SRZD


13/08/2015 12h39

Turbantes abrilhantam beldades do Cacique de Ramos
Redação SRZD

Turbantes viraram moda entre algumas mulheres que fazem parte do Cacique de Ramos: musas, princesa e rainha conheceram as técnicas e estilos e resolveram aderir à novidade.

Foto: Divulgação

Miriam Duarte, rainha do Carnaval do Cacique de Ramos, é modelo e atriz e pela profissão está acostumada a mudar o visual frequentemente. Usar os turbantes, porém, para ela, foi uma experiência única em razão da estreita relação com cultura e religião de matizes africanas. A bela morena diz que o sentimento ao ser produzida para o editorial foi de uma coroação e afirma que as amarrações agora fazem parte de sua vida.

Mirian Duarte, rainha. Foto: Divulgação

Atributos não faltam à primeira princesa do Cacique de Ramos, Carola Oliveira. Cheia de atitude e graciosidade, está acostumada com o acessório, pois já encarnou uma noiva utilizando turbantes no lugar dos arranjos e grinaldas em um ensaio fotográfico. A modelo, dançarina e estudante de teatro tem nas amarrações um complemento do seu estilo. Adepta de todos os modelos, costuma utilizar em diversas ocasiões, das produções mais requintadas às mais descoladas. Carola não dispensa as estampas, cores e a beleza dos tecidos para mostrar sua realeza.

 Carola Oliveira, princesa. Foto: Divulgação

Monica Rocha sustenta o título de musa escultural do Cacique de Ramos há três anos. Sua identificação com a cultura-afro a levou para o samba e o Carnaval. Está é a primeira experiência da Musa com os Turbantes. Antes achava que não teria perfil para utilizar o acessório, mas amou conhecer e utilizar para este editorial. Já está antenada para apreender novos modelos e técnicas para diversificar as amarrações que pretende usar em outras ocasiões. A diva é também Madrinha da bateria da Unidos de Cosmos.

Monica Rocha, musa escultural do Cacique. Foto: Divulgação

Luciana Bráz é técnica de Meio Ambiente e uma das novas Musas do bloco. Acredita que as amarrações são ótima opção de acessório para todas as pessoas, sem distinção de raça ou crença e até mesmo sexo, já que homens também se embelezam com as amarrações. Sua preferência são os modelos abertos, onde pode deixar a mostra suas madeixas, e valorizar ainda mais sua beleza.

 Luciana Bráz, musa do Cacique. Foto: Divulgação

Adeline Gervásio é modelo, atriz, e nova integrante do time de beldades do Cacique de Ramos. Adepta da moda étnica que ganhou as ruas, assume o acessório como uma coroa. E seu dia-a-dia, faz uso de turbantes de todos os estilos, e recomenda as amarrações, seja pela expressividade cultural ou para marcar a diferença em qualquer produção.

Adeline Gervásio. Foto: Divulgação

Emanuelle Farias é uma das new faces do Cacique de Ramos. Manu, é estudante de enfermagem. Neste editorial teve o primeiro contato com as amarrações, e se encantou. Disposta a apreender, usar e abusar das cores e formas na composição de diversos looks, a futura enfermeira vai impressionar ainda mais esbanjando estilo.

Emanuelle Farias. Foto: Divulgação

Convidada para este editorial, a estilista Carmem Araujo procurou a identificação dos estilos de cada uma das beldades. Entre cores, preferências e formas, a especialista ainda contou um pouco sobre a técnica e simbologia do uso dos turbantes. Ressaltou que os turbantes são para todos os povos e estilos.

Carmen Araújo, especialista. Foto: Divulgação

Curta a página do SRZD no Facebook:



Comentários
Comentar