SRZD



Hélio Ricardo Rainho/Carnaval

Hélio Ricardo Rainho/Carnaval

CARNAVAL. Profissional de Comunicação e Marketing, Hélio Rainho veio do teatro, sendo ator e diretor profissional. Autor da biografia do jogador Mauro Galvão e de várias peças teatrais. Nascido na Praça XI, chegou à Portela como jovem compositor nos anos 80 e passou a pesquisar escolas de samba e Carnaval. Idealizador do projeto "Quem És Tu, Passista?", um manifesto pela preservação do segmento, é padrinho dos passistas do Império Serrano e comentarista dos desfiles na Sapucaí. Twitter/Instagram: @hrainho.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



17/12/2015 19h32

Carnaval 2016: transmissão atravessada!
Hélio Ricardo Rainho

Ontem ensaiei com a minha Portela, quadra lotada, povo em festa, e a alegria estendeu-se das 23h em que o ensaio terminou até mais de duas da manhã no barzinho da rua Clara Nunes. Povo orgulhoso, inebriado, fascinado, feliz. O intérprete Wantuir e o compositor Samir Trindade não resistiram e juntaram-se aos inúmeros portelenses que cantavam sem parar, nas mesas do bar, o belo samba da escola. Paixão. Emoção. Cultura popular. Rito.

Senhores leitores do SRZD, ninguém vos engane! Esse meu exemplo da noite de ontem não sensibiliza e nunca vai sensibilizar ou ter qualquer relevância para os cavalheiros de raciocínio turvo e cartesiano que programam a transmissão dos desfiles de escola de samba nas salas frias das empresas de comunicação. Em seus féretros e câmaras mortuárias de radiodifusão, os números e a quantificação de pontinhos de audiência constituem o valor acima de todos os demais valores!

Tivemos a notícia de que, para sustentar sua programação no ar, a televisão decidiu cortar as duas primeiras escolas de cada dia de transmissão do carnaval 2016. Nessa tacada, baniram Estácio, Salgueiro, Vila e Isabel e União da Ilha das transmissões! Virarão "compactos" não mais em tempo real! Eis a crônica de uma morte anunciada...

Mas o que é que está morrendo, afinal? A escola de samba ou a televisão? Vamos por partes...como aconselham os canibais!!!

Foto: Reprodução de Internet

Bombardeada pela pluralização das mídias e das plataformas de comunicação, pouco a pouco a televisão foi perdendo seu encanto e credibilidade. Perdeu parte de seu poder de mobilização, porque não podia mais mentir nem manipular milhões de pessoas com celular na palma da mão, conectadas com tudo e com todos ao mesmo tempo, tirando a limpo as mentiras que antigamente eram despejadas sem contraprova. Os produtos televisivos ficaram pobres. A audiência pulverizou. O público foi abandonando as audiências absolutas e os pontinhos mínimos passaram a ser mendigados a pão e água. Trabalhei 21 anos em televisão e vi esse castelo ruir. Acredite, leitor: o seu perfil de rede social passou a ser uma potencial ameaça a todo jogo que a televisão sempre fez! A velocidade de sua resposta é, hoje, maior que a do poderoso veículo que outrora nos dominava. Após a perda de poder, veio a de qualidade.

A cobertura pífia e esdrúxula do carnaval na TV - decrépita e maquiada de "moderninha", como toda sua programação no geral - atenta para um doente que agoniza. Sem um médico capaz de curá-la, resolve sacrificar...o paciente! Cortaram as escolas porque perderam audiência! Tiraram do público o que o público "já não via". Em vez de assumirem a fraqueza e o despreparo para o trabalho, escolheram o corte! Estão admitindo publicamente que não sabem fazer, não sabem levantar o que caiu, não conseguem se repensar! Vão tentar fazer isso esticando os programas anteriores ao desfile para "evitar o tombo" de novo. É uma derrota histórica cujo preço quem paga é o telespectador!

E a escola de samba, como fica?! Veio da Serrinha (como sempre, a louvável coragem histórica do Império Serrano!!!) a frase que me inspira pra explicar essa omissão histórica. Disse-me o menino de ouro dos passistas, Gabriel Castro: "Há tempos que vendemos barato o nosso suor na avenida"! É isso! A escola de samba sai desbaratada atrás do caça-níqueis dos poderosos, e cala suas verdades históricas para dar vez e lugar à subserviência e à cabeça baixa diante de quem a financia.

Quando o crítico fala de colonialismo cultural, acham-no radical e perseguidor! Quando o crítico denuncia um imperialismo de cartéis da subcultura televisiva enfiando garganta abaixo o lixo cultural do país em repetição massiva de forma a legitimá-lo sob a mentira de que é "expressão do povo", acham que é síndrome de perseguição. Este ano tivemos uma Velha Guarda vaiada numa quadra de escola de samba, tivemos enredos alienígenas e outros de vertentes que sabidamente baniram o samba das gravadoras e das rádios. Teve gente alugando escola para fazer enredo que, pelo que andei sabendo, vai pagar uma pindaíba e deixou a escola no maior fiasco. Para dar linha a essa tralha, a escola de samba fica calada, aceita tudo, não fala mal de governo para não perder edital, não fala mal de emissoras para não perder matéria.

Coleguinhas de imprensa fazem o mesmo jogo: estão sonhando com matérias sobre eles ou com mercado de trabalho sob as rédeas de quem despreza a cultura popular. Calam-se e tentam calar os outros! Estão cativos sob mordaça e acham que todo mundo tem rabo preso também. Querem apostar quanto? Ano que vem, essa safadeza vira enredo! E se o samba for bonito..."pronto"..."estamos vingados"..."mostramos que estávamos no caminho certo"! Porque esse é o discurso: errar, mas "fazer bonito"! Assim, a escola de samba engole seco, vomita, derrapa no vômito... e faz de conta que pode sair limpinha do tombo!

"Ora, quem essa crioulada pensa que é para querer fazer o maior espetáculo da Terra???" Pois é...até parece que quem entende de samba são eles!!!

Estamos fartos do conluio entre os poderosos e os que os legitimam! Não vá você achar que isso é apenas uma questão de uma "emissora feudal", não: tem também uma concessão sorridente e cúmplice da própria Escola de Samba - assim, maiúscula - como uma "escrava voluntária" que escolheu ir para o tronco por dinheiro e afagos de quem a molesta!

Se, para essa gente, um Salgueiro poderoso, um Estácio histórico, uma Vila Isabel grandiosa e uma União da Ilha iluminada não representam nada...que rompam os laços entre as partes e exija-se distância onde não houve respeito!

Mas não se surpreendam se, nos próximos anos, a televisão exigir que TODAS as escolas façam os enredos que ela quiser, talvez homenageando os pseudoartistas de alguma gravadora ou de seus infames reality "shows de horrores" de patrocínios milionários. Como eu já disse, se tiverem "um samba bonito", "uma sinopse bonita" e "uma plástica bonita", poderão endeusar quaisquer atrocidades em desprezo às verdades do próprio samba...todo mundo baterá palminha e ninguém criticará ninguém.

E isso só acontece porque cada rato, em sua miserável toquinha, está sempre esperando a vez de beliscar seu queijinho tão querido...

Um dia, Mestre Candeia, as ratoeiras hão de caçar todos os ratos! Ratos que não batucam, não tocam instrumento, não sambam no pé, não fazem e não sabem fazer NADA! Para orgulho de nosso Quilombo...para que nos venha Um Dia de Graça!!!

Facebook Hélio Ricardo Rainho
Twitter/Instagram @hrainho

Leia mais sobre o assunto:

- Desfiles da Estácio, Vila, Ilha e Salgueiro não serão transmitidos na TV

- Medo? Sobre a não transmissão: escolas evitam falar sobre o assunto

- Cultura popular rendida: desfiles de escolas tradicionais fora da TV

- Eu só queria entender...

 

 

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?

 


Veja mais sobre:Carnaval 2016

Comentários
  • Avatar
    29/12/2015 15:20:30ney de aquinoMembro SRZD desde 07/01/2011

    Há muito tempo que isso já era pra ter sido discutido em Brasilia para que esse bolo seja repartido entre todos os interessados. É muito difícil ficar engolindo as transmissões que a poderosa nos empurra de goela abaixo e da forma que bem entende. Mas, não é a única culpada. Quem vende o peixe pra ela também tem sua parcela de culpas. É preciso coragem e pagar um preço para uma grande conquista a longo prazo. Brasilia é o caminho, em nome da cultura, ou que acabe de vez.

  • Avatar
    21/12/2015 10:33:54igor_fredMembro SRZD desde 14/11/2014

    olha nem sei o que escrever de uma vulga emissora de TV que comprar tudo o que há de maior valor no ramo audiovisual. Seja Carnaval, Futebol, F1... o que vier! Mas se por um lado ela compra é porque existem pessoas que tenham interesses financeiros em vender, á a famosa Lei da oferta e procura! A Globo NUNCA se familiarizou com Carnaval, nunca teve raízes pseudo sambista para tal façanha e moral dentro do contexto. Com a queda da Manchete / Bloch Emissora, a Globo finalmente soltou seus cães..atacadou como de péssimo hábito o lado financeiro ofertando a tudo e a todos. As escolas aceitam hj porque além do cachê alto de repasse, as escolas mais interessadas e que sustentam isso sempre irão desfilar em horário dentro da grade de programação da Globo ( Ex.: Beija-Flor, Grande Rio, etc...). se o resto a globo chuta a bunda é benfeito, afinal

  • Avatar
    18/12/2015 10:02:31Oswaldo Fernandes FilhoMembro SRZD desde 09/04/2009

    Que o Canal Brasil e a TV Educativa sejam aparelhados com Equipamentos de Qualidade para Transmissão do Maior Espetáculo da Terra.

  • Avatar
    18/12/2015 02:14:33VerdeRosaFTMembro SRZD desde 08/04/2012

    Hélio, como já de costume por aqui, um excelente texto, parabéns. Lisonjeio-lhe por essa dura postura de defesa ao mundo do carnaval e ao que ele mais possui na sua essência. Me causa inquietação, todavia, quando critica a escolha de enredos que originem bons sambas e desfiles, mas que por alguns motivos não são dignos de serem contados em uma Escola de Samba, o que deixou claro aqui: "Como eu já disse, se tiverem "um samba bonito", "uma sinopse bonita" e "uma plástica bonita", poderão endeusar quaisquer atrocidades em desprezo às verdades do próprio samba...todo mundo baterá palminha e ninguém criticará ninguém." Gostaria que falasse mais sobre isso, demonstrado sua opinião, aqui mesmo nos comentários ou no seu blog. Sobre o assunto principal, penso que a submissão ao grupo Globo e o desrespeito às agremiações estão ligados ao amadorismo que cerca o carnaval, a Liesa e seus dirigentes. Desde o fax e aquela central de atendimento telefônica para venda de ingressos, passando pela dificuldade encontrada na infraestrutura do Sambódromo, pelo seu som, banheiro, logística e antedimento, pelo péssimo marketing realizado pelas Escolas e chegando nessa má negociação de direitos de transmissão aos desfiles. O amador nos cerca, infelizmente. Está na hora de crescer - e mesmo que ações como esta de não transmitir 4 escolas ao vivo sejam péssimas / a priori encaradas com má vontade, rezo todos os dias para coisas do tipo continuarem acontecendo e o estopim para a mudança de vida no carnaval ser iniciado.

  • Avatar
    17/12/2015 21:13:13Julio Cesar Ribeiro de OliveiraMembro SRZD desde 17/12/2015

    Também acho um absurdo e injusto o corte da transmissão ao vivo de quatro escolas de samba. Porém essa atitude não me surpreende. Já faz muito tempo que sinto falta da transmissão do "esquenta" das escolas de samba, além dos gritos de guerra. Essa parte do desfile já foi cortada da transmissão à muito tempo. Acho que a LIESA, precisa tomar alguma atitude para impedir que isso se confirme. O direito de transmissão poderia ser concedido a outra emissora? O contrato de concessão vigente permite que a emissora de TV faça esse tipo de corte? Alguma coisa precisa ser feita.

  • Avatar
    17/12/2015 20:30:13Dilazir Couto AzevedoMembro SRZD desde 10/06/2014

    infelizmente essa modernidade toda estao acabando com a essencia do verdadeiro carnaval. essa emissora esta fazendo o mesmo com o futebol na qual os clubes se 'RENDERAM'ao poder do dinheiro ao invez de prestigiar seus torcedores. TODO MUNDO GANHA DINHEIRO COM O SAMBA ... MENOS NOS OS SAMBISTAS. ESPERO QUE TODAS AS ESCOLAS SE MOVIMENTEM CONTRA ESSE FATO LAMENTAVEL . NINGUEM VAI VER UM COMPACTO FEITO NAS COXAS EM QUE NAO SE MOSTRA-RA COISA ALGUMA DOS DESFILES . SE NA TRANSMISSAO AO VIVO JA NAO PRESTA ... ESPERO QUE A CUPULA DO CARNAVAL CARIOCA TOMEM ALGUMA PROVIDENCIA, POIS NAO VAI ADIANTAR EM NADA FICAREM REFENS DO DINHEIRO SE NAO TIVEREM OS VERDADEIRO PROTAGONISTAS DA SAPUCAI. OS SAMBISTAS

  • Avatar
    17/12/2015 20:20:40Luciana FerreiraMembro SRZD desde 17/05/2009

    É um absurdo

  • Avatar
    17/12/2015 20:11:08Deise LuciaMembro SRZD desde 07/04/2009

    Isso é um absurdo, além da Liesa a impresa também tem que fazer a nossa voz e volocar a boca no mundo. Vamos todos gritar, vamos a justiça, nós brasileiros queremos vet o desfile na íntegra e não o BBB.

Comentar