SRZD



Chico Spinosa

Chico Spinosa

CARNAVAL. Figurinista, artista plástico, cenógrafo e carnavalesco. Em sua trajetória de sucesso, contabiliza, entre diversas premiações e homenagens, títulos no Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro e São Paulo, além de trabalhos marcantes em várias agremiações. Já foi jurado e atualmente, além de carnavalesco, é comentarista de desfiles de escolas de samba.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



02/10/2015 12h59

Videoblog: Chico Spinosa fala sobre a safra de enredos autorais para 2016
Redação SRZD

No videoblog desta sexta-feira (2), o carnavalesco e blogueiro do SRZD, Chico Spinosa, comenta sobre as escolas que escolheram enredos autorais ao invés dos patrocinados. Ele faz elogios e também fala sobre prós e contras.

"Acho que os enredos autorais dão boas possibilidades, até mesmo, de uma boa disputa de sambas. O Carnaval trará, daqui para frente, novas possibilidades. A safra dos enredos autorais para 2016 será muito mais forte", diz o artista. Confira o vídeo:

- Confira mais vídeos do blogueiro Chico Spinosa

- Clique aqui e leia tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    03/10/2015 10:24:06Diogo BonfimMembro SRZD desde 19/08/2010

    Sábias palavras do mestre Chico Spinosa! Eu tenho certeza que em 2016 (com ou sem crise) será o ano dos grandes desfiles! Aguardando ansioso "Os Malandros" do Salgueiro, o "Dom Quixote" da Mocidade, "Os Palhaços" da São Clemente e o voo da Águia de Madureira! Chega logo Carnaval 2016!

  • Avatar
    02/10/2015 20:13:13RogérioMembro SRZD desde 26/05/2009

    A beija-flor já mudou a história do carnaval em outras épocas e é isso que ela tem que fazer, sem muito Luxo, sem muita riquesa fazer um desfile apoteótico, um desfile que vai virar a página, porque a Beija-flor e poderosa, grandiosa por sua naturaza, esse enredo é um marco, um grande momento na história da Beija-flor e da Sapucaí.

Comentar