SRZD


11/01/2016 01h01

Mocidade faz ensaio digno, mas deixa a desejar na animação e no canto
Redação SRZD

A Mocidade Independente de Padre Miguel parece estar guardando toda sua força e canto para o desfile oficial, quando apresentará o enredo "O Brasil de La Mancha - Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, Sou Quixote Cavaleiro, Pixote Brasileiro", assinado por Alexandre Louzada e Edson Pereira. A verde e branca fechou a segunda noite de ensaios técnicos de 2016, neste domingo, na Sapucaí, deixando a desejar em alguns quesitos.

O esquenta da bateria começou por volta de 22h10, e o ensaio, após alguns pedidos do carro de som para que integrantes da Harmonia fossem até o Setor 1, iniciou por volta de 22h40. Os ritmistas, inclusive, deram show no esquenta e arrancaram aplausos do público. A bateria comandada pelos mestres Dudu e Bereco foi um dos destaques do treino, bem como a Ala de Passistas, que tem George Louzada como coordenador, que distribuiu flores para o público no Setor 1.

- Clique aqui e saiba tudo sobre o Carnaval carioca

Fotos: SRZD - Igor Gonçalves

O vice-presidente da escola, Rodrigo Pacheco, agradeceu a todos os componentes, durante discurso antes do início do ensaio, e pediu garra e força de vontade durante a passagem da agremiação pela Avenida. "Vamos superar todos os obstáculos. Vamos mostrar vibração, garra, pensamento positivo e amor pelo pavilhão", disse.

A rainha de bateria pelo segundo ano consecutivo, Claudia Leitte, causou euforia do público, torcedores e fotógrafos ainda na concentração. Sempre simpática, ela acenou e mandou beijos para o público durante todo o treino, sob o olhar vigilante do marido, que a acompanhou, discreto.

Foto: SRZD - Luana Freitas

A comissão de frente, comandada pela dupla de coreógrafos Jorge Teixeira e Saulo Finelon, fez mistério e não mostrou nada do que será apresentado no desfile oficial. O melhor momento da apresentação se deu quando os integrantes formaram o nome da escola com o próprio corpo. Os componentes vestiam apenas calça preta e blusas da escola, sem fantasias ou acessórios.

Fotos: SRZD - Igor Gonçalves

O primeiro casal de meste-sala e porta-bandeira, formado por Diogo de Jesus e Cristiane Caldas, mostrou muito entrosamento, classe e garra. O destaque fica para o jovem Diogo, que chamou atenção por sua expressividade ao longo do ensaio. Com passos fortes e cortesia, ele conquistou o público, ao lado de sua companheira, que retornou este ano à Mocidade. O segundo casal, Diego e Elaine, também mereceu destaque. Os dois esbanjaram sintonia e simpatia.

Foto: SRZD - Igor Gonçalves

Foto: SRZD - Luana FreitasOutra cantora que atraiu flashes e causou tumulto no ensaio foi Anitta. Pela primeira vez ela vai desfilar no Carnaval e disse que sua história no mundo do samba "está só começando". Parecendo estar à vontade, ela sambou e cumprimentou os torcedores em diversos momentos.

Camila Silva, que foi rainha da verde e branca de Padre Miguel em 2013 e também desfila em São Paulo, também chamou atenção. A morena sambou bem perto da frisa e levou os torcedores ao delírio. Os independentes pareciam sentir falta da musa à frente da Não Existe Mais Quente.

O desfile foi morno e algumas alas não cantaram o samba. Pessoas nas frisas chegaram a comentar que os integrantes não conheciam a letra da obra. O refrão foi bem cantado por quase toda a escola, mas em muitos momentos a animação não se fez presente, embora o intérprete Bruno Ribas tenha mostrado muita potência vocal e vibração.

Foto: SRZD - Igor Gonçalves

Os espaços das alegorias estavam separados por uma fita isolante, com os componentes dentro. Eles desfilaram soltos, sem uma organização certa, nem supervisão.

O público lotou as frisas e ficou até o final para conferir o desempenho da Mocidade. Mas não foi o suficiente para animar os componentes e dar gás à escola, que também teve problemas de Harmonia e Evolução do meio para o final do ensaio.

Foto: SRZD - Igor Gonçalves

 

 

 

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Veja mais sobre:Mocidade

Comentários
  • Avatar
    15/01/2016 16:21:43Thiago SilvaMembro SRZD desde 23/12/2015

    Que vergonha hein Mocidade? Se não abrirem o olho vão brigar pra não cair. Só não vão cair porque cai 1 escola e já sabemos que a Estácio será rebaixada!

  • Avatar
    15/01/2016 10:05:50BanguenseMembro SRZD desde 12/09/2011

    hoje a harmonia da escola é formada por indicados do senhor rr que por sinal nunca ganhou nada no carnaval !! se alg coisa nao deu certo é culpa de quem ?

  • Avatar
    14/01/2016 19:29:31Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    Walter, os problemas da Mocidade, nada têm a ver com o barracão. Aliás, justiça seja feita, o barracão da Mocidade é um dos mais (se não o mais) belo da cidade do samba. As formas, as cores, as resoluções que se vê nas alegorias e adereços são incrivelmente belas e arrojadas e fogem bastante do lugar comum. O que a Mocidade precisa se preocupar é com o segmento interno da escola. Corrigir o grave problema que há anos se repete... muito cacique pra pouco índio. Muita gente querendo mandar e desmandar. Muita insubordinação. A escola precisa parar de dar moral pra quem muito pouco ? ou nada ? contribui para o sucesso da agremiação. Em suma, a Mocidade precisa de um genérico do Laíla que, embora grosso muitas vezes, segura, comanda e determina como proceder cada setor da escola Beija Flor, impondo disciplina em todos eles.

  • Avatar
    12/01/2016 19:05:12walter do santos silvaMembro SRZD desde 20/09/2009

    Olha só que noticia Boaaaaa! Já renovamos com nossos carnavalescos e se o trabalho tivesse ruim isto teria ocorrido? Vamos confiar independentes! Em outro tempo recente estaríamos temerosos. E aí estou animadissimo pra este fez file!

  • Avatar
    12/01/2016 09:56:43walter do santos silvaMembro SRZD desde 20/09/2009

    Outra coisa Arlan, apesar de termos uma nova gestão voltada à reconstruir a Mocidade os contratempos e erros irão aparecer. A Mocidade deve está unida em qualquer Lugar. Nós como amantes da escola que somos Devemos acreditar amiga Marcia. Eu estou aguardando um Grande desfile da Mocidade independente em 2016, e não ocorra o trabalho deve ter continuidade com seriedade e acima de tudo com muita transparência.

  • Avatar
    11/01/2016 19:38:51walter do santos silvaMembro SRZD desde 20/09/2009

    Meus caros (a) Marcia e Arlan Mas só agora as pessoas reconhecem que há problemas sérios depois dos erros gritantes de ontem? Os outros ensaios de rua realizados pela a escola não serviram pra nada? Não foi possível notar estes problemas nestas ocasiões? A crítica precisa urgentemente ser assimilada, e somente assim será possível corrigir os erros. Meus amigos independentes nós estamos machucados feridos porque contemplamos no passado uma Mocidade Gigantesca! Eu particularmente custo acreditar que o problema está somente na direção da escola... São novos tempos e nossa ansiedade de vê a estrela Guia triunfar torna dolorido toda situação que ocorra e que deixa a sensação que nada vai mudar. No passado crítico da escola os carnavalescos que por lá passaram eram os primeiros a criticar a agremiação abertamente, hoje eles enaltecem a nova estrutura da Mocidade. Tudo meus queridos é frutos do trabalho e só o trabalho será capaz de mudar esta situação. Amo a mocidade e acredito até o final. Já houve escolas que fizeram ensaios técnicos horríveis e no dia do desfiles foi campeã. Eu acredito na Mocidade e nossa hora vai chegar.

  • Avatar
    11/01/2016 17:27:56Beija SempreMembro SRZD desde 20/01/2013

    Dizer que o ensaio da Mocidade foi digno é forçassão de barra. Não tem porque tentar disfarçar o que todo mundo viu. A verdade é que a escola esteve irreconhecível em praticamente todo o ensaio. O Bruno Ribas não cantava e, sim, gritava, mostrando que ainda precisa amadurecer bastante pra se tornar um intérprete competente. A bateria que já foi referência, hoje é algo irreconhecível. O samba mais atrapalha que ajuda. É muito veja bem... Os diretores de harmonia da escola mostraram absoluta incompetência. Além de tudo isso, essa insistência da escola em dar espaço às ditas celebridades é totalmente absurda. Pergunto... Na boa... o que Claudia Leite, Anita acrescentam à escola? Em todos os jornais de hoje as primeiras páginas estampavam as duas com absoluto destaque. Citação à escola Mocidade, quase nenhuma, uma ou duas frases, já que os textos se preocuparam em enaltecer as tais beldades. Ou seja, a escola servindo a essas figuras e elas em nada servindo à escola, muito pelo contrário. Muito do destempero do ensaio de ontem se deu exatamente por conta da presença de ambas. O ensaio foi tão ruim que a escola teve que soltar uma nota oficial pra tentar minimizar o estrago e aclamar os independentes. Agora, se alguns independentes não querem ver, se se negam a aceitar, a compreender que por maiores e mais duras que sejam as críticas, elas servem para alertar a escola,servem para pressionar a diretoria no geral para que tais erros crassos sejam corrigidos, aí já não se pode discutir.

  • Avatar
    11/01/2016 16:13:23JORGE FREITASMembro SRZD desde 10/08/2010

    Fui ao ensaio técnico de ontem e fique decepcionado com o que vi. Mocidade parecei uma micareta,bloco de sujo,uma bateria embolando os instrumentos,tinha um senhor ao meu lado e disse. Acabou a bateria da Mocidade,eu como um verde e branco roxo tive que engolir calado porque ele falou a pura verdade.A saída de Paulo Viana não mudou nada,Mocidade é escola de vaidade onde todo mundo manda,concordo com a amiga Márcia,a pior coisa que aconteceu foi a escola sair da Vintém, sua verdadeira casa,vamos rezar e muito!!

  • Avatar
    11/01/2016 15:48:58ARLAN ARGÃ?LOMembro SRZD desde 10/10/2011

    Walter, espero de coração, que essa má fase da Mocidade, gerada ainda na antiga gestão, seja superada até porque, a Mocidade merece voltar a elite das 06 mais do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

  • Avatar
    11/01/2016 15:45:49ARLAN ARGÃ?LOMembro SRZD desde 10/10/2011

    Vendo o vídeo do ensaio técnico deste domingo da Mocidade (10.01.16), uma das falhas de evolução, foi a colocação o 1º casal de MS & PB no meio da escola, o que fez abrir buraco durante a sua apresentação. Fator esse, que fez muitos casais vir na frente da escola, logo após a Comissão de Frente. No mais, a escola estava digna e cantando.

  • Avatar
    11/01/2016 14:35:32MARCIA CRISTINAMembro SRZD desde 10/09/2011

    Caros amigos Arlan e Walter,a Mocidade não tem comunidade desde que Paulo Viana assumiu a escola,comunidade era Vila Vintém, Ponto Chic,Aparatamentos, Realengo, Bangu,voce vai na quadra da Mocidade e parece que voce está em outra escola, sou de uma época em que a Mocidade colocava 8 mil pessoas dentro daquela quadra,isso nos anos 70,80 e 90,o último suspiro nosso foi Renato Lage, depois que ele saiu a Mocidade é um verdadeiro trem desgovernado,Mocidade tem que voltar para sua casa e resgatar sua verdadeira comunidade, principalmente os ritmistas que foram expulsos da escola,desde 2002 que a bateria não tira nota 10 ainda com o saudoso Mestre Coé,esse caras acabaram com a bateria da Mocidade que era nota 10 e não esse papo de não existe mais quente, ela não existe mesmo!!!!Alguém teve vantagem nessa mudança da quadra e colocaram a culpa nos traficantes coisa que sempre existiu, fomos campeões ensaiando ali,no ano passado falaram demais com a vinda de Paulo Barros e não adiantou absolutamente nada,Mocidade tem que voltar para sua casa e resgatar seus verdadeiros componentes que tem história na escola e não dar valor a Claudias e Anitas da vida!!!

  • Avatar
    11/01/2016 11:40:39Guilherme MachadoMembro SRZD desde 13/03/2010

    O ensaio da Mocidade não foi tão digno assim, infelizmente. Um imenso buraco durante a apresentação do MS e PB, integrantes cantando apenas os refrões, muita gente que pouco ajuda a escola outorgando-se comandantes da escola por pura vaidade. Sou um apaixonado pela Mocidade há quase 20 anos. Mas se as coisas continuarem assim, amargaremos mais um ano fora das Campeãs.

  • Avatar
    11/01/2016 10:26:18walter do santos silvaMembro SRZD desde 20/09/2009

    Eu assisti o ensaio técnico por este site e gostaria de perguntar pra que serve um ensaio técnico se não pra corrigir o que está errado? Engraçado que outros comentaristas deste mesmo veículo enalteceram o tema escolhido pela Mocidade, mas alguns só criticam. Uma crítica equilibrada serve para o crescimento da escola se ela assimilar o protesto. Agora o que fizeram ontem não serve pra nada. Chega ser incoerente. Acessei o site para vê os destaques da minha agremiação e lá está que a Mocidade fez um ensaio digno com ressalva ao canto e animação de seus componentes. Eu estou ficando louco? Me responda pra que serve ensaio técnico amigos do SRZD?

  • Avatar
    11/01/2016 10:10:27walter do santos silvaMembro SRZD desde 20/09/2009

    Acredito Alan, que este era um dos fatores da péssima relação com o antigo presidente que contribuiu e muito pra esta relação ruim. Qto ao comentário do da nossa amiga referente ao samba da MOCIDADE, respeito mas não serve para nada. Nem como crítica deve ser considerado. O mais importante é que esta comunidade gigantesca está ao lado de sua agremiação querendo dias melhores e o trabalho aplicado pela nova direção em breve mostrará o resultado. Primeiro planta e depois colhe. Aí os covardes que criticam no embalo da modinha sumirão. Detalhe: tem muito samba que não são bons de agremiações de ponta, mas elas são poupadas. Eu respeito todas elas porque antes demais nada amo o carnaval. Na ordem. Imperatriz, Portela, Vila Isabel (gosto muito do samba da vila). Os demais servirão aos desfiles de suas agremiações como o da mocidade.

  • Avatar
    11/01/2016 08:46:10MARCIA CRISTINAMembro SRZD desde 10/09/2011

    O samba da Mocidade é fraquíssimo, se fosse Vander Pires cantando talvez ficaria melhor e olha que são 9 autores que fizeram esse samba,muito fraco!!

Comentar