SRZD



Laíla

Laíla

CARNAVAL. Luiz Fernando Ribeiro do Carmo, o Laíla, nasceu em 1943, no Morro do Salgueiro, situado na Tijuca, no Rio. Foi lá que o hoje renomado Diretor de Carnaval e Harmonia teve seu primeiro contato com o samba e o Carnaval, e onde criou, nos anos 50, uma Escola de Samba Mirim, chamada Independentes da Ladeira, que foi um grande sucesso na época, funcionando como espécie de trampolim para o convite feito pelo Acadêmicos do Salgueiro. Líder nato e apaixonado por seu trabalho, Laíla acumulou profundos conhecimentos harmônicos e melódicos ao longo dos seus 54 anos de atividade; tendo trabalhado, ainda, como cantor, músico e compositor. A primeira junção de sambas-enredo foi feita por Laíla, em 1975, em "As Minas do Rei Salomão"; e de lá para cá, todas as junções de sambas-enredo feitas por ele, nas diversas escolas por onde passou, foram sucesso. Há 45 anos trabalha como produtor do CD de sambas-enredo das Escolas de Samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro, e há 26 é o Diretor Geral de Carnaval e Harmonia da Beija-Flor de Nilópolis, onde criou, em 1997, a vitoriosa Comissão de Carnaval da Agremiação.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



28/11/2015 10h00

Videoblog: 'Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas', diz Laíla
Redação SRZD

Neste videoblog, Laíla, que é diretor de Carnaval, comenta as mudanças que aconteceram nos desfiles das escolas de samba, ao longo da história. Ele destaca as questões tecnológicas e também critica as grandes paradinhas feitas por algumas baterias.

O videoblogueiro também fala da harmonia e dos problemas causados. "Eu não gosto de ferir a métrica do samba. Em função disso, temos que ter muito cuidado com as paradinhas. Eu não gosto de paradinha longa. Atrapalha a harmonia", opina.

Confira o vídeo:

- Clique e confira outros vídeos gravados com o blogueiro Laíla

- Clique aqui e leia tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    18/03/2016 12:07:54Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    A Beija Flor (BF) não tem sido notícia aqui. Por isso reproduzo meu comentário em outro site sobre declarações do jovem carnavalesco-membro da vitoriosa Comissão da BF, Fran Sérgio, que lembram a não esquecida época que se batia no peito e gritava: ´A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela´. O que fez crescer a antipatia pela respeitabilíssima agremiação. Depois de sua justa 7ª colocação em 2014 quando ficou fora do desfile das campeãs tal prepotência foi deixada de lado. Porém, ressurgiu com o imerecido título de campeã 2015 conquistado através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem-erros, frio, monótono e incapaz de alegrar e emocionar apoteoticamente o público. Tal prepotência não se justifica ante a justa 5ª colocação da BF em 2016. O que somente se explica devido a insatisfação ante a perda da liderança no ranking da LIESA para a coirmã que é outra agremiação useira e vezeira em apresentar o citado desfile militarizado apelidado de técnico. Quanto à declaração do jovem, eficiente e vitorioso carnavalesco Fran Sérgio de preferir um enredo 2017 que fala de amor na Avenida. Espera-se que ele não esteja se aludindo a homenagear o cappo-presidente de ´honra´ da BF que não é sambista-verdadeiro, embora a escola de samba do coração seja a verde-rosa. Afinal, o ´amor´ de tal cappo pela BF e sua comunidade é respectivamente dominá-la e explorá-la. Para tanto, as glórias dos títulos conquistados pela respeitabilíssima agremiação mais vitoriosa da era sambódromo são usados enquanto marketing & cortina encobridora dos milionários lucros auferidos na mafiosa exploração sobre a comunidade nilopolitana. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    18/03/2016 12:07:54Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    A Beija Flor (BF) não tem sido notícia aqui. Por isso reproduzo meu comentário em outro site sobre declarações do jovem carnavalesco-membro da vitoriosa Comissão da BF, Fran Sérgio, que lembram a não esquecida época que se batia no peito e gritava: ´A coirmã que pretender ser campeã, primeiro terá que passar por cima da BF a Deusa da Passarela´. O que fez crescer a antipatia pela respeitabilíssima agremiação. Depois de sua justa 7ª colocação em 2014 quando ficou fora do desfile das campeãs tal prepotência foi deixada de lado. Porém, ressurgiu com o imerecido título de campeã 2015 conquistado através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem-erros, frio, monótono e incapaz de alegrar e emocionar apoteoticamente o público. Tal prepotência não se justifica ante a justa 5ª colocação da BF em 2016. O que somente se explica devido a insatisfação ante a perda da liderança no ranking da LIESA para a coirmã que é outra agremiação useira e vezeira em apresentar o citado desfile militarizado apelidado de técnico. Quanto à declaração do jovem, eficiente e vitorioso carnavalesco Fran Sérgio de preferir um enredo 2017 que fala de amor na Avenida. Espera-se que ele não esteja se aludindo a homenagear o cappo-presidente de ´honra´ da BF que não é sambista-verdadeiro, embora a escola de samba do coração seja a verde-rosa. Afinal, o ´amor´ de tal cappo pela BF e sua comunidade é respectivamente dominá-la e explorá-la. Para tanto, as glórias dos títulos conquistados pela respeitabilíssima agremiação mais vitoriosa da era sambódromo são usados enquanto marketing & cortina encobridora dos milionários lucros auferidos na mafiosa exploração sobre a comunidade nilopolitana. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    14/03/2016 19:43:14Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Reproduzo meu comentário em outro site sobre o mesmo ter posto no título do texto jornalístico acerca do evento de premiação Estrela do Carnaval que o próprio realizou na quadra do Salgueiro, dia 13/03/2016. O que serve de indício p/pedir uma CPI no Legislativo Carioca p/apurar a denúncia do diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor, mestre Laíla de manipulação nos resultados no Carnaval 2016 da LIESA. Se refere bem mais à sua voracidade por lucro que às escolas de samba, quando o texto fala em apresentações históricas. Isso é público e notório. Realizada mais uma vez na quadra da injustiçada bi vice em 2014/5, o evento teve apoio da LIESA responsável por tais injustiças e pelo título de campeã 2016 dado à agremiação que no máximo fez por merecer o vice. Além do apoio oficial da LIESA, o evento de premiação teve como uma das parceiras a empresa AM17. Na qual dois aburguesados e vorazes empresários-sócios são ninguém menos que os ex-presidentes da campeã 2016 e dirigentes da LIESA, Álvaro Luiz Caetano o Alvinho e Elmo José dos Santos. Este inclusive é o diretor de Carnaval do órgão e representou quem não compareceu ao evento, o presidente oriundo do mercado de capitais, o economista Jorge Castanheira. A apresentação do evento coube ao atual comentarista da Globo o carnavalesco Milton Cunha. Agora, ganha um doce quem acertar qual agremiação, mesmo sendo respeitabilíssima e mergulhada em milionárias dívidas está pagando anúncio & propaganda na capa e nas páginas internas do site. Tudo sem disfarce: ?Proteção verde & rosa, sua única preocupação é se divertir?. Tá tudo dominado. Isso é uma vergonha. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    08/12/2015 15:06:00Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Para reafirmar e zoar os detratores que me impingem como ´anti-Beija Flor´, o samba é muito bom, quase ótimo. Isto em melodia & ritmo, graças aos compositores. À magistral bateria-orquestra nota 10 ainda sem auto denominação-marketing por incompetência da direção da agremiação. Haja vista, a bateria-orquestra é injustiçada, nunca foi premiada pelo Estandarte de Ouro. No CD da LIESA ouçamos o show de bossas, paradinhas e transição da marcação rítmica modulada pelos instrumentos de percussão surdão, surdo e repique ou repinique. Nota 10 com louvor. O samba é abrilhantado pelo ótimo intérprete Neguinho da Beija Flor, apesar dele rebaixar a obra musical com idolatria a ´papai´. Isto é, ao capo-presidente de ´honra´ da Beija Flor o qual, além de não ser sambista-verdadeiro é torcedor da verde-rosa. Quanto ao subquesito letra & poesia ocorre o seguinte no samba-enredo 2016 da Beija Flor. Premidas pela obsessão de buscar conquistar títulos a qualquer preço com enredos patrocinados e através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e incapaz de emocionar. Obsessão essa imposta pelos capos-presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros da Beija Flor, a partir de 2011 a sinopse da vitoriosa Comissão de Carnaval e os compositores apostam em samba-enredo com a chamada ´licença poética´. Em 2013 a letra do samba-enredo (Amigo fiel, do Cavalo do Amanhecer ao Manga-larga Marchador) foi toda na 1ª pessoa do singular, o cavalo tinha memória de elefante e gritava é campão. Já em 2016, apesar da sinopse não se referir ao homenageado enquanto tal o título do enredo é:´Mineirinho genial (sic)! Nova Lima, cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta (sic) imortal (sic)´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    08/12/2015 15:05:59Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Para reafirmar e zoar os detratores que me impingem como ´anti-Beija Flor´, o samba é muito bom, quase ótimo. Isto em melodia & ritmo, graças aos compositores. À magistral bateria-orquestra nota 10 ainda sem auto denominação-marketing por incompetência da direção da agremiação. Haja vista, a bateria-orquestra é injustiçada, nunca foi premiada pelo Estandarte de Ouro. No CD da LIESA ouçamos o show de bossas, paradinhas e transição da marcação rítmica modulada pelos instrumentos de percussão surdão, surdo e repique ou repinique. Nota 10 com louvor. O samba é abrilhantado pelo ótimo intérprete Neguinho da Beija Flor, apesar dele rebaixar a obra musical com idolatria a ´papai´. Isto é, ao capo-presidente de ´honra´ da Beija Flor o qual, além de não ser sambista-verdadeiro é torcedor da verde-rosa. Quanto ao subquesito letra & poesia ocorre o seguinte no samba-enredo 2016 da Beija Flor. Premidas pela obsessão de buscar conquistar títulos a qualquer preço com enredos patrocinados e através de desfile militarizado apelidado de técnico supostamente sem erros, frio, monótono e incapaz de emocionar. Obsessão essa imposta pelos capos-presidentes de ´honra´ e executivo não-sambistas verdadeiros da Beija Flor, a partir de 2011 a sinopse da vitoriosa Comissão de Carnaval e os compositores apostam em samba-enredo com a chamada ´licença poética´. Em 2013 a letra do samba-enredo (Amigo fiel, do Cavalo do Amanhecer ao Manga-larga Marchador) foi toda na 1ª pessoa do singular, o cavalo tinha memória de elefante e gritava é campão. Já em 2016, apesar da sinopse não se referir ao homenageado enquanto tal o título do enredo é:´Mineirinho genial (sic)! Nova Lima, cidade natal. Marquês de Sapucaí, o poeta (sic) imortal (sic)´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    02/12/2015 09:09:29Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    São patéticos os dublês de agentes policialescos infiltrados no mundo samba, na comunidade nilopolitana e na Beija Flor (BF) para prestar serviço de idólatras dos capos-presidentes de ´honra´ e executivo da BF que não são sambistas verdadeiros, conforme este aí que nem merece ter o nome citado. É preciso zoar tais dublês mais duas vezes, sem me cansar. Primeiro, do poeta austríaco Bertolt Brecht, o texto: ?O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não fala, não ouve nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do sapato, do aluguel e do remédio depende dos acontecimentos políticos. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil, que da sua ignorância política nasce a prostituta, o menor abandonado e o pior de todos os bandidos que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais?. Rsrsrsrsrs... Segundo, do agora saudoso sambista, compositor-poeta e baluarte portelense, Waldir 59, a obra musical: ?Não, não é bem assim/É bem diferente/O que anda essa gente falando de mim/Pouco me importa/Essa calúnia a meu respeito/Muito me conforta em saber que é só despeito/Eu cantarei, pois, a vida é mesmo assim/Podem falar, bem ou mal, mas falem de mim?. Rsrsrsrsrsrsrs... Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    02/12/2015 03:01:24ROBERTOMembro SRZD desde 11/04/2009

    O ALMIR PAPAGAIO EX-BICHEIRO DE MACAÉ,voce está cuspindo no prato que comeu,já se esqueceu que voce também já fez parte dessa contravenção penal do jogo do bicho e outras práticas criminosas como as chamadas máfia do bingo e das máquinas de caça niques,só que voce sentava sua bunda preta naquele caixote na porta da padaria e escrevia bicho pro Anizio ate ele te tomar o ponto por motivo de desvio de grana, lembra disso? tu deu sorte nego,era pra voce tá comendo capim pela raiz, agora tá querendo pousar de bom moço,de jornalista frustrado pesquisando em internet pra dizer que sabe tudo de samba,ou é pra impressionar pra ver se o Sidnei Resende te arruma uma vaguinha no site? não, do jeito que voce e doido não duvido nada kkkkkkkkkk. Saudações Nilopolitanas,papagaio ex bicheiro de Macaé.

  • Avatar
    01/12/2015 12:23:23Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    2ª PARTE. Não me ´incomodam´ as provocações de adeptos fanáticos pentecostais pela BF ´irritados´ ante qualquer comentário crítico meu, não às respeitabilíssimas agremiação mais vitoriosa da era-sambódromo a Deusa da Passarela e sua comunidade. Mas, sim à filosofia político-administrativa mafiosa de exploração e dominação sobre a BF e a comunidade nilopolitana praticadas pelos capos-presidente de ´honra´ e executivo que não são sambistas-verdadeiros. São contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades como as chamadas máfias do bingo e das máquinas de caça-níqueis. Tudo encoberto pelos merecidos 11 primeiros títulos (1976/7/8/80/3/98, 2003/4/5/7/8) todos conquistados através de desfiles apoteóticos. Os quais significaram a 1ª fase, apelidada pelo mestre Laíla de ´padrão de desfile da BF´. Já a 2ª fase ocorreu a partir de 2011 quando ´conquistou´ o título repetido em 2015, sendo que desde então os desfiles se tornaram militarizados apelidados de técnicos supostamente sem-erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público presente à Sapucaí e o de casa que assiste pela televisão inclusa a parcela adepta e consciente nilopolitana. Tal público assistente acaba se sentindo ´enojado´ ante tal tipo de desfile, mesmo a parcela adepta nilopolitana consciente. Isso também ocorreu por ocasião dos mencionados bi e tri da Imperatriz em 1994/5/99, 2000/1. Nessa época, parodiando o mestre Laíla, a bateria-orquestra Swing da Leopoldina, então comandada/regida pelo maestro-mestre Beto assim como os sambas-enredo da Imperatriz eram praticamente notas 10 unânimes. Ou seja, atualmente isso que ocorre com sambas-enredo e a bateria-orquestra ainda sem denominação-marketing da Beija Flor comandada/regida pelos maestros-mestres Plínio e Rodney. Isto é, conforme afirmou mestre Laíla: ´Não podemos ferir a métrica do samba com paradinhas longas´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    30/11/2015 01:23:05ROBERTOMembro SRZD desde 11/04/2009

    O PAPAGAIO EX BICHEIRO DE MACAÉ O QUE VOCE ENTENDE DE BEIJA FLOR,VOCE NÃO SABE DE NADA INOCENTE....FICA NA TUA.

  • Avatar
    29/11/2015 22:40:38DANIELMembro SRZD desde 21/07/2009

    Um grande diretor que sabe fazer carnaval como ninguém. Entende de tudo e mais um pouco, e por ser competente, tem uma comunidade inteira que canta e encanta o carnaval do Rio de Janeiro. Da-lhe Laíla!

  • Avatar
    29/11/2015 18:19:48Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Comentarei este post do vídeo-blogueiro o diretor geral de Harmonia & Carnaval da Beija Flor (BF) mestre Laíla, embora isso ´irrite´ adeptos fanáticos pentecostais pela BF. O mestre tem razão em quase tudo. Já o ´padrão´ de desfile da BF tem duas fases. Na 1ª a BF inovou criando a Comissão de Carnaval por ele liderada, conquistando logo na estreia o título junto com a Mangueira em 1998. De 1999 a 2002 a BF foi tetra-vice, no tri da Imperatriz em 1999, 2000/1 e no título da verde-rosa em 2002. Nessa 1ª fase os desfiles apresentados pela BF foram apoteóticos e mantidos até 2009/10 nos títulos do Salgueiro e da Unidos da Tijuca. Então, como a BF em 2009 deixou de conquistar seu 3º tri da História, a partir de 2011 foi iniciada a 2ª fase do ´padrão´. Isto é, os capos-presidentes de ´honra´ e executivo da BF se apropriaram do tipo de desfile que tinha notabilizado o bi e o tri da Imperatriz em 1994/5/9,2000/1. Ou seja, a BF foi obrigada passar a apresentar o que mestre Laíla chama de ´padrão´ e que ele comanda com a competência de um profissionalizado sambista-verdadeiro. Isto é desfiles militarizados apelidados de técnicos supostamente sem erros, frios, monótonos e incapazes de emocionar o público. É por isso, não por ´suposta´ métrica de sambas-enredo, que a bateria-orquestra nota 10 da BF toca certinha, sem as paradinhas. Não é ´mera´ coincidência que os capos-presidentes de ´honra´ e executivos da BF e da Imperatriz não sejam sambistas-verdadeiros. Mas, sim contraventores penais do jogo de bicho e de outras criminalidades como as máfias do bingo e das máquinas caça-níqueis. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    28/11/2015 20:48:44Joao Batista Dantas DantasMembro SRZD desde 02/11/2012

    Grande Mestre do Carnaval, LAÍLA, sabe da responsabilidade e respeito com a comunidade que ensaia com respeito e amor a Escola. Por isso, incomoda a tantos críticos. Hoje a BEIJA-FLOR é digna dos grandes campeonatos apresentados para o mundo todo. Exemplo de sabedoria e conhecimentos. Salve a Deusa da Passarela que faz brilhar a cada ano os desfiles mágicos, corretos e alegres no carnaval carioca. Que venha 2016, Enredo fantástico, samba nota 10! Avante ao BI Nilopolitanos, na dor e na alegria , sempre maravilhosa!

Comentar