SRZD


25/08/2015 04h05

Bicampeão! Parceria peso-pesado de Lucas Donato vence no Império Serrano
Redação SRZD*

Uma parceria peso-pesado com um samba que conquistou a quadra do Reizinho de Madureira. Ingredientes que foram determinantes para que a comissão julgadora do Império Serrano escolhesse o samba da parceria formada por Arlindo Cruz, Aloísio Machado, Arlindo Neto, Zé Glória, Andinho Samara e Lucas Donato para representar, na Marquês de Sapucaí, o enredo "Silas canta a Serrinha", em homenagem a um dos principais nomes da escola. 

- Clique e confira os vídeos com as apresentações dos finalistas

Foto: SRZD

O SRZD-Carnaval conversou, momentos antes de a última parceria subir ao palco para a defesa da obra, com Lucas Donato, o mais jovem do grupo. Campeão em 2015, Lucas confidenciou que a expectativa para a final estava maior do que quando consagrou-se campeão na escola pela primeira vez.

"A expectativa está maior do que no ano passado quando fui campeão pela primeira vez. Gastamos entre 25 a 30 mil, principalmente na semifinal, porque não tivemos muito tempo para respirar entre sábado e hoje. Arlindo é um dos maiores nomes da história do Império e ter o nome dele só aumenta nossa responsabilidade. O peso é grande, mas aqui no Império, o que conta é o chão, e não quem está na parceria", disse ele.

Foto: SRZD

Clique aqui e aprenda o samba campeão. 

*Angélica Zago e Cristiane Moraes, colaboradoras SRZD-Carnaval

 



Comentários
  • Avatar
    25/08/2015 17:55:20Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Ao escolher dentre três obras musicais equivalentes e aquém da qualidade da sinopse, a liderada por compositores-bambas granaleiros e midiáticos como samba-enredo oficial 2016, a Comissão Julgadora (CJ) da Império Serrano joga nas costas da agremiação e da comunidade uma única responsabilidade. Apresentar desfile à altura da tradição imperiana e conquistar o título da Série A, retornando ao Grupo Especial. Ao site SRZD-Carnaval um dos coautores da obra musical vencedora o jovem sambista-compositor com DNA de bamba, Lucas Donato confessou: â??Gastamos de 25 a 30 mil reais principalmente entre a semifinal e a final, devido ao tempo apertado entre uma e outraâ?. Outro coautor, o baluarte Aluísio Machado usou prepotência declarando ao site Carnavalesco: â??Faremos um grande desfile de escola de samba de verdade, sem bobagens, sem circoâ?. Já o diretor de Carnaval, Paulo Santi disse: â??A safra foi excelente, os três sambas finalistas estavam de acordo com a sinopse do enredo. O escolhido atende à necessidade da agremiação, porque fizemos observações entre a comunidade presente em quadraâ?. Será, mesmo? A escolha de samba-enredo urge ter transparência. Isto é, a partir das fases eliminatórias inclusa a semifinal assim como na final, a CJ da agremiação tem que ser transparente. Ou seja, tem que entregar à imprensa e informar ao público presente justificativas sucintas das eliminações dos sambas concorrentes inclusive na semifinal e dos não-vencedores na final. A modernidade da informática propicia isso. Tudo, para não deixar â??dúvidaâ? alguma sobre a ética na escolha do samba-enredo oficial. Por que será que a bateria-orquestra Sinfônica do Samba não fez as tradições descida para a quadra e o encerramento da escolha desfilando pela Avenida Edgard Romero? Saudações carnavalescas, Almir de Macaé.

  • Avatar
    25/08/2015 10:50:48Nidia Jussara FdasilvaMembro SRZD desde 25/06/2012

    Pois é,uma parceria de peso-pesado deveria o samba ser de peso além do apresentado.Espero que o interprete e os componentes com devoção,garra e emoção consigam ecoar esse samba vencedor na avenida.Tudo de bom ao Império Serrano!!!

Comentar