SRZD


03/02/2015 16h51

Contagem Regressiva: mesmo com problemas financeiros, Curicica aposta em um grande desfile
Redação*

O SRZD-Carnaval visitou o barracão de alegorias da União do Parque Curicica, escola que desfila pela Série A, para saber como andam as atividades. A azul, vermelha e branca, que desfilará na sexta-feira, dia 13 de fevereiro, está correndo contra o tempo para tentar entregar os serviços dentro do prazo.

Apoiada no enredo "Os três tenores...do samba", do carnavalesco Paulo Menezes, a Curicica homenageará Arlindo Cruz, Martinho da Vila e Monarco e suas respectivas escolas, Império Serrano, Vila Isabel e Portela. A equipe do Portal do Sidney Rezende foi recebida no barracão pelo diretor de Carnaval, Wanderson Sodré, que explicou todos os detalhes das atividades e falou do problema financeiro em que a escola se encontra.

O dirigente mostrou os projetos das alegorias e a grandiosidade do desfile que a Curicica planejou fazer. "O Carnaval da Curicica está caminhando, não na velocidade que a gente quer, mas com certeza vamos conseguir terminar os serviços a tempo do desfile oficial. Nosso carnavalesco planejou uma grande apresentação, mas infelizmente, há aqueles contratempos comuns às escolas da Série A, como a falta de dinheiro e a dificuldade em comprar em alguns lugares", destacou Wanderson.

O SRZD-Carnaval conferiu através dos projetos em desenho que realmente Paulo Menezes planejou alegorias grandes e luxuosas, porém, dois fatores teriam sido responsáveis pelo atraso na confecção dos carros: a falta de dinheiro e também de materiais específicos no comércio.

Segundo o diretor de Carnaval, das quatro alegorias que a escola levará para a Sapucaí, três terminaram o madeiramento e estariam em fase de ornamentação. Uma, porém, ainda estaria no ferro e entrando para a forração em madeira: o carro de númetro três, que homenageará Martinho da Vila.

"A gente vai em busca do material, mas não tem para vender. Só por encomenda e isso atrasa um pouco as atividades no barracão. Tem loja que não aceita a carta de crédito que nós temos e daí acaba não dando para comprar onde tem o material. Tivemos que substituir vários materiais em falta por outros similares. Além disso, fizemos todos os carros, baseados em um projeto novo. Reconstruimos os carros do zero e com isso acabamos gastando mais dinheiro", explicou Wanderson ao SRZD-Carnaval.

A Curicica levará para a Avenida em seu desfile oficial 2.300 componentes, em 21 alas e quatro alegorias. Confira a explicação de cada uma, nas palavras de Wanderson Sodré, diretor de Carnaval:

1ª alegoria/abre-alas acoplado: "Vai ter 30 metros de extensão. Vai representar o Teatro Municipal e a ópera onde estariam os três tenores. Vai vir 75 pessoas caracterizando uma grande ópera. Uma pessoa virá fazendo o papel de maestro do samba, regendo a orquestra. Virá em dourado, com detalhes brancos e um acabamento imitando mármore com castiçais e iluminação especial".

2ª alegoria: "Será em homenagem ao Arlindo Cruz. Vai representar sua fé nas cores da Império Serrano. Vai trazer São Jorge e as cores da escola. Vai vir com coreografia".

3ª alegoria: "Virá homenageando Martinho da Vila e algumas obras que ele tem, mas vamos dar uma ênfase ao desfile marcante 'Kizomba, festa da raça', e virá nas cores azul e branca da Vila Isabel".

4ª alegoria: "Este último carro fechará com uma homenagem ao Monarco e nossa querida Portela. Vai ter uma grande águia dourada. O carro também trará tons em azul e branco".

Wanderson Sodré, diretor de Carnaval da Curicica. Foto: SRZD-Rodrigo Trindade

*Por Rodrigo Trindade, colaborador do SRZD.

Da série Contagem Regressiva:

Grupo Especial:

-Atual campeã: Tijuca quer conquistar o público de novo

-Gigantismo, efeitos de Parintins e emoção são promessas da Viradouro

-Ilha quer surpreender o público com luxo e alegorias imponentes

-São Clemente prepara 'enredo da vida' de Rosa Magalhães

-Abre-alas gigante da Mangueira ofertará flores às mulheres

-'A Vila Isabel é muito aguardada', diz diretor de Carnaval

-Portela promete 'fechar barracão' até 31 de janeiro

-Imperatriz segue com barracão a todo vapor, mas encontra dificuldade com fornecedores

-'Não estamos atrasados nem adiantados', diz Laíla da Beija-Flor

Série A:

-Renascer de Jacarepaguá quer emocionar Sapucaí com Candeia

-Recém-chegada à Série A, Unidos de Bangu quer ficar

-Unidos de Padre Miguel quer repetir sucesso das alegorias de 2014

-Índio canibal comerá componente no desfile da Paraíso do Tuiuti

-Em Cima da Hora dribla falta de dinheiro com simplicidade, bom gosto e capricho no acabamento

-'O público pode esperar uma Estácio de Sá forte', diz Tarcisio Zanon

-Na Inocentes, mesmo sem patrocínio, atividades estão adiantadas

-Mesmo sem patrocínio, Santa Cruz segue com barracão adiantado

-Caprichosos de Pilares corre contra o tempo para finalizar abre-alas

-Alegria da Zona Sul dribla falta de dinheiro com material alternativo

-'Cubango quer voltar a disputar título', disse Jaime Cezário

-Uma Império Serrano de fé e emoção

Veja mais:

-Saiba tudo sobre os ensaios na Marquês de Sapucaí

-Leia as últimas notícias do Carnaval 2015

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
Comentar