SRZD


29/06/2015 14h02

Pesquisa revela que 35% dos homens já broxaram durante sexo casual
Redação SRZD

 O site C-Date realizou uma pesquisa com os seus usuários, que só no Brasil somam mais de 5 milhões de pessoas, que envolvia perguntas do tipo: ": "É normal broxar na hora H?" e "as mulheres costumam fingir o orgasmo na hora da transa?".

Feita de forma colaborativa, contou com a participação de 684 homens e 326 mulheres. Entre os homens, 35,38%, ou seja 241, disseram já ter broxado no sexo casual, e segundo a sexóloga Carla Cecarello, isso pode acontecer pois a ereção está ligada a fatores emocionais. "Então, como esse encontro gera muita ansiedade e tensão, a broxada, pode acontecer sim, devido a grande descarga de adrenalina que acontece no momento". Carla diz que a melhor maneira de lidar com isso, é levar a situação numa boa. "Se o homem for bem orientado, ele vai saber que broxar, de vez em quando, pode acontecer. Por isso, caso isso ocorra, é melhor dar uma paradinha, respirar fundo, para que a ansiedade passe, e aí recomeçar tudo".

Enquanto os homens estão "falhando" as mulheres estão falseando o prazer. 52,76%, ou seja 171, das mulheres que responderam a pesquisa afirmaram que já fingiram o orgasmo numa transa casual. Carla afirma que isso também é comum. "Isso pode acontecer, pois orgasmo é sinônimo de entrega. A mulher em um encontro casual, principalmente nas primeiras experiências, pode sentir alguns receios e acabar não se entregando. Esse bloqueio dificulta o que o orgasmo aconteça", comenta a sexóloga.

Carla Cecarello fez uma observação sobre a dificuldade de algumas mulheres em relação ao orgasmo em qualquer ato sexual, principalmente com questões ligadas a educação e conhecimento do próprio corpo."Esses fatores contribuem com a dificuldade em sentir prazer e deixar que as coisas fluam naturalmente".

Para aproveitar melhor o momento, a sexóloga sugere que a mulher leia mais em sites de relacionamentos casuais, conversar com alguém que pratique também é uma boa saída. "Conhecer mais a respeito e saber como funciona esse tipo de encontro, ajuda a não chegar na hora H com tantos preconceitos", indica Carla.

Quando a pessoa se sente segura a respeito do assunto, vale a pena procurar uma parceria. É a melhor forma de usufruir deste tipo de prática com prazer, então é só chegar na hora H e curtir.


Veja mais sobre:Sexo

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.