SRZD


25/04/2015 17h38

Luto no mundo do samba: sambistas lamentam morte do produtor Kiko Alves
Redação SRZD

Morreu, neste sábado, o "descobridor" de musas do Carnaval carioca, Kiko Alves. O sambista foi levado para a UPA de Realengo na noite da última sexta-feira por parentes, com muita tosse e alergia. Ele foi diagnosticado com pneumonia e morreu por volta de 13h deste sábado.

Kiko, que tinha 49 anos, revelou musas conhecidas como Viviane Araújo, Thatiana Pagung, Mulher Melão e muitas outras. David Brazil, Antonia Fontenelle, a porta-bandeira da Impertatriz, Rafaela Theodoro, os diretores Luiz Carlos Escafura e Paulo Brandão, e muitos outros sambistas lamentaram a perda de Kiko nas redes sociais. Alguns publicaram fotos ao lado do produtor, outros deixaram mensagens em sua homenagem, mostrando o quanto ele era querido.

Fotos: Reprodução de Facebook

"Mais um amigo nos deixou hoje, Kiko Alves, figura ímpar do Carnaval carioca, sempre muito carinhoso comigo e descobridor de beldades, dez nota 10, que descanse em paz meu amigo, que Deus conforte seus familiares", escreveu David Brazil na leganda de uma foto com o produtor, em sua conta no Instagram.

"Ele foi muito importante para mim na época da Mocidade! Me apoiou muito! Que Deus o tenha", escreveu Antônia Fontenelle, lembrando de sua passagem como rainha de bateria da escola de Padre Miguel.

"É com muita tristeza que eu, Machine, acabo de saber do falecimento do amigo Kiko Alves. A equipe Machine está de luto. Ele era amigo, irmão e parceiro. Descansa em paz, amigo. Eu te amo", postou o síndico da Sapucaí, no Facebook.

"Você me fez conhecer o Carnaval de verdade. e através dele fiz muitos amigos. Obrigada... Siga com muita luz, Kiko Alves. Meus sentimentos à família", escreveu Thatiana Pagung, em sua página no Facebook.

"Eu sempre compreendi e entendi sua personalidade e sua maneira de conduzir a vida, amigo, sincero e polêmico, mas a sua maior qualidade era amar o samba. Outro dia vendo que estava sumido, fui até sua casa, ele tentou mostrar-se bem, mas vi que já não estava legal, perguntei se precisava de algo, me disse que não, conversamos e fui embora, pois é muito fácil ser amigo quando a pessoa se mostrar radiante e solícita. Valeu amigo, missão cumprida, fica em paz e vai na fé, do seu amigo, SERGITO", escreveu no Facebook o presidente da Unidos da Ponte, Serginho Aguiar.

Kiko ingressou no Carnaval carioca aos 15 anos, quando desfilou na Mocidade pela primeira vez.

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Veja mais sobre:CarnavalRio de Janeiro

Comentários
Comentar