SRZD


07/02/2016 06h41

Carnaval de Porto Alegre: Escolas dão show na abertura dos desfiles
Édy Dutra*

Os desfiles oficiais do Carnaval de Porto Alegre começaram na noite desta sexta-feira, 5, no Complexo Cultural do Porto Seco, zona norte da cidade. Para o Carnaval de 2016, a LIESPA (Liga Independente das Escolas de Samba de Porto Alegre) reorganizaram a disputa da cidade, reunindo na mesma noite, escolas do Grupão (grupo único de Acesso) e do Especial.

Carnaval de Porto Alegre. Foto: Nílveo Pereira Christiano/Camarote Cultural

Após o desfile de duas escolas convidadas, Mocidade Independente da Lomba do Pinheiro e Filhos da Candinha - escolas que buscam vaga para voltar a competir nos desfiles - a disputa começou na passarela.

Abrindo o Carnaval desfilando pelo Grupão, a Fidalgos e Aristocratas levou para a Avenida o enredo em homenagem à líder comunitária Marli Medeiros, vencedora de diversos prêmios pelos seus trabalhos sociais em comunidades de Porto Alegre. A escola, com mais de 50 anos de tradição, desfilou animada e mostrou destaques bem fantasiados em seu desfile. 

A segunda escola a desfilar pelo Grupão foi a Academia de Samba Puro, vice-campeã do grupo A em 2015. Cantando sua história e personalidades marcantes da escola, a Samba Puro levou muito samba no pé e alegria para a passarela. Destaque para a bateria Cadência do Morro, que no último carnaval levou todos os prêmios da crítica carnavalesca, inclusive o estandarte de ouro. 

A Copacabana foi a terceira escola do Grupão a pisar na avenida, homenageando o ex-rei momo do carnaval de Porto Alegre, Fábio Verçoza. A Copacabana, que em 2015 foi rebaixada do Grupo Especial, voltou ao Acesso disposta a retomar os bons desfiles. O homenageado desfilou no chão da escola, interagindo com o público e arrancando aplausos na avenida.

Encerrando os desfiles do Grupão na primeira noite, a verde e rosa Academia de Samba Praiana entrou na avenida cantando a vida do deputado Paulo Ferreira, um dos incentivadores do carnaval de Porto Alegre dos últimos anos. A Praiana levou belas mulheres para a avenida e muito brilho em suas fantasias. O homenageado desfilou no último carro da escola, junto da família e amigos.

Encerrados os desfiles do Grupão, foi a vez das escolas do Grupo Especial mostrarem seu trabalho na Avenida. Abrindo as disputas da elite, a Unidos do Capão levou para a Avenida o enredo falando sobre a medicina. A escola, campeã do Acesso em 2015, trouxe carros grandiosos e componentes muito bem vestidos. O tigre, símbolo da escola, veio imponente no abre-alas. 

Carnaval de Porto Alegre. Foto: Nílveo Pereira Christiano/Camarote Cultural

A segunda escola do Especial a desfilar foi a Imperatriz Dona Leopoldina. Homenageando os cantores João Nogueira e Diogo Nogueira, a laranja e preto levantou o sambódromo com a bateria Laranja Mecânica. O samba da escola ecoou pelo sambódromo, sendo o mais cantado da noite. O cantor Diogo Nogueira se fez presente, desfilando junto dos ritmistas da escola, além de sua esposa, Milena Nogueira, que desfilou como rainha da bateria.

Encerrando a primeira noite de desfiles e também a primeira etapa do Grupo Especial, a Acadêmicos de Gravataí saiu da Avenida disposta a voltar na noite das campeãs. Cantando a reserva do Taim, uma das mais importantes reservas naturais do Rio Grande do Sul, a escola trouxe alegorias imponentes e fantasias ricas. Querendo apagar o nono lugar que conquistou em 2015, a vermelho, preto e branco mostrou um desfile competente e com muito brilho.

Carnaval de Porto Alegre. Foto: Nílveo Pereira Christiano/Camarote Cultural

Na noite deste sábado, as demais 7 escolas do Grupo Especial na seguinte ordem: Bambas da Orgia, Estado Maior da Restinga, Embaixadores do Ritmo, Império da Zona Norte, Unidos de Vila Isabel, União da Vila do IAPI e Imperadores do Samba.

*Fonte: Camarote Cultural, em colaboração voluntária ao SRZD


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.