caça-níqueis. Os quais na prática se tratam de capitalistas que exploram, oprimem e dominam as comunidades. Alguns deles nem tem a agremiação que dominam como a do coração. Depois, igualzinho às Organizações Globo buscam abater e ou/sonegar impostos através de caôs como o Projeto â??Criança Esperançaâ? e outros apelidados de projetos sociais. Por isso é natural que adeptos de agremiações dominadas pelos aludidos não sambistas reajam como fanáticos pentecostais por tais Escolas de Samba e ou/idólatras de tais não-sambistas enquanto analfabetos políticos que são. Por um lado, o Carnaval 2011 foi atípico no qual ocorreu incêndio nos barracões de três agremiações corretamente não apreciadas pelo quadro de julgadores da LIESA. Por outro lado, atenção, 2011 pode ter sido o ano do fim do predomínio em vitórias das agremiações que são dominadas pelos aludidos não-sambistas. Para ter-se ideia, nos últimos anos as agremiações dominadas por não-sambistas têm sido até mesmo minoria entre as seis do desfile das campeãs. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    02/02/2015 16:01:06Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Ã? parte o amor que sinto pela Majestade do Samba, o fato é que venho afirmando, Escola de Samba tem que ser comandada/dirigida/gerida por sambistas autênticos, de preferência, baluartes e bambas. Não, por infiltrados no mundo do samba atualmente apelidados de presidentes de â??honraâ? ou patronos. Isto é, os contraventores penais do jogo de bicho e ou/integrantes de máfias como a do bingo e das máquinas caça-níqueis. Os quais na prática se tratam de capitalistas que exploram, oprimem e dominam as comunidades. Alguns deles nem tem a agremiação que dominam como a do coração. Depois, igualzinho às Organizações Globo buscam abater e ou/sonegar impostos através de caôs como o Projeto â??Criança Esperançaâ? e outros apelidados de projetos sociais. Por isso é natural que adeptos de agremiações dominadas pelos aludidos não sambistas reajam como fanáticos pentecostais por tais Escolas de Samba e ou/idólatras de tais não-sambistas enquanto analfabetos políticos que são. Por um lado, o Carnaval 2011 foi atípico no qual ocorreu incêndio nos barracões de três agremiações corretamente não apreciadas pelo quadro de julgadores da LIESA. Por outro lado, atenção, 2011 pode ter sido o ano do fim do predomínio em vitórias das agremiações que são dominadas pelos aludidos não-sambistas. Para ter-se ideia, nos últimos anos as agremiações dominadas por não-sambistas têm sido até mesmo minoria entre as seis do desfile das campeãs. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    02/02/2015 15:59:59Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Junto com o presidente de honra mestre Monarco e o vice-presidente & supervisor de Carnaval da Águia Guerreira de Oswaldo Cruz e Madureira Marcos Falcon, o presidente-executivo Serginho Procópio são o mais puro exemplo de que as agremiações do mundo do samba devem ser dirigidas por sambistas. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    01/02/2015 23:18:19Manoel AlvesMembro SRZD desde 09/08/2014

    vcs só esqueceram d um pequeno detalhe..no desfile oficial a beija-flor vai desfilar depois da portela...hauhauhauhau tremei portelenses hauhauhauhau

Comentar