SRZD



Aurora Seles

Aurora Seles

CARNAVAL. Jornalista, com especializações no Instituto de Psicologia da USP e em Marketing e Comunicação Publicitária pela Faculdade Cásper Líbero. Bacharelanda em Direito. Professora e profissional de comunicação. Foi assessora de imprensa da Tom Maior, Rosas de Ouro e Vai-Vai. Coautora do livro SOFIA Belas Artes - Encontro de Saberes: Artes, Arquitetura, Saúde, Ciências Sociais e Humanas, lançado em dezembro/2015.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



21/07/2015 11h30

Cuidar da voz é um ato constante dos intérpretes
Aurora Seles

Cantores de samba-enredo são peças-chave para a emoção do Carnaval

Chegamos ao segundo semestre. Período em que as agremiações estão engajadas nas eliminatórias para a escolha de seus sambas de enredos. A disputa ocorre por pelo menos dois meses. Grupos de compositores apresentam suas canções e, sem dúvida, selecionam a dedo o intérprete a defender sua obra. A letra e a melodia na voz de um bom cantor enaltecem a composição e ganham a conquista do público.

Tudo é regado com muita emoção e garra, afinal, a maratona envolve as eliminatórias para definir o samba, a vitória e a demonstração durante os ensaios gerais e técnicos, e no desfile oficial.

Alguns se referem aos "puxadores do samba", mas a referência foi contestada pelo saudoso Jamelão (José Bispo Clementino dos Santos, Rio de Janeiro, 1913-2008, cantor brasileiro, tradicional intérprete dos sambas-enredo da escola de samba Mangueira). Esplêndido em toda sua gloriosa voz e interpretação.

"Puxador é puxador de corda, puxador de carro, puxador de fumo, puxa-sacoâ?¦Eu sou é intérprete", declarava.

Jamelão. Foto: Reprodução

Portanto, os intérpretes são os responsáveis pelo canto do samba-enredo antes, durante e no dia do espetáculo levado ao Sambódromo. São horas incontáveis. Haja fôlego! Para falar dessa peculiaridade - a voz - conversei com uma querida amiga e profissional do ramo. Clara Rocha é fonoaudióloga especialista em voz, cantora, atriz e professora de técnica e expressão vocal.

Iniciamos o papo com dois pontos especiais, a resistência e a qualidade vocal. Para gravar uma locução comercial de meio minuto é mais importante a qualidade da voz do que a resistência. Neste caso, mesmo que a voz tenha um registro mais caricato ou não tão confortável, os poucos segundos dessa gravação dificilmente podem prejudicar a voz do locutor.

Ao comparar o cantor de samba-enredo, poderia mensurar o período de uma hora e outros tantos minutos na avenida. E para ele, após o desfile, bastaria descansar a voz, mas não é bem assim. A adrenalina toma conta. Por isso é perguntado: o que o cantor precisa para manter uma boa voz: qualidade ou resistência?

Nesse caso - canto popular - é necessário sim que haja qualidade vocal mínima, mas uma voz que tenha alteração leve, como rouquidão discreta ou ar na voz - para alguns cantores pode ser utilizado até mesmo como um recurso artístico - muito bem aceitos e podem ser minimizados com exercícios e treinamento vocal. No entanto, o intérprete certamente precisa ter resistência na voz e dar conta de uma demanda tão exigente como a do carnaval brasileiro.

Vale considerar os ensaios pré-carnaval, ensaios em casa, nas quadras e toda rotina do cantor. Normalmente esse profissional é comunicativo. Isso também é um desgaste vocal.

Por isso, é necessário ficar atento. Será que o desgaste ocorre apenas durante o canto, ou quando ele conversa normalmente? Vale considerar o ambiente ruidoso que promove o desgaste na voz, para qualquer pessoa, seja falada ou cantada.

Observe: um professor exerce 12 horas de aula e depois vai cantar. Certamente ele sentirá fadiga em sua voz e esforço em determinadas notas. Esse sintoma foi provocado pela atividade anterior, ou seja, no desgaste da voz falada.

O mau uso na voz falada reflete na voz cantada. Isso é comum acontecer. É preciso observar a frequência do uso da voz nesses aspectos, mas a maioria das reclamações é oriunda da voz falada. Os intérpretes de samba-enredo - onde a demanda é alta - têm de focar na resistência vocal e os cuidados preventivos são essenciais.

Clara recomenda que todos façam aula de canto. "Tudo é na raça, há uma grande emoção por trás da voz e a expressividade torna-se fundamental a esses cantores. Mas não adianta ter uma voz linda e maravilhosa, muitas vezes por ser visceral, e abrir mão da técnica".

Alguns cantores gritam e não percebem o abuso e mau uso da voz, isso pode ocasionar lesões futuras nas pregas vocais. Podemos compará-los aos professores. Este profissional até pode ter uma voz rouca, mas tem de ser resistente, porque ele fica em sala de aula quase todos os dias.

Essa é a principal queixa e ocorre pelo mau uso da voz, sem monitoramento. Não há treinamento na faculdade de educação ou qualquer escola para prevenir e aprimorar a voz e a comunicação.

Por isso, o estudo do canto é importante, no sentido do condicionamento da laringe para suportar a demanda vocal e também o esforço físico.

"A voz é o tato à distância", ensinava Daniel Boone (1734-1820). Um dos primeiros heróis populares dos Estados Unidos, pioneiro e caçador que explorou as florestas ocupadas por nativos indígenas. Baseada em sua história existiu uma série de televisão americana (ação-aventura).

Cuidados essenciais

1 - Procure um profissional para acompanhar os cuidados com a sua voz antes de qualquer queixa instalada, e não apenas quando surgir alguma dor, ou outro incômodo. As dicas das vovós ou mamães: tomar conhaque para aquecer a voz, usar pastilhas, tomar chá de gengibre e outras recomendações, são cuidados temporários. Pode ocorrer de o intérprete notar que está rouco, porém, fisicamente se sente normal. Esse é um alerta, a voz está comprometida e pede cuidados. Compare: um atleta da maratona da São Silvestre não irá a uma festa rave no ano novo porque isso vai deixá-lo cansado. Da mesma forma, o cantor que tem a demanda vocal aumentada terá fadiga. Precisa intercalar o uso da voz com momentos de repouso vocal, além de realizar exercícios que lhe darão conforto e maior resistência da voz.

2 - Hidratação é extremamente importante. No período do carnaval o clima é quente e é necessária a reposição de água no organismo. A prega vocal é uma região mucosa e precisa ser hidratada, assim como todo o corpo.

3 - Repouso vocal. Uma noite de repouso contribuirá - e muito - na voz. Transmitir a emoção, mas cuidar da voz. Esse ajuste vocal é feito sob a orientação de especialistas, sejam fonoaudiólogos, professores de canto, preparadores vocais, além da autopercepção e autoconhecimento vocal. A voz é escuta. O bom falante é antes de tudo um bom ouvinte, portanto, escute a sua voz, observe se canta em uma boa tonalidade, escolha aquela que seja adequada à sua voz e perceba se está cantando de maneira confortável. É importante que o próprio cantor identifique se há excesso, esforço ou se o canto está extremamente agudo ou grave, em relação ao seu tom habitual. Automedicação é perigoso! Para qualquer queixa recomenda-se falar com profissionais de otorrinolaringologia ou fonoaudiologia. O uso de sprays e pastilhas anestesia a garganta, trazem conforto momentâneo, mas mascaram possíveis problemas vocais.

Um grande inimigo do cantor de escola de samba é a competição sonora. Em uma quadra é difícil falar baixo, pois no ambiente, além da bateria, as pessoas conversam e naturalmente elevam a voz. Esse fenômeno, conhecido como Efeito Lombard - elevação automática da intensidade, na presença de ruído mascarante - é observado também em outros profissionais, como os repórteres, que aumentam a intensidade da voz quando gravam reportagens em lugares ruidosos.

Há muitos cantores que não têm o hábito de fazer aquecimento vocal ou ter cuidados específicos com a voz e cantam muito bem. Ainda assim, a fonoaudióloga reitera a importância dessa prática de aquecimento vocal, com o objetivo de dar conforto e resistência à voz, para diminuir o cansaço vocal no final do desfile.

Hábitos caseiros

Gengibre - quando ingerido ele não passa diretamente pela prega vocal, mas vai através do esôfago em direção ao estômago. A prega vocal está na via respiratória e não digestiva, desta forma os alimentos não "passam" pela prega vocal. Embora o gengibre apresente propriedades anti-inflamatórias, ele não é capaz de "curar" uma rouquidão causada por abuso vocal.

O mesmo princípio vale para a maçã, embora tenha funções adstringentes, não solucionará uma lesão de prega vocal, como edema, nódulo ou outros problemas na voz. Por outro lado, a fruta funciona como um alimento para reduzir o pigarro, ou derivado de leite que deixa a saliva mais espessa. O álcool, assim como a pastilha e o spray, não é bom para a voz, uma vez que dá sensação de anestesia e pode mascarar um problema.

A água é uma grande amiga do corpo humano. Quando tomamos água o trato vocal é hidratado. Outra dica é a inalação - ar-úmido - que aí sim "passa pela prega vocal" e hidrata esta região. De um modo geral, muitas pessoas moram em cidades poluídas e lavar o nariz com soro fisiológico, melhora o funcionamento das vias aéreas, o que pode impactar positivamente na voz.

A especialista em voz recomenda ao intérprete para não esperar ficar rouco e, posteriormente, buscar um profissional. "Trabalhe sua voz para aguentar a demanda do carnaval. O cantor de samba-enredo tem uma voz cantada, próxima da falada, porque ele chama as pessoas e traz energia e emoção na voz". Inclusive são quesitos avaliados pelo público. Clara complementa: "Seria ideal ao intérprete ter o acompanhamento da tríade: otorrino, fono e professor de canto para manter a voz saudável e resistente". As consequências podem ser lesões nas pregais vocais, como os conhecidos nódulos, pólipos, entre outros. Alguns casos são tratados com fonoaudiologia, outros são cirúrgicos. Para não chegar ao extremo, procure um especialista e cuide de sua voz!

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Comentários
  • Avatar
    26/01/2017 16:16:33Carlos V. costaAnônimo

    Gostaria de ser tratado por voces, já que estou impedido de continuar de fazer a coisa que mais gosto, que é cantar.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.