SRZD


25/11/2015 10h08

Portela chora a perda do baluarte Waldir 59
Helio Ricardo Rainho

"Eu não sou daqui / Eu não sou de lá / O meu destino é Portela" - diziam os versos do samba de Waldir 59 que disputou, este ano, o concurso em sua escola de coração. Ao partir na madrugada desta quarta-feira (25), o baluarte portelense deixou a escola menos azul.

Waldir de Souza nasceu em 3 de março de 1927 e era atualmente o sócio número um da Portela. Vencedor dos sambas-enredo da escola de 1955, 1956, 1957, 1959 e 1965, foi parceiro histórico de Candeia na Majestade do Samba. O apelido veio diferenciá-lo de outros de mesmo nome que existiam na ala dos Impossíveis, e fazia menção ao número da casa em que morava no subúrbio de Oswaldo Cruz. 

Diz-se de Waldir 59 ter sido o maitre que conduziu Clara Nunes e Paulinho da Viola a fazerem parte da Portela.

De idade avançada, já tendo perdido há mais de dez anos a visão devido a um glaucoma, era visto sempre nas feijoadas da escola com sua elegante presença trajando as vestes da Velha Guarda, sentado com seu sorriso aberto, respirando o clima de sua escola de coração.

Waldyr 59 com Teresa Cristina. Foto: JRicardo/Divulgação

Além de compositor, foi também diretor de harmonia da Portela e aparece nos recônditos da história dos passistas masculinos, tendo sido também um brilhante dançarino das rodas de samba da escola.

A família ainda não informou os dados sobre o funeral do bamba portelense.

- Clique aqui e leia tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Veja mais sobre:Portela

Comentários
  • Avatar
    25/11/2015 12:22:25Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    A forma de homenagem póstuma ao agora saudoso/imortal baluarte portelense, o bamba compositor-poeta WALDYR DE SOUZA, WALDYR 59 (03/03/1927 a 25/11/2015) P R E S E N T E! é citar a íntegra da letra do samba concorrente para o Carnaval 2016 da Portela intitulado No Voo da Águia, Uma Viagem Sem Fim... É uma obra-prima musical nos subquesitos letra/poesia e melodia/ritmo, criada/composta em parceria cuja liderança é de WALDYR 59 (PRESENTE!): ´Vai minha Portela/Embarcar nos braços do infinito/O Mar Vermelho atravessei/Encontrei, foi tão bonito/Eu rasguei as nuvens escrevendo a minha História/Fui mar adentro, também mundo afora/Todos os sete mares viajei/Livre eu sou/Nesses lugares quero me encantar/Liberte a sua fantasia/E outros mundos desvendar/Ir das estrelas ao fundo do mar/Quanta aventura!/É pura paixão, emoção!. Vem correr perigo/Esperar, o inesperado encontrar/Planetas distantes, o medo quero sentir... Descobrir (REFRÃO). Vem voltar no tempo para decifrar/Ver mistérios a Ciência revelar/Riquezas... Quem conquistou?/No mapa da mina eu vou/Rompendo fronteiras/Num toque virtual/A realidade ou imaginário viver?/Ousar é vencer. Eu não sou daqui, eu não sou de lá/O meu destino... É Portela/Voando linda, leva meu coração/Águia Guerreira... Eterna paixão (REFRÃO). Saudações carnavalescas, Almir Da Silva Lima marido da mangueirense Ivania Ribeiro, o portelense Almir de Macaé.

  • Avatar
    25/11/2015 11:49:54RalfAnônimo

    O CÉU PORTELENSE ESTÁ MAIS ALEGRE E RICO E NÓS FICAMOS MAIS TRISTES E POBRES. ADEUS AO GRANDE BALUARTE DA GLORIOSA PORTELA.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.