SRZD


21/08/2015 18h19

Beija-Flor elimina três sambas na primeira noite de apresentação
*Redação SRZD

Com uma safra de bons sambas, conforme salientou o diretor de carnaval, Laíla, a Beija-Flor de Nilópolis realizou na quinta-feira, dia 20, a primeira disputa com apresentação das dez obras que participarão do concurso que definirá o hino oficial do enredo "Mineirinho genial! Nova Lima - cidade natal. Marquês de Sapucaí - o poeta imortal".

- Confira, no final desta página, os vídeos com as apresentações das dez parcerias

O tema será desenvolvido pela comissão de carnaval formada por Laíla, Fran Sérgio, Victor Santos, Ubiratan Silva, André Cezari, Bianca Behrends e Cláudio Russo.

Não fique por fora das notícias de sua escola de coração! Curta o SRZD no Facebook:

Laíla e Farid Abrahão David. Foto: SRZD-Adriana Vieira

Das dez obras selecionadas para a primeira eliminatória, três foram eliminadas, das parcerias de Humberto Carlos, Elizeu Moura, Jarbas, Robson Vivendo A. Matos, Nego Martins (Samba 21),  Delair di Barros, Arnaldo da Beija-Flor e Maguinão Sete Cordas (Samba 27) e Carlinho Amanhã, Pereirão, Wanderlei Novidade, Robson Batalha, Zezinho da Beija-Flor, Jorge Cekisabe (samba 30). Portanto, sete sambas continuam na disputa, com  a final marcada para o dia 15 de outubro.

Laíla explicando aos compositores. Foto: SRZD-Adriana Vieira

A noite, apesar de chuvosa, não atrapalhou as parcerias que levaram suas torcidas e muita garra na voz de seus intérpretes. O primeiro samba subiu ao palco por volta das 22h30, seguindo a ordem de sorteio: Marcelo Valência, Jr. Beija-Flor, Thiago Alves, Daniel Guerreiro, Wiliam Fechecler e Junior Trindade (Samba 04);  Billy Conty, Adilson Brandão, Zé Carlos, Rodrigo Ponte, Vargas e Manelão (Samba 88); Carlinho Amanhã, Pereirão, Wanderlei Novidade, Robson Batalha, Zezinho da Beija-Flor, Jorge Cekisabe (Samba 30),  Serginho Aguiar, Dr. Rogério, Diego Nascimento, Carlinhos Ousadia, Ronaldo Nunes e Nino Smith (Samba 07), Marquinho Beija-Flor, J. Veloso, Gilberto Oliveira, Dilson Marimba, Jorge Babu e Sandro Chalub (Samba 13), Picolé da Beija-Flor, Glyvaldo, Mourão, Alberto Valete, Veni Vieira e Evandro Castelo (samba 51), Arnaldo Matheus, Almir Sereno, J. Santos, Miguel da Velha Guarda e Moises Inspiração (samba 10), Humberto Carlos, Elizeu Moura, Jarbas, Robson Vivendo A. Matos, Nego Martins (samba 21), Delair di Barros, Arnaldo da Beija-Flor e Maguinão Sete Cordas (Samba 27) e Marcelo Guimarães, Sidney de Pilares, Manolo, Jorginho Moreira, Kirraizinho e Diogo Rosa (Samba 39).

Intérpretes da Beija-Flor. Foto: SRZD-Adriana Vieira

Cada parceria se apresentou com uma passada sem bateria e quatro com os ritmistas de mestre Rodnei. O diretor de Carnaval Laíla ficou no palco observando cada apresentação. Ele disse no final das apresentações que alguns sambas melhoraram muito a força do canto e seguiram o caminho da evolução, no entanto, acrescentou que, a melhor obra será observada durante as eliminatórias, para que possa ser levada à avenida.

Porta-bandeira Selminha Sorriso. Foto: SRZD-Adriana Vieira

Confira os sambas classificados:

Samba 04 - Marcelo Valência, Jr. Beija-Flor, Thiago Alves, Daniel Guerreiro, Wiliam Fechecler e Junior Trindade

Samba 07 - Serginho Aguiar, Dr. Rogério, Diego Nascimento, Carlinhos Ousadia, Ronaldo Nunes e Nino Smith

Samba 10 - Arnaldo Matheus, Almir Sereno, J. Santos, Miguel da Velha Guarda e Moises Inspiração

Samba 13 - Marquinho Beija-Flor, J. Veloso, Gilberto Oliveira, Dilson Marimba, Jorge Babu e Sandro Chalub

Samba 39 - Marcelo Guimarães, Sidney de Pilares, Manolo, Jorginho Moreira, Kirraizinho e Diogo Rosa

Samba 51 - Picolé da Beija-Flor, Glyvaldo, Mourão, Alberto Valete, Veni Vieira e Evandro Castelo

Samba 88 - Billy Conty, Adilson Brandão, Zé Carlos, Rodrigo Ponte, Vargas e Manelão

Confira as dez parcerias que se apresentaram na noite deste sábado:

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Arnaldo Matheus

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Billy Conty

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Carlinhos Amanhã

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Delair de Barros

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Humberto Carlos

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Marcelo Guimarães

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Marcelo Valência

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Marquinho Beija-Flor

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Picolé da Beija-Flor

- Confira o vídeo da apresentação da parceria de Serginho Aguiar

* Adriana Vieira - Colaboradora

- Clique e leia as últimas notícias sobre o Carnaval de 2016


Veja mais sobre:Beija-FlorCarnaval 2016

Comentários
  • Avatar
    24/08/2015 17:48:11Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Não me incomoda que parceiro aqui se travista de â??amigoâ? e poste â??comentárioâ? revelando a canalhice típica dos nilopolitanos fanáticos-pentecostais pela afilhada portelense & idólatras do capo patrono não-sambista verdadeiro da agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo. Dentre tais â??comentáriosâ? do vídeoblog de mestre Laíla neste site agora erigiu â??propagandaâ? de um membro da oligárquico-burguesa & mafiosa família exploradora da comunidade nilopolitana como sucessor do aludido capo patrono não-sambista verdadeiro. O fato é que tais mencionados fanáticos-pentecostais & idólatras nilopolitanos não esclarecem se um dos coautores do samba concorrente nº 13, Jorge Babu, é homônimo ou o próprio acusado judicial expulso do PT devido ser integrante de grupo de extermínio de jovens cuja maioria sempre é de pretos, negros, afrodescendentes. Repito sem cansar-me a Beija Flor (BF) é escola de samba perene, está na História como a mais vitoriosa da era-sambódromo, a Deusa da Passarela. A agremiação e a comunidade nilopolitana fazem jus a todo respeito. O que não merece é a filosofia político-administrativa do patrono da BF â?? roubada do colega patrono & presidente da Imperatriz â?? de â??conquistarâ? títulos através de desfiles militarizados apelidados de â??técnicosâ? supostamente sem erros, frios, monótonos e sem capacidade e emocionar o público inclusa a parcela consciente & envergonhada de adeptos nilopolitanos presente ao sambódromo da Sapucaí, mesmo a de telespectadores em casa. Aqui, de fato mestre Laíla se compromete equivocadamente enquanto dublê de vídeo-blogueiro do site e de subserviência à citada filosofia político-administrativa do capo patrono não-sambista verdadeiro nilopolitano, embora seja gabaritadíssimo diretor-geral de Harmonia & Carnaval da BF. Contudo, ele deve ser respeitado como um dos baluartes de nosso mundo do samba. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé

  • Avatar
    23/08/2015 02:13:38ROBERTOMembro SRZD desde 11/04/2009

    JEEEEEEEEEEESUS DA-ME FORÃ?AS!!!!!.

  • Avatar
    21/08/2015 19:13:27Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Ã? oportuno meu comentário postado no site Carnavalesco acerca do texto: â??O mundo das disputas de sambaâ? do colunista Ricardo Barbieri. O texto é uma crônica, o colunista se identifica, embora seja público e notório que também é sambista-compositor. Apesar de crônica ser texto jornalístico redigido de forma livre e pessoal tendo como tema fatos ou ideias da atualidade, e não existir â??objetividadeâ? ao redigi-lo, porque toma-se uma série de decisões, em larga medida subjetivas, influenciadas por posição pessoal, hábito ou emoção. Quem redige deve ser o mais â??objetivoâ? possível. No texto há corretas críticas e denúncias sobre mazelas existentes no tema abordado. As quais parecem â??inverossímeisâ?, sem dar â??nome aos boisâ?, agravado pelo texto não ser propositivo. Nas disputas, a partir da fase eliminatória até a final, os sambas eliminados devem ter sucintas justificativas apresentadas à imprensa e ao público presente às quadras. Transparência de justificativas para a imprensa que urgem ocorrer simultaneamente à leitura das notas dos julgadores da LIESA no dia da apuração na Sapucaí. A modernidade da informática propicia isso. Os dirigentes das agremiações que concorrem em parcerias musicais antiteticamente sem se afastarem antes dos cargos devem ser denunciados. Na disputa de samba da Beija Flor, no de nº 13 o sambista-compositor, Jorge Babu, caso não seja homônimo, é acusado judicialmente de integrar grupo de extermínio de menores, expulso do PT. Corrupção é uma mazela intrínseca à sociedade capitalista, como é no mercantilizado mundo do samba a exploração dos sambistas-compositores de escritórios ou de firmas sobre os colegas-pombos e ou/que não sabem pegar em uma caneta. Estes são vítimas. Não devem ser discriminados & estigmatizados. São analfabetos políticos. Devem ser conscientizados. Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    21/08/2015 18:55:10RogérioMembro SRZD desde 26/05/2009

    A beija-flor tem 4 ótimos sambas para a avenida e 3 bons sambas que com alguma modificação podem vencer também, esse ano uma disputa acirradíssima para chegar como o melhor, a Beija-flor está trabalhando muito em seu barracão para surpreender no domingo de desfile e não pretende levar um samba que não corresponda com esse desfile maravilhoso ue está preparando para levantar o caneco de bi campeã.

Comentar