SRZD


29/05/2015 15h58

Mocidade ainda vai decidir se abordará enredo divulgado
Redação SRZD

No final de fevereiro, a Mocidade anunciou a contratação dos carnavalescos Alexandre Louzada e Edson Pereira para comandarem o Carnaval de 2016. Os artistas desenvolverão as atividades plásticas para o próximo desfile. O enredo divulgado, "#alendaimaginação", porém, ainda está sendo estudado e melhor avaliado. Pelo menos foi o que comentou o vice-presidente da verde e branca, Rodrigo Pacheco, em conversa com o SRZD-Carnaval:

"Estamos fazendo um trabalho com bastante pé no chão. Vamos fazer o que for melhor para a escola. Ainda estamos trabalhando com a hipótese do enredo que já divulgamos. Em breve, anunciaremos nossa decisão. Vamos convocar uma reunião e uma coletiva quando tudo estiver pronto", disse o dirigente.

 - Clique e leia as últimas notícias sobre o Carnaval 2016

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    05/06/2015 12:28:09Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Claudinha, não se estressa não, das escolas do Grupo Especial do RJ apenas Salgueiro, São Clemente e Imperatriz tem enredo, pois já divulgaram a sinopse, a Beija-Flor disse que divulgará a sinopse semana que vem. A coisa tá tão ruinzinha da falta de patrocínio, que o seu colega Joãosinho passou a ser Imperatriz, isso porque a Imperatriz é uma das poucas que tem enredo com o dinheirinho do pinico garantido pela duplinha, kkkkk.

  • Avatar
    05/06/2015 09:57:09Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Uanderson, fiquei sabendo ontem de uma coisa por uma guria que tem contato com a diretoria. Ela me disse que, independente do enredo, vai ser autoral. O outro enredo, ao contrário do que a gente pensa, NÃ?O Ã? patrocinado. No caso esse da Espanha que eu falo. A história é longa e se confirmar esse outro enredo eu conto o que aconteceu.

  • Avatar
    01/06/2015 13:25:54Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Uanderson, você foi exato nos seus comentários. Ninguém me convence que aquela tal de Mega Sena é "honesta", para mim aquela Mega Sena é uma vigarice total. A população, o povo neste país são muitas bobas, quem já foi na Caixa Econômica, teve assuntos a resolver nesse banco, sabe que é de longe o banco mais corrupto, péssimo atendimento, e fazem de tudo para levar vantagem em cima do trabalhador. Só sendo muuuuito abestalhado para comprar a tal de Mega Sena, um prêmio que o ganhador nem aparece. O povo compra um bilhete de jogo de um banco do governo (que vive de escândalos de corrupção), e depois não é divulgado quem ganhou. O povo é muito bocó para ainda acreditar que existe o tal "prêmio". A diferença da Mega Sena para o Petrolão da Petrobrás, é apenas que os estelionatos da Petrobrás foram desmascarados, enquanto a Caixa Econômica com a Mega Sena ainda continua dando o golpe no povo. Os bicheiros do Carnaval são anjos de candura perto dos banqueiros da Caixa Econômica com o golpe que é a Mega Sena.

  • Avatar
    01/06/2015 10:23:43Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    O mundo do samba reproduz mazelas da sociedade dividida em classes sociais, cheia de desigualdades e opressões. Uma dessas mazelas é a falta de consciência em termos filosóficos e políticos, estes sem ser no sentido partidário. O que acaba levando pessoas adeptas e militantes no mundo do samba a idolatrarem as nefastas figuras dos contraventores penais do jogo de bicho e outras criminalidades como integrar máfias dentre as quais a do bingo e das máquinas caça-níqueis ou ainda os tráficos de armas e drogas. Em meio a essa mazela infelizmente existente no mundo do samba, tais pessoas adeptas corretamente criticam a hipocrisia das instituições do aparelho do estado burguês em tolerar os contraventores penais do jogo de bicho, porém o fazem com o mesmo propósito da sociedade capitalista. Com o propósito de tolerar e até idolatrar os nefastos não-sambistas da contravenção, tais pessoas adeptas do mundo do samba pretendem que os sambistas verdadeiros erigidos da explorada, oprimida e dominada comunidade tenha o mesmo valor de quem a exploram, oprimem e dominam, que são os citados não-sambistas. Ao invés de reivindicar que o estado burguês deixe de ser hipócrita em relação à contravenção penal do jogo de bicho, tais pessoas adeptas do mundo do samba não propugnam o seguinte. A extinção da contravenção pondo na cadeia os exploradores da contravenção penal do jogo de bicho, estatizando-a através da absorção dos explorados trabalhadores como funcionários públicos com estabilidade no emprego, tendo treinamento, capacitação e atualização permanentes; obviamente salários dignos. Para esclarecer, os componentes das Escolas de Samba, profissionalizados ou não são artistas, sambistas e militantes. Nós a comunidade adepta somos a torcida, organizada ou não, igualmente militante. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    31/05/2015 21:40:44uanderson de aquinoMembro SRZD desde 04/12/2009

    Claudia Bauer espero que seja a primeira opção do Louzada mesmo, enredo autoral, e melhor aguardamos mesmo do que especularmos,o Ronaldo deve estar querendo aparecer mesmo para estar disposto a pagar 6 milhões para fazer uma homenagem a ele mesmo!

  • Avatar
    31/05/2015 21:14:30Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Uanderson, não sei se você vê o Facebook do Rodrigo Pacheco, mas sei lá. Diante de todas essas notícias a impressão que eu tenho é de que no final das contas eles vão fazer o enredo do Louzada mesmo. Eu já comentei em alguns posts do Facebook dele e SEMPRE ele diz que está tudo sob controle. Tenho a sensação de que está mesmo, apesar da agonia que está me dando. Vamos aguardar até o sorteio de grupos para ver se realmente estou certa.

  • Avatar
    31/05/2015 20:19:32uanderson de aquinoMembro SRZD desde 04/12/2009

    Duas coisas que quero opinar: Primeiro, se Ronaldo â??fenômenoâ? for escolhido pela Mocidade para enredo de 2016, sinceramente paro de torcer pela escola, fala serio e melhor homenagear a Friboi!. Outra coisa, Almir esse negocio de sambista e não sambista, para com isso, eu não sou assíduo de quadra de escola de samba e nem por isso me considero não sambista, sambista para mim e todo aquele que gosta desse universo, e como no futebol, não estou no campo mas estou fora dele torcendo, participando. Os patronos das escolas, se são bicheiros, dançarinos de boates para mim pouco importa, e para dizer a verdade acho que o jogo do bico deveria ser legalizado e contravenção porque não é legalizado e tido como jogo de azar, assim como foi com os bingos. Mas e as loterias da Caixa, não e jogo de azar? Quantas pessoas que você conhece já ganharam na mega sena? O governo pode fazer jogo de azar. Quando passamos pelas loterias, estão lá, dezenas de idoso alguns mal conseguem estar de pé mas estão lá fazendo a fezinha para caso ganhar deixar uma bolada para alguma piriguete que logo o vovô tratará de arrumar, esse papo do contraventor estar escondido no mundo do samba para se fazer de bonzinho, e ganhar apoio da comunidade para se manter já foi, hoje em dia não há ninguém puro de alma o pessoal do PT sabe disso!!!

  • Avatar
    31/05/2015 12:34:08Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    A causa da atual crise da Mocidade Independente representada por essa notícia está encoberta pelos seus 12 anos sem sequer voltar no desfile das campeãs. Mesmo na época áurea dos cinco títulos (1979, 1985, 1990, 1991 e 1996) a Mocidade já não era comandada por sambistas verdadeiros erigidos da comunidade. Escola de Samba necessita de comando e direção de sambistas autênticos erigidos de comunidade participativa na permanente busca de glórias, conquistas e vitórias. Ã? saudosismo comparar a vitoriosa e lendária era-Castor com a História da Majestade do Samba comandada pelo patrono in memória Natal, nem com a era da mais vitoriosa do sambódromo a madrinha da Mocidade a Deusa da Passarela. Natal era líder sambista verdadeiro, um trabalhador da Central do Brasil que migrou para a contravenção penal do jogo de bicho. Já Castor era advogado e não-sambista verdadeiro, que migrou para a contravenção, apesar de ter tido o mérito de comandar a Mocidade à época com sambistas verdadeiros erigidos de participativa comunidade na direção e na equipe de Carnaval. Ã? o que ocorre na madrinha da Mocidade além da mesma contar com o esquema da LIESA. A comunidade da Mocidade terá de conscientizar-se através do amargo exemplo da Majestade do Samba do último título sozinha no longínquo 1970, que só agora nos últimos anos mostra ter voltado a contar com direção de sambistas verdadeiros erigidos de uma participativa comunidade. A qual tem que ficar atenta ao ressurgimento de um ex-presidente portelense não-sambista no â??novoâ? Conselho de Grandes â??Beneméritosâ? (CGB) da LIESA. Comandada por um patrono não-sambista, infelizmente é sombria a atual perspectiva para a comunidade da respeitabilíssima agremiação da estrela-guia de Padre Miguel. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    31/05/2015 01:45:13Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Se o enredo da Mocidade de Padre Miguel, for aquele farsante da final da Copa de 1998, eu só quero ver a cara da Claudinha e do Joãosinho, tomara que não seja pois o Carnaval seria ridicularizado, mas se fosse eu iria rir muito da cara da Claudinha e do Joãosinho, kkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  • Avatar
    30/05/2015 23:38:44RogérioMembro SRZD desde 26/05/2009

    Mocidade pode vir de Ronaldo o Fenômeno com patrocínio de 6 milhões.

  • Avatar
    30/05/2015 08:32:14ACBeijaflorMembro SRZD desde 08/09/2010

    Ã? Mocidade isso é um balde de gelo jogado na cabeça dos carnavalescos e tambem de seus admiradores. Espero que superem os problemas e voltem a brilhar como nunca.

  • Avatar
    30/05/2015 07:40:41everaldo guilhermeMembro SRZD desde 07/04/2009

    Eu não gosto de enredo abstrato, deixa margem para meterem o pau na Mocidade, porque os julgadores com a mocidade eles procuram defeito para tirar ponto, enconto para outras escolas fazem vista grossa.gosto mais de enredo historicos.

  • Avatar
    29/05/2015 21:10:26uanderson de aquinoMembro SRZD desde 04/12/2009

    SILVERIO não concordo com sua tese que a Mocidade já deu o que tinha que dar, que seu tempo já passou, as coisas não são bem assim, a escola de samba é uma instituição que deve estar acima de qualquer personalidade que momentaneamente esteja na escola, concordo que após a morte de Castor de Andrade e principalmente após a saída de Renato Laje a escola se perdeu como um filho que se perde de sua mãe e fica perambulando de um lado para outro sem rumo. Mas no meu entendimento todos nos temos altos de baixos na vida e sempre a chances de voltarmos a ficar de pé, e a Mocidade ainda pode voltar sim a fazer bons trabalhos, depende lógico de que seus torcedores enfim todos que fazem parte dessa agremiação lutem para por em cada setor quem sabe fazer e não o fulano de tal que é apadrinhado de beltrano, se fossemos pensar da forma como você descreveu a Mocidade hoje, então a Portela já deveria estar extinta a muito tempo, se lembram daquele desfile horroroso da Portela com sua águia despencando sambódromo a fora? Foi um dos, senão, o pior desfile que a Sapucaí já viu que ainda para fechar com chave de ouro tentaram impedir a velha guarda de entrar na avenida. Mas hoje a Portela não esta ai tentando voltar às cabeças com Paulo Barros? Na vida os tombos são comuns, só ficam nos buracos os que querem!

  • Avatar
    29/05/2015 18:37:25Quinha da portelaMembro SRZD desde 28/01/2012

    O Silvério esta com toda razão,pra que ficar se iludindo,só quem acompanha a mocidade e vive a escola o ano todo sabe que ela esta mal de finanças,não ao ponto que estão outras escolas do especial,mas ela esta doente financeiramente,mal administrada,muita gente apitando sem entender de carnaval,a bateria pelo amor de Deus está muito ruim e a troca não melhorou.Faço votos que a mocidade volte a ser aquela que encantava todos nós,mas precisa colocar os pés no chão.!!!

  • Avatar
    29/05/2015 18:05:06Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Sinceramente??? Eu sou um dos maiores defensores do enredo autoral de qualidade, mas cá para nós esse enredo "Além da Imaginação" era meio bobinho para quebrar o gelo de mais 12 anos da Mocidade de Padre Miguel fora do Desfile das Campeãs. Se a Mocidade de Padre Miguel vier com um enredo de boa qualidade patrocinado até sairá no lucro.

Comentar