SRZD



Maria Apparecida

Maria Apparecida

CARNAVAL. Historiadora, escritora e decoradora, é considerada uma das mais respeitadas autoridades do Carnaval de São Paulo. Há 35 anos começou a se interessar pelo samba, em que desenvolveu vários projetos. Entrou para a história ao se tornar a primeira carnavalesca da folia paulistana.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



05/03/2015 00h03

'Exposição de alegorias', a ideia está lançada
Maria Apparecida

Carnaval de 2015!

Foi um dos melhores Carnavais que São Paulo já realizou.

Presenciamos os desfiles incríveis das escolas de samba, maravilhosos em todos os Grupos: Especial, de Acesso e do Grupo 1 da Uesp.

Percebemos que todas as escolas desfilaram, apresentando o seu espetáculo para ser admirado pelo público, quer sambistas ou não, demonstrando muito amor pelos seus pavilhões, com alegria e entusiasmo.

Carnaval de São Paulo 2015. Foto: Liga SP - Fotos Públicas - Robson Fernandjes

Cada agremiação se empenhou muito, levando para a Avenida, em seus enredos, conhecimentos históricos, como o ouro, diamante, pérola, dos contos infantis, com fadas, príncipes, reis e rainhas ladeados de flores, pássaros e borboletas, não esquecendo o circo com os seus personagens e homenagens.

Foram também lembradas as imigrações vindas dos vários continentes do nosso planeta, e extravasadas as saudades, relembrando os antigos Carnavais por meio das marchinhas que tanto embalaram os foliões em décadas passadas.

Foi sem dúvida um magnífico espetáculo preparado, considerado o maior espetáculo da terra, fazendo com que o público chegasse ao delírio.

Foi um trabalho exaustivo, com a duração de quase um ano!

Começou pela escolha do enredo onde muitas pesquisas foram feitas pelos carnavalescos, até chegar ao ponto de criação. São muitos desenhos executados para chegar ao ideal. Pesquisas de materiais, montagens de pilotos, retoques, acabamentos e finalmente a apresentação, na quadra.

E vêm as alegorias, desenhos, projetos diversos de estrutura, que na realidade são os mais importantes.

Carnaval de São Paulo 2015. Foto: Liga SP - Fotos Públicas - Robson Fernandjes

Inicia-se o trabalho nos barracões e consomem-se meses de movimentação e realização. É a máquina do sonho no seu processo de produção, até a etapa final, que é a apresentação na passarela do samba.

Todo esse longo tempo e exaustivos trabalhos foram apresentados em apenas 65 minutos. Um tempo muito curto para que pudéssemos curtir e admirar toda essa beleza que passava diante de nós.

Temos que considerar ainda que, para tanto trabalho, além do envolvimento dos sambistas, houve a participação daqueles que trabalharam continuamente nos barracões. São muitos funcionários especializados, como serralheiros, marceneiros eletricistas, decoradores, pintores, escultores, entre outros. Os barracões são na realidade uma "Fábrica de Sonhos", por meio da qual os sambistas sonham durante meses para que ela funcione e chegue ao seu objetivo.

Então vamos vendo essas alegorias se afastando da pista e dos nossos olhos...

Que pena!

E vão elas sendo retiradas da "dispersão" para um terreno, onde praticamente são amontoadas umas com as outras, esperando a hora de serem levadas para as quadras e serem desmontadas.

As alegorias são consideradas trabalhos de arte popular, realizadas por artistas do povo que, infelizmente, passam despercebidos pelo público, mas são verdadeiros artistas!

Carnaval de São Paulo 2015. Foto: Liga SP - Fotos Públicas - Robson Fernandjes

Como conseguir que o presidente da SPTuris olhe com a devida atenção para esses trabalhos, fazendo com que esses carros alegóricos voltem à passarela do samba, para uma "exposição de visitação pública", eventualmente de turistas do exterior, pelo menos durante o mês de março, que geralmente não tem programação para o uso da pista?

Talvez se o presidente e a diretoria da Liga ajudassem na realização desse evento, colaborando na divulgação e propaganda, poderia até ser uma fonte de renda, com ingresso e estacionamento a preços módicos.

Quantas pessoas gostariam de ver de perto esses carros alegóricos, assim como foi feita a visitação na Pinacoteca do Estado para ver as obras do artista Ron Mueck, um artista australiano, também popular...

Isso poderia acontecer igualmente no sambódromo. É um caso para ser pensado. Já que nenhuma autoridade ainda cogitou a criação do "Museu do Carnaval", que para os sambistas seria muito importante, essa seria uma forma de divulgar e não se perder a arte criada para o Carnaval, feita por sambistas que na realidade são verdadeiros artistas populares.

Concentração do Anhembi. Foto: Liga SP - Fotos Públicas - Rafael Neddermeyer

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Comentários
  • Avatar
    05/03/2015 18:13:51Luiz MamedesAnônimo

    Ã?tima idéia, tive a oportunidade de ver de perto essas maravilhosas alegorias na véspera do carnaval, fiquei encantado, foi meu primeiro contato físico com o carnaval. As cores, os detalhes, a perfeição, tudo feito com amor por verdadeiros profissionais. Quem ainda não viu, deveria ver de perto, pois em palavras fica difícil descrever. Parabéns pela idéia !

  • Avatar
    05/03/2015 15:43:08WladimirAnônimo

    Texto perfeito. Por compactuar do mesmo desejo de valorização da ARTE popular, durante o período do carnaval deste ano, realizei uma exposição fotográfica (minha segunda paixão, depois do desfile das escolas de samba)com o intuito de divulgar o trabalho dos barracões. Mesmo sendo um fotógrafo amador (amante da arte) busquei meio para expor a criação de outros amadores(amantes da arte). E em 2015 retornei à avenida para clicar novas criações. Carnaval - A Arte dos Barracões foi a minha forma de agradecer ao sonho oferecido por esses profissionais.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.