SRZD


07/06/2015 19h43

Mocidade muda o enredo para o Carnaval 2016
Redação SRZD

O colunista Leo Dias vai divulgar, na edição do jornal "O Dia" desta segunda-feira, detalhes sobre o novo enredo da Mocidade. O tema trata sobre Miguel de Cervantes, cujo título será "O Brasil de La Mancha - Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes. Sou Quixote Cavaleiro, Pixote Brasileiro". A escola havia divulgado, inicialmente, o tema "#alendaimaginação".

O enredo é uma criação de Andé Luis Júnior, ex-jurado do Grupo Especial, que fez questão de ressaltar que não se trata de um desfile sobre Don Quixote, e sim do seu caminhar em terras brasileiras, encontrando na mocidade (juventude) a grande esperança.

O tema será desenvolvido pelos carnavalescos Alexandre Louzada e Edson Pereira. A logomarca escolhida reúne duas obras: "Don Quixote", de Pablo Picasso, e "Abaporu", de Tarsila do Amaral.

- Clique aqui e saiba tudo sobre o Carnaval 2016

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 


Veja mais sobre:MocidadeCarnaval 2016

Comentários
  • Avatar
    08/06/2015 22:14:04Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    Joanete, nem vou me dar ao trabalho de ler a mais este teu ataque de boiolice. Sinto muito, bibinha, mas, passa amanhã. A única coisa que tenho a te dizer é a seguinte... Puxe o histórico da Beija Flor desde o seu surgimento e puxe o da tua escola e depois de comprar os dois meta as duas mãos naquele lugar e se rasgue toda. Em tempo... Quando foi mesmo o último campeonato da Mocidade? â?? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

  • Avatar
    08/06/2015 21:04:44João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    D. Maria, texto linear daqueles bem secundaristas que as antigas tias ensinavam com começo, meio e fim será e já é a da Beija-Vaia. Essa sim, uma escola medrosa engessada por uma comissão tão mediócre quanto seu comentário. Em momento algum o texto da sinopse da Mocidade pretende ser linear. Tal qual a sinopse da Mangueira, prefere se utilizar de outros mecanismos que quem constrói textos sabe muito bem como identificar. Estão ai metáforas, minha filha. Estão ai associações literais. Essa sinopse deve ser tão doida quanto o doido sonhador que a segue de perto errante por esses Brasis desconexos. Brasil dos ricos, dos pobres, dos negros, dos brancos, dos índios, dos larápios, dos malandros, e da pu/tas veias como a senhora que é tão burra e analfabeta funcional que com toda certeza só sabe interpretar textos wikipedianos. O marquês de Nova Lima, cidade natal, o poeta Imortal, já se levantou da tumba com um versinho intitulando-o tão chechelento quando sua escolinha caça níquel previsível. E tome saco pra aguentar um desfile mequetrefe como será esse de um político tido como herói nacional por uma escola que homenageou uma mula midiática e uma assassino sangue frio. Dá pra entender o desespero dessa intelectualóide de laboratório farmacêutico. Salve a Mocidade que novamente causa rebuliço com seu carnaval. Essa é a velha Mocidade. O resto é conversa fiada!

  • Avatar
    08/06/2015 21:04:40João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    D. Maria, texto linear daqueles bem secundaristas que as antigas tias ensinavam com começo, meio e fim será e já é a da Beija-Vaia. Essa sim, uma escola medrosa engessada por uma comissão tão mediócre quanto seu comentário. Em momento algum o texto da sinopse da Mocidade pretende ser linear. Tal qual a sinopse da Mangueira, prefere se utilizar de outros mecanismos que quem constrói textos sabe muito bem como identificar. Estão ai metáforas, minha filha. Estão ai associações literais. Essa sinopse deve ser tão doida quanto o doido sonhador que a segue de perto errante por esses Brasis desconexos. Brasil dos ricos, dos pobres, dos negros, dos brancos, dos índios, dos larápios, dos malandros, e da pu/tas veias como a senhora que é tão burra e analfabeta funcional que com toda certeza só sabe interpretar textos wikipedianos. O marquês de Nova Lima, cidade natal, o poeta Imortal, já se levantou da tumba com um versinho intitulando-o tão chechelento quando sua escolinha caça níquel previsível. E tome saco pra aguentar um desfile mequetrefe como será esse de um político tido como herói nacional por uma escola que homenageou uma mula midiática e uma assassino sangue frio. Dá pra entender o desespero dessa intelectualóide de laboratório farmacêutico. Salve a Mocidade que novamente causa rebuliço com seu carnaval. Essa é a velha Mocidade. O resto é conversa fiada!

  • Avatar
    08/06/2015 21:04:20João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    D. Maria, texto linear daqueles bem secundaristas que as antigas tias ensinavam com começo, meio e fim será e já é a da Beija-Vaia. Essa sim, uma escola medrosa engessada por uma comissão tão mediócre quanto seu comentário. Em momento algum o texto da sinopse da Mocidade pretende ser linear. Tal qual a sinopse da Mangueira, prefere se utilizar de outros mecanismos que quem constrói textos sabe muito bem como identificar. Estão ai metáforas, minha filha. Estão ai associações literais. Essa sinopse deve ser tão doida quanto o doido sonhador que a segue de perto errante por esses Brasis desconexos. Brasil dos ricos, dos pobres, dos negros, dos brancos, dos índios, dos larápios, dos malandros, e da pu/tas veias como a senhora que é tão burra e analfabeta funcional que com toda certeza só sabe interpretar textos wikipedianos. O marquês de Nova Lima, cidade natal, o poeta Imortal, já se levantou da tumba com um versinho intitulando-o tão chechelento quando sua escolinha caça níquel previsível. E tome saco pra aguentar um desfile mequetrefe como será esse de um político tido como herói nacional por uma escola que homenageou uma mula midiática e uma assassino sangue frio. Dá pra entender o desespero dessa intelectualóide de laboratório farmacêutico. Salve a Mocidade que novamente causa rebuliço com seu carnaval. Essa é a velha Mocidade. O resto é conversa fiada!

  • Avatar
    08/06/2015 20:37:14uanderson de aquinoMembro SRZD desde 04/12/2009

    Bom, e aguardar para ver, só espero que não montem um desfile estilo historia de cordel, já basta as minisséries da Globo que fazem este tipo de trilogia, que foi de "Hoje é dia de Maria" à "AmorteAmo".

  • Avatar
    08/06/2015 20:11:47Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    Quanto ao enredo, fica evidente que o mesmo é uma espécie de Boni da Beija Flor, no qual acoplaram ao personagem principal uma infinidade de informações, de situações, de suposições formando assim um polvo de muitos tentáculos dos quais não se encontrava o início, o meio e o fim! A ideia, numa primeira leitura, parece ousada e bastante simpática. Mas, ao se discorrer mais acuradamente por sobre ela percebe-se claramente o emaranhado confuso e até desconexo que a escola tenta apresentar como linear. Ã? obvio que os independentes fanáticos irão a todo custo querer respaldar esse enredo. Exatamente como fizeram ano passado com aquele engodo de enredo que eles (principalmente a â??ilustríssima e muitíssimo bem informadaâ? Claudia Bauer â?? kkkkkkkk) quiseram enfiar-nos goela abaixo como sendo algo digno de premiação! Ã? a famosa estratégia da coruja que se nega a enxergar o obvio e por isso mesmo sempre acha os seus horrendos filhotes os mais belos de todo o reino animal.

  • Avatar
    08/06/2015 20:11:22Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    E começou a Claudia com seu exibicionismo tolo que de uns tempos pra cá ela passou a demonstrar sem qualquer pudor (o senso do ridículo as vezes faz uma faaaaalta â?? kkkkkkk). A diretoria da Mocidade a informa de absolutamente tudo (?), e o faz â?? pasmem os senhores! â?? em primeira mão!(???). Nem mesmo profissionais tarimbados e altamente especializados em fuçar notícias, tais como Leo Dias, que possuem fontes e métodos que lhes permitem captar essas informações (os famosos furos de reportagens) antes de todos sabem tanto quanto a independente Claudia que é sempre, volto a lembrar, diretamente informada pela diretoria da escola!!! (KKKKKKKK) Só me espanta que uma independente tão â??ilustreâ? â?? sim, pois, pra uma agremiação do porte da Mocidade fornecer em primeira mão suas novidades, suas estratégias carnavalescas para uma torcedora só pode significar que essa torcedora é mais que ilustre e que, portanto, a mesma possua estreitas relações com o comando da escola, certo? - quando deseja assistir ao desfile da sua escola tenha de comprar o ingresso (e atentem para esse detalhe... numa das arquibancadas mais baratas, diga-se de passagem!) ao passo que a diretoria â?? de quem a mesma se diz unha e carne (KKKK) â?? não seja capaz de lhe oferecer, ao menos, um frisazinha básica, já que convidá-la para o camarote da escola seria querer muito!!!!!! Como diz o popular jargão da â??filósofaâ? Xuxa: â??Ta bom! Senta lá, Claudiaâ? (KKKKKKKKK).

  • Avatar
    08/06/2015 15:28:54Marcio FelippeMembro SRZD desde 13/12/2011

    Não adianta ter boa vontade, dois bons carnavalescos, simpatia pela escola e nobreza na referência literária do tema. Sinceramente: com tudo isso, não se entende nada! E quem está dizendo que está entendendo, está só dizendo. Porque não entendeu e também não tá sabendo explicar. O enredo tá confuso demais na sinopse, que nunca foi o forte de Louzada. E a gente não é obrigado a dizer que está claro e bem escrito só porque, ano que vem, vai render bons carros e boas fantasias. Ano que vem ainda não chegou, o desfile ainda não começou. Aqui neste 2015, o que temos é a sinopse. Que tá muito confusa, desvairada, querendo falar muito e ao mesmo tempo querendo esconder o que quer fazer. Imagine-se um compositor de 50 anos dessa escola: vai fazer o que lendo essa parafernália toda?!?! Tá bonito...tá poético...tá emocionante...mas CLARO não está mesmo! E como a ala de compositores lá é fraca mesmo, vai ser uma luta pra dar bom samba. E que noticia é essa chamando para a coluna de um cara de outro veículo?! Nossa...que zica...nem a matéria se entende direito...

  • Avatar
    08/06/2015 14:39:54ACBeijaflorMembro SRZD desde 08/09/2010

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkk.

  • Avatar
    08/06/2015 09:20:31João SilvaMembro SRZD desde 18/08/2010

    Tem gente que é burra mesmo. Outras se fazem de burra imaconhada pra justificar suas sandices. Veja o que diz a matéria:O enredo é uma criação de André Luis Júnior, ex-jurado do Grupo Especial, que fez questão de ressaltar que não se trata de um desfile sobre Don Quixote, e sim do seu caminhar em terras brasileiras, encontrando na mocidade (juventude) a grande esperança. Mas certamente vai ser preciso desenhar para alguém poder entender. Não percam tempo, Independentes, não vale a pena. Uma vez burro....

  • Avatar
    08/06/2015 07:22:08ACBeijaflorMembro SRZD desde 08/09/2010

    Dom Quixote... que engraçado a Beija-flor cogitou a possibilidade do enredo sobre o Marques de SApucai e cairam de pau dizendo que a Rosa Magalhães fez o Marques na Imperatriz e agora Dom Quixote foi feito Pela Rosa na União da Ilha.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkk. Hoje saberemos o enredo da BEija-flor e seja qual sera muito bem vindo.

  • Avatar
    08/06/2015 07:20:18Quinha da portelaMembro SRZD desde 28/01/2012

    Bom dia amigos,eu adoro esse ditado: "PAU QUE DÁ EM CHICO,DÁ EM FRANCISCO". Aguardem.!!!

  • Avatar
    07/06/2015 22:35:02Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Me enganei, a sinopse será entregue dia 10 aos compositores.

  • Avatar
    07/06/2015 22:12:17Cláudia BauerMembro SRZD desde 19/01/2013

    Bom, de antemão a única coisa que eu não gostei foi esse título enorme e brega estilo "Batatinha quando nasce esparrama pelo chão". Aguardem a sinopse, amanhã será divulgada.

  • Avatar
    07/06/2015 21:38:38GeanMembro SRZD desde 22/02/2016

    Rogério doidinho pra zuar com a Claudia e com a Mocidade. kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Comentar