SRZD



Carlos Molinari

Carlos Molinari

FUTRJ - FUTEBOL DOS TIMES PEQUENOS. Jornalista da TV Brasil e historiador, nascido e criado no bairro de Bangu, onde conheceu sua grande paixão: o tradicional Bangu Atlético Clube. É autor de três livros: "Nós é que somos banguenses", "Almanaque do Bangu" e "A História das Copas". Pesquisador da história do futebol carioca e atento às notícias dos times do Rio, especialmente aqueles que estão fora da grande mídia. Hoje, apesar de trabalhar em Brasília, acompanha cada detalhe do Campeonato Carioca e da Copa Rio, torcendo sempre para que os pequenos "Davis" derrotem os quatro grandes "Golias". Neste blog, iremos dar palpites, especular, criticar, alfinetar as arbitragens (sempre tão prejudiciais aos nossos clubes) e abrir um canal de diálogo com os fanáticos pelo Madureira, Olaria, Bangu, América, Bonsucesso, Volta Redonda, Goytacaz, Resende, Americano, Friburguense, Portuguesa...

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



09/10/2015 11h33

Desnutridos
Carlos Molinari

A foto não é do jogo de quarta-feira entre Bangu x Gonçalense, é de um jogo-treino realizado em 2011 entre Bangu x Bonsucesso. O jogador da esquerda é um banguense, pequeno, mirrado, praticamente desnutrido. O jogador da direita pertence ao clube da Leopoldina, mais parrudo, forte, físico de atleta.

Foto: Divulgação

Essa é a realidade do Bangu presidido por Jorge Varela, advogado, primo do presidente da Federação do Rio. Seu clube ganha por ano mais de um milhão de reais só com cotas de TV. Os investimentos que faz para o Campeonato Carioca não passam da casa dos 300 mil reais. Há ainda recursos provenientes com transações de jogadores, que já passaram pelo clube e continuam mudando de equipe. Bem ou mal, as finanças cobririam o ano todo, sem percalços.

No entanto, o Bangu faz questão de se apequenar. Varela inventou a desculpa que para este ano não haveria dinheiro para a Copa Rio. Efetivou o ex-zagueiro Carlos Renan na função de técnico. Um técnico que não ganha salário. Está em experiência. Se der certo, continua. Se não, perdeu seu tempo no sol quente do bairro.

Seus jogadores também não recebem salário. Todos os jovens mirrados, desnutridos, anêmicos que o clube possui estão ali numa espécie de "contrato de experiência". Jogam, jogam e se conseguirem boas apresentações, serão mantidos no elenco do Campeonato Carioca e aí sim, passariam a ter direito a salários.

Evidente que nenhum jogador denuncia essa situação de escravidão que o Bangu faz hoje com os atletas. Todos jovens, temem que suas carreiras sejam destruídas pela influência que Varela tem na Federação de seu primo. Um jogador que for à Delegacia do Trabalho reclamar que participa de um campeonato de profissionais, mas não ganha nada, está definitivamente com as portas trancadas.

Alguns deles poderiam ir. Já deveriam estar convencidos que o futuro não está no futebol. Ninguém ali - exceção do atacante Samuel - tem qualquer chance de brilhar em um grande clube. O futebol de hoje é extremamente competitivo. Só joga no Bangu quem parou no tempo.

Recentemente fui cobrir um jogo da Série-D. Os jogadores do Botafogo de Ribeirão Preto pareciam touros premiados, fortes, altos, dispostos a ganhar o jogo no preparo físico. Estão a um passo de subir para a Série-C.

Hoje, um jogador que tenha sido titular no Bangu não consegue sequer espaço em qualquer equipe do futebol brasileiro. Vejam o exemplo do Willen, atacante que fez 5 gols em 19 partidas pelo clube entre 2013 e 2014. Atualmente, Willen esquenta o banco da Portuguesa de Desportos e fez apenas um gol na Série-C. Vejam o exemplo do Madureira, repleto de ex-jogadores do Bangu, como o goleiro Márcio, o lateral Iago, o volante Ives, o zagueiro Luís Felipe, o atacante Mateus, o meia Rafael Augusto. O que aconteceu? Foi rebaixado da Série-C para a Série-D com apenas uma vitória em 18 jogos.

Não são jogadores de futebol que vestem a camisa do Bangu. São os rejeitados, os que não conseguem empregar-se em um clube com mais estrutura, que pague melhor. Varela se aproveita disso e oferece salários baixos no Estadual e inventa um "contrato de experiência", até mesmo para o treinador, durante a Copa Rio. Faz os rapazes perderem tempo correndo no sol, esforçando atrás de um sonho impossível. É até sádico isto.

Na partida contra o Gonçalense isso ficou patente e até patético. No segundo tempo, foram três gols fáceis, de atletas profissionais contra amadores que não conseguiam sequer correr, sequer chegar na frente mesmo largando antes. Hoje, o Gonçalense não é só três, é duzentas vezes melhor que o Bangu.

Foi uma quarta-feira turbulenta em Moça Bonita. Antes do jogo, torcedores com camisas do grupo "Reage Bangu" - um movimento de oposição ao presidente Varela - foram impedidos de entrar nas arquibancadas cobertas do estádio. Ao que parece, é um direito legítimo do atual mandatário de bloquear a entrada de partidários de outro grupo nas sociais do clube. Até porque se ele quisesse fazer valer o nome de social ninguém poderia ficar ali, só os sócios, coisa que o Bangu hoje também não tem.

O problema maior ocorreu ao final do jogo, quando seguranças do presidente do clube bateram em um jovem da torcida "Castores da Guilherme", que protesta contra o resultado adverso. Aí já é caso de polícia, de dar-se o trabalho de um boletim de ocorrência. A truculência é a única resposta que Varela tem aos seus críticos. Jamais, desde 1999, se importou em fazer uma gestão digna ou transparente. Por isso, em vez de pagar os jogadores, gasta verbas do clube pagando seguranças.

E por aí vai...

Curta a página do SRZD no Facebook:


Veja mais sobre:Bangu (FutRJ)Futebol

Comentários
  • Avatar
    10/11/2015 13:04:17BANGLUGLUAnônimo

    SERIE B SEGUNDA DIVISÃO GONÇALENSEEEEEEEEEEEEEEEE EEEEEE

  • Avatar
    13/10/2015 13:27:30ubirajaraAnônimo

    BANGU, o que esperar de vc nas mãos dessa nefasta diretoria.

  • Avatar
    12/10/2015 16:50:30Carlos EliasAnônimo

    Molinari, aqui no Rio os restaurantes populares aumentaram de preço: agora é 2 reais.

  • Avatar
    11/10/2015 17:02:12alexAnônimo

    de quê vive o Sr Varela??

  • Avatar
    11/10/2015 15:30:47juesi BhAnônimo

    Uma pena o Bangu esta nas mãos de coveiros que parece odeiam o clube . No time da Copa Rio ninguém será aproveitado no estadual. Esses que entram em campo hoje deveriam procurar uma obra(mas que fique bem claro de demolição, senão eles errarão na massa e o predio cairá) Renam va junto. Chega de vexames .

  • Avatar
    11/10/2015 11:55:06Márcio PalmeiraAnônimo

    Tem que acabar essa ditadura no Bangu. Virou um regime cubano.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.