SRZD


13/07/2015 10h57

Imperatriz: confira os vídeos com as apresentações dos sambas concorrentes
Redação SRZD

Dezoito parcerias inscritas se apresentaram domingo (12) na quadra da Imperatriz: elas concorrerão nas disputas de samba pelo hino oficial de 2016, quando a escola cantará uma homenagem à dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano. Confira os vídeos com as apresentações:

Samba 01 - HENRIQUE CÉSAR, LEANDRO RATO, ALMIR MENDONÉA, ZÉ BOY E CLOVIS PÉ

Samba 02 - FLAVINHO, XANDE LOCUTOR, MARQUINHOS BOMBEIRO, DUDU MILER E TUNICO SOUZA

Samba 03 - DIEGO KASHIMA, ALAN MIRANDA, BARONE E TIAGO ALMEIDA

Samba 04 - CARLINHOS LEAL, PC BOMBINHA, CARLOS CORREA, WAL E BRANDÉOZINHO DA IMPERATRIZ

Samba 05 -  CARLOS KING, JORGE ARTHUR, JOSIMAR, MARCOS BALÉO, NILTINHO TRISTEZA

Samba 06 - CLÁUDIO RAVEL, RICARDO E FERRARI

Samba 07 - ARI NUNES, GRACIANE E J. MENDES

Samba 08 - ZÉ DO BIÉ E O POETA DO RIO

Samba 09 - ZÉ KATIMBA, ADRIANO GANSO, JORGE DO FINGE, MOISÉS SANTIAGO E ALDIR SENNA

Samba 10 - EDUARDO MEDRADO, JOÉO ESTEVAM, MARCELO LEMOS, CRISTIANO ACCIOLI E ZÉ LEMOS

Samba 11 - DAVI DO PANDEIRO, NEY DO PAGODE, CESAR COIFFEUR, COSME DO IRAJÁ E J. SANTOS

Samba 12 - NENEL DA IMPERATRIZ, VÉNIO KORRÉA (VANINHO DA IMPERATRIZ)

Samba 13 - NONATO SOLEDADE, AURELIANO NECK, PROFº ROGÉRIO SENA DO DI SAMPA, CLAUDIOMAR ROSA E MEIO DIA DA IMPERATRIZ

Samba 14 - ME LEVA, MANINHO DO PONTO, RÉMULLO MEIRELLES, ZÉ GLÉRIA E DRUMMOND

Samba 15 - ZÉ CARLOS DA SAARA, WILSINHO MINEIRO, AUGUSTO, LUIZ MENEZES, JURANDIR ZERO A ZERO

Samba 16 - ELYMAR SANTOS, TIÉO PINHEIRO, ALEXANDRE MOREIRA, BRUNO CASTRO E GUGA

Samba 17 - MARQUINHO LESSA, JEFERSON LIMA, DADINHO, NETO, TUNINHO PROFESSOR

Samba 18 - WAGNER ROGÉRIO, JURUNA ZONA SUL, SERGINHO SUMARÉ, BUCHECHA

-Clique e confira a matéria especial sobre a apresentação das 18 parcerias

Imagem: Divulgação

*Imagens gravadas por Adriana Vieira, colaboradora do SRZD-Carnaval

- Clique aqui e leia tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    19/07/2015 19:54:16Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    A verdade é que sempre que se toca nesse assunto de escolas que fizeram enredos em louvor ao sistema ditatorial da época aponta-se, imediatamente, a Beija Flor de Nilópolis como se fosse ela a única escola a ter praticado este tipo de propaganda. Ou essa gente tenta dar uma de esperta e se faz de desentendida nessa questão, ou é uma cambada de desenformados já que é mais do que sabido, de tanto que já foi divulgado, comentado, explicado, demonstrado que foram todas as escolas que em algum momento â?? seja por necessidade, pressão, ou ideologia mesmo â?? que cantaram em verso e prosa e muito entusiasmo os projetos ufanistas dos políticos que dirigiam o País na época da ditadura. Esse papinho de que foi só a Beija Flor é coisa de gente cheia de ódio no coração, afinal, quer queiram que não queiram, a Beija Flor é um sucesso.

  • Avatar
    18/07/2015 15:28:21Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Beija-Sempre, olha apesar de nossas diferenças nisso eu concordo com, você. E sinceramente cá para nós como nilopolitano eu não me envergonho do enredo de 1975 não, imagine uma escola pobre da Baixada fluminense recém vinda do Acesso, que não tinha ainda nem a ajuda da família Abraão David, aí vem um representante do governo federal e deve ter oferecido uma ajuda, é obvio que a escola topou falar do Pis Pasep um dos direitos do trabalhador. Ou seja, se pôr na balança o enredo de 1975 é plenamente justificável para as condições super pobres do Carnaval e da Beija-Flor na época. Hoje em dia com a estrutura de Mundo, financeira, patronos, e do Carnaval é que não se justifica mais as mais diversas escolas correrem desesperadamente atrás de um patrocínio de governos esquisitos com gestão no mínimo duvidosas, marcas de iogurte, revistas de fofocas, bacalhau, duplas sertanejas que a escola esconde no enredo por vergonha dos homenageados (lê-se Imperatriz), as escolas hoje tem quadras grandes frequentadas, divulgação da mídia dos ensaios, musas e artistas nos programas de tv o ano todo, subvenção da Globo e verbas de Cultura e Turismo dos governos, venda de cervejas na quadra, hoje não se justifica a falta de gestão da escolas obrigando o povo a ver enredos ruins. Mas em 1975? As escola eram pobres, jogo do Bicho era ajuda só na Portela. Ã? óbvio que as escolas como a Beija-Flor tinham que receber mesmo dinheiro para falar do Pis Pasep e fazer uma "menção bonita" do governo da época se quisessem se sustentar.

  • Avatar
    16/07/2015 18:42:16Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    Ted, se mais alguma vez o Júlio San vir com essa acusação idiota, taca esse enredo que a escola dele defendeu em 72 que é uma louvação ridícula, escrota, patética (tanto quanto o exemplo da Beija) ao sistema ditatorial da época. Em vários livros e matérias sobre escolas que fizeram apologia à ditadura (e foram praticamente todas, diga-se de passagem) a Imperatriz é apontada como uma das mais eloquentes nesse aspecto e fica esse mané aí, revoltado pelos fracassos da Imperatriz destilando a sua revolta contra a escola nilopolitana como se fosse essa a responsável pelas derrapadas da Imperatriz. Faz isso e tu verás como ele enfia a viola no saco e se escafede por um longo período do site.

  • Avatar
    16/07/2015 18:30:45Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    Mas, Julio San, tu continuas agarrado nesse enredo de 75 da Beija? Cara, eu jurava que tu eras um bocadinho mais hábil, mais inteligente! Não é a primeira vez que tu vem com essa tua acusação idiota â?? sim, idiota, já que a tua Imperatriz fez, e não uma vez só, a mesmíssima coisa, ou seja, babou a ditadura e com um fervor até maior que a Beija, segundo os mais expressivos historiadores desse País. O engraçado é que sempre que te jogo isso nas fuças tua enfias o rabinho entre as pernas e desaparece do site por um bom período, já que não tens outra coisa a fazer a não ser reconhecer que, tão ordinária quanta a Beija Flor é a dita â??coirmãâ? que ela deu a mão e puxou para o grupo das grandes, Imperatriz, já que a mesma, chafurdou na mesma lama que ela. Continuo esperando suas considerações sobre esse enredo e esse sambinha â??fofoâ? da tua Imperatriz, Julio: IMPERATRIZ LEOPOLDINENSE, 1972, MARTIM CERERÃ?; â?? Vem cá, Brasil Deixa eu ler a sua mão, menino; Que grande destino; Reservaram pra você Lá lá lá lá lauê ;Fala Martim Cererê (bis). Tudo era dia; O índio deu a terra grande; O negro trouxe a noite na cor; O branco a galhardia ; E todos traziam amor; Tinham encontro marcado; Pra fazer uma nação; E o Brasil cresceu tanto; Que virou interjeição Lá lá lá lá lauê. Fala Martim Cererê (bis). Gigante pra frente a evoluir (laiá laiá); Milhões de gigantes a construir (laiá laiá laiá) (bis). Agora, se não tiver o que dizer, não precisa se evadir novamente, Julio Sanâ?? KKKKKKKKKK.

  • Avatar
    14/07/2015 21:19:50TijucaMembro SRZD desde 30/11/2009

    Não gosto do enrendo, mas o samba do Ze Catimba e ótimo,

  • Avatar
    14/07/2015 15:00:38Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Muito fácil para você por a culpa no carnavalesco que tirou sua escola da zona de rebaixamento em que ela estava em 2012 com um 10º lugar, e colocou ela num significativo 4º lugar, melhora muito significativa. Se você não sabe Cahê é um dos nomes mais talentosos do Carnaval, a agradeça e muito a ele por 2013, 2014 e 2015, porque sem a Dona Rosa Magalhães, se o Max ultrapassado tivesse continuado na sua escola, a Imperatriz não voltaria nem se quer ao Desfile das Campeãs. Muito fácil você vir aqui e por a culpa em ciclano, beltrano, e botar sua escola de "inocente" de "boazinha" da história, quando o carnavalesco não escolhe o enredo, ele apenas é um profissional que recebe ordens em um contrato, e precisa fazer aquilo que a chefia manda. E claro,é óbvio que você não vai me responder mais, você sabe que seus argumentos são fracos e mequetrefes.

  • Avatar
    14/07/2015 15:00:03Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Julio San, "só por ser da minha escola"???? kkkk Você não me conhece mesmo, eu desci o sarrafo no enredo da Guiné Equatorial, isso mesmo com título atual e tudo. Sabe porque? Porque minha escola fez um desfile chato tal qual a sua em 1999, com a grande diferença que a minha escola tinha empolgação de sempre dos componentes nilopolitanos, já a sua de 1999 foi o desfile mais desanimado que a Sapucaí já teve o desprazer de assistir, com os componentes da sua escola de boca fechada sem nem cantar o samba, e no final aquele resultado absurdo onde uma Beija-Flor e uma Mocidade foram deixadas de lado, porque o chefe da sua escola era o presidente da Liesa. E citando uma declaração do Beija-Sempre, tá aqui um samba para você, Imperatriz 1972: "E o Brasil cresceu tanto, Que virou interjeição, Gigante pra frente a evoluir (laiá laiá), Milhões de gigantes a construir (laiá laiá laiá) (bis)"... Isso é uma exaltação ao Governo Federal Ditatorial de 1964 que sua escola fez em 1972, esse Brasil "gigante" que a Imperatriz diz que cresceu em 1972, foi a ditadura cruel e corrupta que você mesmo mencionou. Se a minha escola bateu palmas para uma ditadura em 1975, a sua já tinha exaltando o Governo dos ditadores em 1972.

  • Avatar
    14/07/2015 13:14:04julio_sanMembro SRZD desde 13/04/2009

    Viu a diferença? Você é um tolo, que defende um enredo ridículo que não exaltou direito de trabalhador coisa nenhuma, exaltou sim os dez anos do golpe militar, que tirou direitos de grande parte dos brasileiros através de uma ditadura implacável, cruel e corrupta, só por ser da sua escola. O que você diz ser melodrama mexicano de gresilense eu chamo de coerência, jamais defenderei esse erro do Cahê e da Imperatriz, coisa que mequetrefes nunca entenderão. E não te responderei mais, já te dei muita ousadia. Por isso entro cada vez menos nesse site, é impossível trocar ideia com uma porta.

  • Avatar
    14/07/2015 12:11:58PauloMembro SRZD desde 26/07/2012

    Sambão o do Zé Katimba!

  • Avatar
    13/07/2015 19:25:04Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Julio San, que bom que a Beija-Flor exaltou o país em 1975 né, o Pis Pasep é um direito do trabalhador, que já ajudou muita gente nesse país em momentos difíceis. E sobre esse carnaval do Grande Decênio os figurinos eram de ninguém mais, ninguém menos, que a Dona Rosa Magalhães. Sobre enredo ruim sua escola já tem experiência para quem já prestou uma homenagem ao BACALHAU, homenagear Zezé e Luciano será fichinha. Realmente o Bacalhau tem "grandes serviços prestados à cultura brasileira" que o fez merecer a homenagem da Imperatriz, kkkk.

  • Avatar
    13/07/2015 17:47:54Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Reafirma talento poético a ala de compositores da Imperatriz nessa safra de sambas concorrentes 2016. A princípio sofrível, o enredo patrocinado â??Ã? o amor... Que mexe com minha cabeça e me deixa assim... Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasilâ? a ser desenvolvido pelo bom carnavalesco ainda sem título, Cahê Rodrigues pode transformar-se em surpreendente ótimo, conforme define o regulamento da LIESA: Ã? o desenvolvimento artístico-cultural de tema a ou conceito no qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até a realização. Mais adiante citarei os sambas que têm tudo para se tornarem finalistas consequentemente â??hino´ oficial 2016 da Imperatriz. A qual faço jus, deixou de apresentar desfiles na forma pela qual se notabilizou e a partir de 2011 passou a ser apresentados pela atual campeã. Que são desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? e supostamente sem â??errosâ?, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Ambas agremiações são comandadas por patronos não-sambistas verdadeiros, isto é, são comandadas por contraventores penais do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades conforme integrarem máfias como as do bingo ou das máquinas caça-níqueis. Os quais se incrustaram na carcomida instância de poder na LIESA que indica para o quadro de julgadores a campeã e a rebaixada, o ex-Conselho â??Superiorâ? o atual Conselho de Grandes â??Beneméritosâ?. Por ora, não tenho preferência a â??hino oficial 2016 da Imperatriz. Então destaco cinco, as parcerias lideradas pelos compositores-bambas: O mais vitorioso do Carnaval Carioca Guga e Elymar Santos - Niltinho Tristeza, Carlos Kind, Jorge Arthur, Josimar mais Marcos Balão - Zé Katimba e Aldir Senna â?? Tuninho Professor e Marquinho Lessa â?? Me Leva, Gil Branco e Zé Glória.

  • Avatar
    13/07/2015 17:47:54Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Reafirma talento poético a ala de compositores da Imperatriz nessa safra de sambas concorrentes 2016. A princípio sofrível, o enredo patrocinado â??Ã? o amor... Que mexe com minha cabeça e me deixa assim... Do sonho de um caipira nascem os filhos do Brasilâ? a ser desenvolvido pelo bom carnavalesco ainda sem título, Cahê Rodrigues pode transformar-se em surpreendente ótimo, conforme define o regulamento da LIESA: Ã? o desenvolvimento artístico-cultural de tema a ou conceito no qual se mantenha equilíbrio a partir da concepção até a realização. Mais adiante citarei os sambas que têm tudo para se tornarem finalistas consequentemente â??hino´ oficial 2016 da Imperatriz. A qual faço jus, deixou de apresentar desfiles na forma pela qual se notabilizou e a partir de 2011 passou a ser apresentados pela atual campeã. Que são desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? e supostamente sem â??errosâ?, frios, monótonos e sem capacidade de emocionar o público. Ambas agremiações são comandadas por patronos não-sambistas verdadeiros, isto é, são comandadas por contraventores penais do jogo de bicho e ou/de outras criminalidades conforme integrarem máfias como as do bingo ou das máquinas caça-níqueis. Os quais se incrustaram na carcomida instância de poder na LIESA que indica para o quadro de julgadores a campeã e a rebaixada, o ex-Conselho â??Superiorâ? o atual Conselho de Grandes â??Beneméritosâ?. Por ora, não tenho preferência a â??hino oficial 2016 da Imperatriz. Então destaco cinco, as parcerias lideradas pelos compositores-bambas: O mais vitorioso do Carnaval Carioca Guga e Elymar Santos - Niltinho Tristeza, Carlos Kind, Jorge Arthur, Josimar mais Marcos Balão - Zé Katimba e Aldir Senna â?? Tuninho Professor e Marquinho Lessa â?? Me Leva, Gil Branco e Zé Glória.

  • Avatar
    13/07/2015 17:27:06julio_sanMembro SRZD desde 13/04/2009

    Até porque Tedy, bem antes da São Clemente cantar, o samba já tinha sambado, veja só: Samba Enredo 1975 - Grande decênio G.R.E.S. Beija-Flor de Nilópolis (RJ) Ã? de novo carnaval Para o samba este é o maior prêmio E o Beija-Flor vem exaltar Com galhardia o grande decênio Do nosso Brasil que segue avante Pelo Céu, mar e terra Nas asas do progresso constante Onde tanta riqueza se encerra Lembrando PIS e PASEP E também o FUNRURAL Que ampara o homem do campo Com segurança total O comércio e a indústria Fortalecem nosso capital Que no setor da economia Alcançou projeção mundial (E lembraremos) Lembraremos também O MOBRAL, sua função Que para tantos brasileiros Abriu as portas da educação (Ã? de novo...)

  • Avatar
    13/07/2015 13:09:33Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Ouvindo o sambaço do Zé Katimba, definitivamente o enredo da Imperatriz não é Zezé e Luciano, e sim a vida caipira. As escolas hoje tem uma nova modalidade de enredo, em que elas escondem os verdadeiros homenageados como se tivessem vergonha deles, kkkkkk. Como disse já a São Clemente: "O Samba sambou". Mas pelo menos terá um bom samba do Zé Katimba.

  • Avatar
    13/07/2015 12:35:36Tedy Beija-Flor - A marca do Carnaval, é ela!Membro SRZD desde 12/04/2012

    Como os gresilenses são dramáticos, parece novela mexicana ruim (pois tem novelas mexicanas ótimas tipo A Usurpadora). Zezé e Luciano é um enredo ruim, mas é melhor que cantar em verso e prosa bacalhau, como a Imperatriz cantou em 2007. Fazer um enredo inteiro cantando um peixe com cheiro ruim, uma das coisas mais sem noção que a Imperatriz obrigou Dona Rosa Magalhães a fazer.

Comentar