SRZD


25/02/2016 10h05

Prêmio SRZD-Carnaval: Saulo Finelon, da Mocidade, comemora título de melhor comissão de frente
Rodrigo Trindade

A Mocidade Independente de Padre Miguel levou para a Marquês de Sapucaí um enredo com olhar crítico, através do tema "O Brasil de La Mancha - Sou Miguel, Padre Miguel. Sou Cervantes, Sou Quixote Cavaleiro, Pixote Brasileiro". A parte plástica teve a supervisão dos carnavalescos Alexandre Louzada e Edson Pereira.

- Clique aqui e confira tudo sobre o Prêmio SRZD-Carnaval 2016

A comissão de frente, um dos grandes destaques do desfile, ficou sob a responsabilidade da dupla de coreógrafos Saulo Finelon e Jorge Teixeira: a bonita apresentação rendeu o Prêmio SRZD-Carnaval 2016 de melhor desta categoria pelo Grupo Especial.

Foto: SRZD - Igor Gonçalves

Em entrevista ao SRZD, Saulo falou da sensação em ter um trabalho reconhecido: "Independente de ser uma competição, somos artistas e criadores. Estamos muito satisfeitos, pois era um desafio falar de um clássico de Miguel de Cervantes misturando com o Brasil atual. O resultado foi o visto na Avenida. Tivemos cuidado com todos os detalhes, que vai do figurino até o efeito, passando pelo elenco, pelo uso do elemento alegórico (tripé). Depois de todo esse trabalho, receber o reconhecimento é de muita satisfação".

Foto: SRZD - Igor Gonçalves

O coreógrafo também contou sobre os desafios que enfrenta antes de fazer o espetáculo na Marquês de Sapucaí: "Tivemos vários desafios, mas conseguimos vencer todos. Por exemplo, a logística do tripé que tinha uma transformação e tínhamos que estar em perfeita sintonia; a movimentação do cavalo também deu trabalho. Foram meses de ensaio até chegar ao material certo para que ele se aproximasse de um animal de verdade. Outro grande desafio foi retratar a corrupção. Por isso foram bonecos invisíveis (sem face) e o público de casa pôde dar nome a cada um deles. A grande mensagem foi a seguinte: a corrupção não tem cara; pode ser em pequenos e grandes atos", explicou.

Ao finalizar bate-papo com o SRZD-Carnaval, Saulo dedicou o prêmio a pessoas que julga especiais: "Quero dedicar essa premiação ao nosso patrono Rogério de Andrade, que acreditou no nosso projeto, e também à toda a equipe envolvida. Foi algo grande e que envolveu muitas pessoas", comemorou o artista.

Foto: SRZD - Igor Gonçalves

Veja também:

- Prêmio SRZD-Carnaval: Última oportunidade para curtir a festa

- Prêmio SRZD-Carnaval: União de Jacarepaguá é considerada a melhor da Série B e carnavalesco comemora

- Prêmio SRZD-Carnaval: Phelipe e Dandara, casal da Vila, comemoram e dizem: 'Estaremos lá na festa'

- Prêmio SRZD-Carnaval 2016: coreógrafo da Porto da Pedra comemora reconhecimento

- Samir Trindade sobre Prêmio SRZD-Carnaval: 'É um orgulho muito grande'

- Tiganá sobre Prêmio SRZD-Carnaval: 'Esforço levou a este reconhecimento'

- Carlinhos Salgueiro agradece pelo Prêmio SRZD-Carnaval 2016

- Prêmio SRZD-Carnaval: 'Estaremos lá', diz presidente da ala das baianas do Salgueiro

- Prêmio SRZD-Carnaval: Mestre Léo agradece reconhecimento

- Mestre Rodney sobre Prêmio SRZD-Carnaval: 'Minha equipe está muito feliz'

- Prêmio SRZD-Carnaval: Falcon agradece conquista em nome da 'família portelense'

- Prêmio SRZD-Carnaval: Igor Sorriso dá o recado

- Clique aqui e leia tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    03/03/2016 17:11:19Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Reproduzo meu comentário em outro site sobre a saída do diretor Musical da Mocidade Independente (MI), José Mauro Mendes, que declarou: ´É muito triste ser comandado por quem não é do ramo´. Embora a comunidade da MI seja um celeiro de sambistas-bambas que se tornam bons dirigentes. Tal saída não é um problema ocasional. A MI deixou de ser competitiva, não disputa título sequer volta no desfile das campeãs desde 2003. O que se espera é que a comunidade se conscientize do que afirmou tal ex-diretor. Cuja saída ocorre quando o núcleo duro da direção da MI fazia a propaganda que a agremiação se encontrava em uma fase de estruturação e modernidade. O agravante nisso é que a comunidade não mostra estar se conscientizando em relação à verdadeira causa do problema. Assim como é equivocada e incoerente a citada propaganda. É retrógado, mero saudosismo avocar a origem familiar do presidente de ´honra´. O qual excetuando o fato de ser contraventor penal do jogo do bicho e ou/de outras criminalidades, não tem nada a ver com o tio. Que se tornou uma lenda devido ter sido um advogado & contraventor penal do jogo de bicho que se infiltrou no mundo do samba onde foi vitorioso na MI, depois de ter sido um dos líderes fundadores da LIESA. A comunidade tem que se conscientizar, libertar-se da exploração que sofre. A mesma sofrida por comunidades-bases de coirmãs, ainda que a madrinha da MI tenha se tornado a mais vitoriosa exatamente a partir da fundação da LIESA. Afinal, o que disse o ex-diretor da MI pode ser o alvorecer da sentida conscientização por parte da comunidade. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    03/03/2016 17:11:18Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Reproduzo meu comentário em outro site sobre a saída do diretor Musical da Mocidade Independente (MI), José Mauro Mendes, que declarou: ´É muito triste ser comandado por quem não é do ramo´. Embora a comunidade da MI seja um celeiro de sambistas-bambas que se tornam bons dirigentes. Tal saída não é um problema ocasional. A MI deixou de ser competitiva, não disputa título sequer volta no desfile das campeãs desde 2003. O que se espera é que a comunidade se conscientize do que afirmou tal ex-diretor. Cuja saída ocorre quando o núcleo duro da direção da MI fazia a propaganda que a agremiação se encontrava em uma fase de estruturação e modernidade. O agravante nisso é que a comunidade não mostra estar se conscientizando em relação à verdadeira causa do problema. Assim como é equivocada e incoerente a citada propaganda. É retrógado, mero saudosismo avocar a origem familiar do presidente de ´honra´. O qual excetuando o fato de ser contraventor penal do jogo do bicho e ou/de outras criminalidades, não tem nada a ver com o tio. Que se tornou uma lenda devido ter sido um advogado & contraventor penal do jogo de bicho que se infiltrou no mundo do samba onde foi vitorioso na MI, depois de ter sido um dos líderes fundadores da LIESA. A comunidade tem que se conscientizar, libertar-se da exploração que sofre. A mesma sofrida por comunidades-bases de coirmãs, ainda que a madrinha da MI tenha se tornado a mais vitoriosa exatamente a partir da fundação da LIESA. Afinal, o que disse o ex-diretor da MI pode ser o alvorecer da sentida conscientização por parte da comunidade. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    03/03/2016 17:09:59Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Oswaldo Fernandes Filho, parceiro, veja se você quando tentou postar comentário aqui, fez o seguinte. Utilizou palavra que possa ser considerada ofensiva, link de outro site ou mesmo redigiu o comentário tendo entre parenteses numerais indicativos de data ou ano separado por hífem. Isso está programado pelo que se chamava de ´moderador´ para ser bloqueado. Isso ocorreu comigo algumas vezes, até que eu sacasse essa dica que estou dando. O que pode ter ocorrido com você, quando chama e o que, de fato, constituiria a nefasta censura. A Cesar o que é de Cesar, a Deus o que é Dele. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    03/03/2016 16:28:54ClaudioMembro SRZD desde 22/05/2013

    É lamentável que essa Comissão de Frente tenha sido a escolhida pelo troféu diante de tantos trabalhos que nos deixaram boquiabertos. O tiro-no-pé foi retratar a corrupção. É claro que a imagem é tendenciosa e principalmente leva ao pré-julgamento. Deixou bem claro que; ou e escola vive a alienação politica no país, onde apenas um partido é culpado por todas as mazelas desse 500 e poucos anos, ou tenta expressar sua opinião sem a democratica visão periférica que o assunto deve tomar. Péssima imagem. Não acrescenta nada. Não instrui nem leva a reflexão.

  • Avatar
    26/02/2016 11:56:56Oswaldo Fernandes FilhoMembro SRZD desde 09/04/2009

    Falo Besteira não Eduardo, ele foi Demitido, pode pesquisar que vai ver. Só se foi Readimitido.Foi Demitido em 18/11/2015, pode pesquisar que vai ver. Antes de partir para a defesa do Cara dê uma pesquisada OK. Colei o Link aqui , mas eles não permitem, pesquise pelo nome e verá.

  • Avatar
    26/02/2016 07:41:40Oswaldo Fernandes FilhoMembro SRZD desde 09/04/2009

    Censura por aqui. Só porque falei a Verdade , o Dono do Site quer agradar a Globosta e voltar pra Globonews.

Comentar