SRZD


06/02/2015 16h18

Contagem Regressiva: recém-chegada à Série A, Unidos de Bangu quer ficar
Redação*

A Unidos de Bangu, que ano passado subiu para a Série A e quer permanecer no grupo, foi mais uma escola visitada pela equipe do SRZD-Carnaval esta semana. Fomos conferir as atividades da vermelha e branca da Zona Oeste em seu barracão de alegorias e saber as novidades que ela levará para o desfile oficial, na sexta-feira, dia 13 de fevereiro.

Apoiada no enredo "Imperium", desenvolvido pelo carnavalesco Rodrigo Almeida, a agremiação falará da trajetória da humanidade e os impérios que marcaram o mundo. Rodrigo comentou que apesar de todas as dificuldades, o barracão está a todo vapor:

"Estou driblando as dificuldades da forma que eu posso, dentro da realidade da escola. Todas as quatro alegorias estão em fase de ornamentação. Houve atraso por problemas financeiros e também por falta de estrutura de nosso barracão. Mas temos que acabar, tem que dar tempo e eu acredito que faremos um desfile digno", apostou o artista em conversa com o SRZD-Carnaval.

Rodrigo Almeida, carnavalesco da Unidos de Bangu, e o segundo carro, Império da Macedônia. Foto: SRZD-Rodrigo Trindade

Cerca de dois mil componentes vão desfilar pela Unidos de Bangu, divididos em 20 alas e quatro carros alegóricos. O abre-alas, acoplado, mostra o bom gosto do carnavalesco. Nas cores vermelha e dourada, falará do primeiro império japonês. Dois dragões dourados virão à frente da alegoria. "Usamos aqui cinco mil lajotas de espelho, seis quilômetros de fita. É um carro grande. Tem 52 metros de comprimento. Além disso, vamos precisar usar dois geradores por causa da iluminação especial", completou Rodrigo.

Abre-alas virá com dois dragões e representará o Japão. Foto: SRZD-Rodrigo Trindade

Confira, na explicação do carnavalesco, o significado de cada alegoria:

1ª alegoria/abre-alas acoplado: "Vamos abrir o desfile com o Japão e a primeira alegoria trará o primeiro imperador da história daquele país: Jimmu. É um carro todo em vermelho e dourado com efeitos de iluminação. Vamos abrir a escola com uma cabeça bem bonita".

2ª alegoria: "Nosso segundo setor vai abordar a Macedônia e vamos contar, neste carro, que todo território já estava dominado. Vai mostrar aquelas lutas que existiam para conquistar os territórios".

3ª alegoria: "Vamos falar da expansão marítima quando os navegadores partiram para explorar outras terras, como Portugal, Espanha, Holanda, impérios que foram para o mar".

4ª alegoria: "No quarto setor, vamos falar dos impérios sulamericanos, os pré-colombianos. Vamos trazer os maias, incas, astecas e terminaremos com o carro Império Tropical, que é o império brasileiro".

Quanto à comissão de frente, o carnavalesco revelou que manterá, no figurino, as mesmas cores do abre-alas: "Vai ser um império que irá retratar vários impérios", resumiu Rodrigo ao SRZD-Carnaval. A coreografia está sob a responsabilidade de Carlos Fontinelle.

Adereços do abre-alas fazem alusão à cultura japonesa. Foto: SRZD-Rodrigo Trindade

*Por Rodrigo Trindade, colaborador do SRZD.

Da série Contagem Regressiva:

Grupo Especial:

-Atual campeã: Tijuca quer conquistar o público de novo

-Gigantismo, efeitos de Parintins e emoção são promessas da Viradouro

-Ilha quer surpreender o público com luxo e alegorias imponentes

-São Clemente prepara 'enredo da vida' de Rosa Magalhães

-Abre-alas gigante da Mangueira ofertará flores às mulheres

-'A Vila Isabel é muito aguardada', diz diretor de Carnaval

-Portela promete 'fechar barracão' até 31 de janeiro

-Imperatriz segue com barracão a todo vapor, mas encontra dificuldade com fornecedores

-'Não estamos atrasados nem adiantados', diz Laíla da Beija-Flor

Série A:

-Renascer de Jacarepaguá quer emocionar Sapucaí com Candeia

-Unidos de Padre Miguel quer repetir sucesso das alegorias de 2014

-Índio canibal comerá componente no desfile da Paraíso do Tuiuti

-Em Cima da Hora dribla falta de dinheiro com simplicidade, bom gosto e capricho no acabamento

-Mesmo com problemas financeiros, Curicica aposta em um grande desfile

-'O público pode esperar uma Estácio de Sá forte', diz Tarcisio Zanon

-Na Inocentes, mesmo sem patrocínio, atividades estão adiantadas

-Mesmo sem patrocínio, Santa Cruz segue com barracão adiantado

-Caprichosos de Pilares corre contra o tempo para finalizar abre-alas

-Alegria da Zona Sul dribla falta de dinheiro com material alternativo

-'Cubango quer voltar a disputar título', disse Jaime Cezário

-Uma Império Serrano de fé e emoção

Veja mais:

-Saiba tudo sobre os ensaios na Marquês de Sapucaí

-Leia as últimas notícias do Carnaval 2015

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 

 



Comentários
Comentar