SRZD



Maria Apparecida

Maria Apparecida

CARNAVAL. Historiadora, escritora e decoradora, é considerada uma das mais respeitadas autoridades do Carnaval de São Paulo. Há 35 anos começou a se interessar pelo samba, em que desenvolveu vários projetos. Entrou para a história ao se tornar a primeira carnavalesca da folia paulistana.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



06/11/2015 11h30

Homenagem a Grande Otelo
Maria Apparecida Urbano

Mineiro de Uberlândia, foi ator, comediante, cantor, escritor e compositor. Seu nome artístico, Grande Otelo, foi dado pelo jornalista Jardel Jércoles, por reconhecer ser nele, embora de estatura baixa, um grande personagem dentro da nossa cultura popular e grande também como Otelo de Shakespeare...guerreiro e batalhador.

Nasceu pobre, em 18 de outubro de 1915. Sua vida foi rodeada de tragédias, mas nunca perdeu o bom humor. Sempre teve um comportamento íntegro; era humilde e amigo. Em 18 de outubro de 2015, comemoraram-se, portanto, cem anos de seu nascimento.

Grande Otelo. Foto: Divulgação

Faleceu em 26 de novembro de 1993, aos 78 anos inesperadamente, num voo para Paris, na França, onde iria receber mais uma homenagem e um prêmio. 

Apesar de sua vida ter sido acompanhada por tristes acontecimentos, ele era considerado um dos maiores comediantes brasileiros.

Seu pai, empregado da fazenda da família Prata, foi assassinado; sua mãe era alcoólatra. Aos seis anos o menino Sebastião ficou deslumbrado pela Companhia de Teatro Mambembe que passou por sua cidade, e resolveu fugir com os artistas. A diretora da companhia, Abigail Parecis, o adotou, mas tempos depois ele fugiu e acabou no Juizado de Menores onde foi adotado, novamente, agora pela família de Antonio de Queiroz.

Nessa época estudou no Colégio Coração de Jesus em São Paulo, tendo recebido uma boa educação.

Já moço casou-se em 1941, com Luci Maria, quando sofreu mais uma tragédia: sua esposa assassinou o filho adotivo do casal e suicidou-se em seguida. Voltou a casar em 1954, agora com Olga, e em 1974, com Josephine. Teve quatro filhos: José, Jaciara, Carlos Sebastião e Mário Luiz.

Começou a sua carreira artística participando de shows nos cassinos cariocas na década de 40. Entrou para o cinema e participou de diversos filmes, inclusive um com Orson Welles, quando este esteve no Brasil.

Grande Otelo e Oscarito. Foto: Divulgação

Na década de 40 e 50 fez parceria com o também comediante Oscarito, formando a melhor dupla de comediantes que o Brasil já teve. Os filmes dos quais participavam estavam recorrentemente entre os melhores do ano. Um dos filmes que ficou como referência no cinema nacional em 1969, e que conquistou diversos prêmios, entre os quais um do Instituto Nacional do Cinema, foi Macunaíma (o herói sem caráter) de Mário de Andrade. A interpretação de Grande Otelo foi ótima.

Grande Otelo em Macunaíma. Foto: Divulgação

Ao longo de sua carreira participou de 118 filmes, sendo 17 com Oscarito. Entrou para a televisão, integrando muitas telenovelas, onde a sua atuação foi sempre marcante, principalmente em 1986, na novela "Sinhá Moça". Como sambista, sempre gostou de compor, e muitos dos seus sambas ficaram na história da Música Popular Brasileira.

Em 1940 gravou sua primeira composição; "Vou pra Orgia". Um dos seus sambas que ficou famoso, feito em parceria com Herivelto Martins, foi "Praça XI", gravado pelo famoso Trio de Ouro.

Grande Otelo teve uma carreira brilhante, participando do mundo artístico nas mais diversas modalidades, cinema, teatro, teatro de revista e televisão. Percorreu o Brasil e o exterior, participando de shows e levando o seu carisma.

Em São Paulo, em sua homenagem, quando do seu falecimento em 26 de novembro de 1993, o vereador Osvaldo Sanches, por meio do projeto de Lei nº. 858/93, de 9 de maio de 1994, alterou o nome do Polo Cultural da Cidade de São Paulo, o sambódromo, para Polo Cultural e Esportivo Grande Otelo.

Foi uma das melhores, se não a maior homenagem que São Paulo prestou ao nosso tão querido sambista Grande Otelo.

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.