SRZD



Laíla

Laíla

CARNAVAL. Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, o Laíla, nasceu em 1943, no Morro do Salgueiro, situado na Tijuca, no Rio. Foi lá que o hoje renomado Diretor de Carnaval e Harmonia teve seu primeiro contato com o samba e o Carnaval, e onde criou, nos anos 50, uma Escola de Samba Mirim, chamada Independentes da Ladeira, que foi um grande sucesso na época, funcionando como espécie de trampolim para o convite feito pelo Acadêmicos do Salgueiro. Líder nato e apaixonado por seu trabalho, Laíla acumulou profundos conhecimentos harmônicos e melódicos ao longo dos seus 54 anos de atividade; tendo trabalhado, ainda, como cantor, músico e compositor. A primeira junção de sambas-enredo foi feita por Laíla, em 1975, em "As Minas do Rei Salomão"; e de lá para cá, todas as junções de sambas-enredo feitas por ele, nas diversas escolas por onde passou, foram sucesso. Há 45 anos trabalha como produtor do CD de sambas-enredo das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, e há 26 é o Diretor Geral de Carnaval e Harmonia da Beija-Flor de Nilópolis, onde criou, em 1997, a vitoriosa Comissão de Carnaval da Agremiação.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



07/06/2015 10h06

Videoblog: Laíla fala sobre a grande indústria do Carnaval
Redação SRZD

Em vídeo gravado para o SRZD-Carnaval, Laíla exaltou a grande indústria do Carnaval e disse que aposta que este segmento será, em breve, um dos mais importantes do Rio de Janeiro, com o crescimento das escolas de samba. Ele também contou sua trajetória no mundo do samba. Confira: 

- Clique e leia as últimas notícias sobre o Carnaval 2016

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    07/06/2015 16:27:07GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    LAÍLA O EURICO MIRANDA DO SAMBA!

  • Avatar
    07/06/2015 10:52:04RogérioMembro SRZD desde 26/05/2009

    Que Deus te ouça Laíla , a Beija-flor tem diretor de harmonia que sai as cinco da manhã de Nilópolis pra trabalhar em Niterói sai do trampo as 18 horas e ainda vai pra quadra ensaiar sua ala, participar de concurso de samba, participar do ensaio de bateria,e vai descansar sabe lá que horas, o dia que esses diretores poderem viver da escola de samba apenas tudo ficará melhor.

Comentar