SRZD


27/07/2015 18h22

'O samba é uma das formas mais consistentes da nossa cultura', diz Nayra Cezari
Redação SRZD

Instituído em 1992, no 1º Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-Caribenhas, o dia 25 de julho é mais do que uma data comemorativa: é um marco internacional da luta e resistência da mulher negra em busca de visibilidade e reconhecimento.

O Brasil também possui exemplos de mulheres negras que se destacaram e conquistaram seus espaços. Aos 40 anos e com raízes no samba, Nayra Cezari vem quebrando barreiras com as suas conquistas. Em relação a causas sociais, a jornalista é movida pelo desafio de propagar a cultura afro.

Nayra Cezari, uma das poucas mulheres negras à frente de um programa de televisão; é também presidente do Movimento Cultural Mulheres de Zé. Engajada em causas sociais, é jornalista e única mulher na Diretoria de Ouro do Cacique de Ramos, instituição presidida por Bira Presidente e que há 54 anos é berço dos mais emblemáticos ícones do samba brasileiro.

"O processo de empoderamento das mulheres teve progressos reconhecidos, e é em busca da valorização e da dignidade profissional e moral que refletimos e ressaltamos sobre este dia, para dar continuidade às diversas ações militantes contra opressão do gênero, do racismo e demais formas de preconceitos contra a mulher", diz a sambista.

Defensora e propagadora da cultura do samba, Nayra vê o "Na Levada do Samba", programa que apresenta semanalmente na Rede NGT, como um símbolo de resistência.

"O samba é uma das formas mais consistentes da nossa cultura e me orgulho em ter um programa que dá espaço ao samba e ao Carnaval. Temos que ampliar esse espaço, nossos canais são carentes neste gênero", afirma.

Preparando-se para alçar novos voos, Nayra está preparando um canal no YouTube para divulgar ainda mais o samba e o Carnaval.

"Engana-se quem pensa que Carnaval acontece somente em janeiro e fevereiro. São 365 dias onde profissionais planejam a execução da maior festa do planeta. Este projeto, batizado como A Cara do Samba, quer dar voz a estes profissionais, que não aparecem, mas são primordiais para a cadeia produtiva", destacou.

Naira Cezari. Foto: Divulgação

- Clique e leia as últimas notícias sobre o Carnaval 2016

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    29/07/2015 02:48:53ROBERTOMembro SRZD desde 11/04/2009

    BEIJÃ?O NEGRA LINDAAAAAA!!! ABRAÃ?O NO MEU IRMÃ?O ZINHO ANDRÃ?.

Comentar