SRZD


03/11/2015 15h42

Mocidade comemora 60 anos com festa na terça-feira
Redação SRZD

A terça-feira (10) promete ser emocionante para os independentes. A Mocidade completa 60 anos de fundação e comemorará a data com uma grande festa em sua quadra. O evento, que começa 20h30, será restrito a convidados, comunidade e imprensa.

Na abertura da festa, uma missa será celebrada pelo cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta. Logo após, a agremiação homenageará diversas personalidades e baluartes que foram importantes nas seis décadas de história da Mocidade Independente de Padre Miguel.

O departamento cultural da agremiação prepara o roteiro do evento, que terá também um grande show temático com os segmentos da verde e branca, ao som dos grandes clássicos da história da Estrela-Guia.

Quinta escola a desfilar no domingo de Carnaval em 2016, a Mocidade levará para a Marquês de Sapucaí o enredo "O Brasil de La Mancha: sou Miguel, sou Padre Miguel. Sou Cervantes, sou Quixote cavaleiro, Pixote brasileiro".

Imagem: Divulgação

- Clique aqui e leia tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Veja mais sobre:MocidadeCarnaval 2016

Comentários
  • Avatar
    03/11/2015 20:06:05Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Parabéns ao 60º aniversário de fundação da Mocidade Independente. Que a comunidade e a agremiação volte aos dias de glórias, conquistas e vitórias. Uma vez que não sou hipócrita, deixo claro, sou consciente de que a época áurea de títulos da agremiação ocorreu na era do seu saudoso torcedor, portanto, não-sambista verdadeiro guindado ao posto de patrono ou presidente de ´honra´, o contraventor penal do jogo de bicho Castor de Andrade. Como sou adepto do filósofo dos filósofos, Marx, que ensinou: ´A História só se repete como farsa, tragédia ou ambas´. O fato de a Mocidade Independente ter voltado a ser comandada por um patrono ou presidente de ´honra´ não-sambista verdadeiro e sendo o mesmo sobrinho do citado, falecido e vitorioso patrono da agremiação, Rogério Andrade. Tudo isso faz-me reportar ao mencionado ensinamento do filósofo dos filósofos. Apesar disso, então, enquanto forma de homenagem ao aniversário de fundação da Mocidade Independente, a letra do samba-enredo 1985 ´Ziriguidum 2001, Carnaval nas Estrelas´ de coautoria dos compositores Gibi, Tiãozinho e Arsênio: `Desse mundo louco/De tudo um pouco/Eu vou levar pra 2001/Avançar no tempo/E nas estrelas fazer meu Ziriguidum (meu Ziriguidum)/Nos meus devaneios quero viajar. Sou a Mocidade/Sou Independente/Vou a qualquer lugar (BIS). Vou à Lua, vou ao Sol/Vai a nave ao som do Samba/Caminhando pelo tempo/Em busca de outros bambas (BIS). Quero ver no céu minha estrela brilhar/Escrever meus versos à luz do luar/Vou fazer todo universo sambar!/Até os astros irradiam mais fulgor/A própria vida de alegria se enfeitou/Está em festa o espaço sideral/Vibra o universo, hoje é Carnaval. Quero ser a pioneira/A erguer minha bandeira/E plantar minha raiz (BIS)´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Comentar