SRZD


25/02/2016 19h48

Estácio: 'Fizemos um desfile corajoso. O próprio Castanheira nos parabenizou', diz Spinosa
Rodrigo Trindade

Mesmo com um desfile considerado digno e com plástica inquestionável, em homenagem a São Jorge, a Estácio de Sá não conseguiu permanecer no Grupo Especial. A escola ainda acerta os detalhes de sua equipe para o Carnaval de 2017. O SRZD conversou com os carnavalescos Chico Spinosa e Tarcísio Zanon para saber a opinião deles sobre a última apresentação e aproveitou para perguntar se ambos permanecem na vermelha e branca para o ano que vem.

- Clique e leia reportagem sobre o desfile da Estácio de Sá

A Estácio abriu o Carnaval do Rio, conforme acontece com todas as agremiações que sobem para a elite. Ao longo de 2015, ela rendeu boas expectativas por parte da crítica carnavalesca, inclusive por ter um dos barracões de alegorias mais adiantados. Chico Spinosa analisou a passagem de sua escola na Marquês de Sapucaí:

"Achei um desfile corajoso, maravilhoso. Fiquei com muito orgulho em colocar tudo aquilo na Avenida da forma que planejei, sem correria, sem estresse. Fomos bem arrumados para o desfile. Outro fato importante a se dizer é que também fomos corajosos em abrir o Carnaval do Grupo Especial de uma forma tão digna, tão bonita. Nada deu errado, tudo funcionou".

'Tive a impressão de que a Estácio não foi julgada', acredita Spinosa

O artista também aproveitou a oportunidade para fazer alguns questionamentos sobre as notas atribuídas à Estácio: "Apesar da escola fazer um bom desfile, eu tive a impressão de que ela não foi julgada. O próprio Jorge Castanheira (presidente da Liesa) nos elogiou, nos parabenizou pelo lindo desfile. Só que a visão dos jurados foi outra. Onde eles estavam enquanto a Estácio desfilava? Todos viram a beleza de nosso desfile, menos os jurados. Queria saber: onde nós erramos? Isso é um problema muito sério. O julgamento deveria ser igual para todas as escolas", disse.

Chico Spinosa. Foto: SRZD-Rodrigo Trindade

Quanto à Estácio ser a primeira escola, Chico também opinou: "Eu não entendo essa obrigatoriedade das escolas que sobem para o Grupo Especial terem que abrir os desfiles no domingo. Isso é ruim. Só dificulta. Deveria haver um outro modelo para que as escolas que abrem não sejam prejudicadas assim, com notas tão baixas", destacou ao SRZD-Carnaval.

Chico Spinosa ainda vai acertar com presidente se fica ou não

Quando perguntado pelo SRZD se ficará na Estácio de Sá, o carnavalesco Chico Spinosa comentou que ainda acerta alguns detalhes com o presidente Leziário Nascimento. Chico afirmou que, apesar do rebaixamento, ficou satisfeito com as atividades e com a equipe, mas revelou que pediu à diretoria da vermelha e branca para, caso fique na escola, tenha a liberdade de trazer pessoas que já trabalham com ele em outros empreendimentos.

"Gostaria muito de ter minha equipe presente na Estácio. Conversei com Leziário e já temos algumas possibilidades de enredo, mas é algo que ainda estou acertando. Eu também tenho um compromisso com uma emissora de televisão, devido a meu contrato como comentarista de Carnaval. Consultei a empresa sobre a possibilidade de eu ser carnavalesco de uma escola da Série A, pois eu comento os desfiles deste grupo. Por isso, ainda não tenho uma resposta definitiva se fico ou não na Estácio. Tudo vai ser decidido nas próximas semanas", afirmou.

Tarcísio Zanon está confirmado para a equipe de 2017

O jovem Tarcísio Zanon, que irá para o quarto Carnaval junto com a Estácio de Sá, teve seu contrato renovado. Ele também analisou o desfile da agremiação e comemorou sua permanência:

Tarcísio Zanon. Foto: SRZD-Rodrigo Trindade

"Minha permanência está certa. O presidente já havia manifestado essa vontade. O último desfile foi um trabalho bem executado, bem pensado, um trabalho de equipe. Acreditamos, sim, que a Estácio merecia permanecer no Grupo Especial, pois passamos muito bem, passamos com dignidade. Saímos do acesso e fizemos um desfile no especial sem patrocínio, mas mesmo assim, bastante competitivo", ressaltou em conversa com o SRZD-Carnaval.

O carnavalesco Amauri Santos, campeão de 2015 junto com Tarcísio Zanon, trazendo a Estácio para o Grupo Especial, também fez parte da equipe no último desfile. Não há informações, porém, se ele continuará para o Carnaval de 2017.

- Clique aqui e leia tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    28/02/2016 11:50:07Carlos M. SoaresMembro SRZD desde 16/08/2011

    Tarcísio é um ótimo desenhista! E só!! Ou alguém esqueceu as fantasias deja vu e de gosto duvidoso que a Estacio apresentou quando ganhou? Todos os desfiles anteriores eram muito mais artísticos! Outra: Chico Spinoza já deu, né? Tá ótimo em São Paulo. Aqui é só mais do mesmo. A plástica que a escola mostrou não mostrava equilíbrio o bom gosto. Apenas o que poderia ser visto num desfile qualquer dos anos 2000. Ter sido um dos melhores desfiles de escolas que subiram que ocorreu nos últimos anos deve-se apenas à garra dos estacianos. Aí, para acabar de ratificar seu retorno ao acesso, a presidência renova com os dois. Ou seja: só veio pro Especial pra usar um banheiro da CDS e escrever Estácio esteve aqui"! Tal qual Viradouro! Insistem em gente ultrapassada e artistas fake.

  • Avatar
    27/02/2016 20:05:36domingos lopezMembro SRZD desde 11/06/2009

    Ao Tarcisio Zanon é outra potência.... você é o futuro continue buscando o que acha em seu Eu artístico o que é melhor para o carnaval carioca....Parabéns!

  • Avatar
    27/02/2016 19:56:36domingos lopezMembro SRZD desde 11/06/2009

    Ao Tarcisio Zanon é outra potência.... você é o futuro continue buscando o que acha em seu Eu artístico o que é melhor para o carnaval carioca....Parabéns!

  • Avatar
    27/02/2016 19:53:19domingos lopezMembro SRZD desde 11/06/2009

    Parabéns decana Escola de Samba do Rio e do Brasil....Parabéns grande carnavalesco Chico Spinosa você é demais continua um artista do carnaval limpo criativo e glamoroso naquilo que faz com muita propriedade nos seus enredos desenvolvidos e pedagogicamente bem explicado.....não se sinta perdedor você é grande na Alma e com carnavalesco!

  • Avatar
    27/02/2016 12:32:41Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Estarrece a falta de consciência crítica do bom carnavalesco Chico Spinoza: ´O próprio presidente da LIESA, Castanheira parabenizou (sic) o desfile corajoso da Estácio´. Embora no livro Literatura e Revolução, Trotsky (1879 a 1940) tenha ensinado: ´O compromisso de poetas e artistas inclusos sambistas não é com o politicamente correto, mas sim produzir obras de excelência na qualidade´. Quem escolhe os julgadores é o presidente da LIESA. O qual em 2016 perpetuou-se enquanto membro-vitalício do Conselho de Grandes ´Beneméritos´ (CGB) cuja razão de existência é indicar para os julgadores a campeã e a rebaixada. Assim, para iludir a rebaixada Estácio, o seu ex patrono e o seu ex presidente respectivamente o cappo-contraventor penal do jogo de bicho e outras criminalidades Carlinhos Maracanã e Marcos Aurélio Fernandes também se tornaram membros do CGB mais o presidente Chiquinho da Mangueira e os cappos que são ´beneméritos´, patronos e ou/presidente de ´honra´ nesta ordem da Vila Isabel Capitão Guimarães, da Imperatriz Luizinho Drumond, da Grande Rio Jaider Soares e da Beija Flor (BF) Anísio Abrahão David. Uma vez que a LIESA conta com presidência, vice, diretoria executiva mais Conselhos Deliberativo e Fiscal a única explicação para a existência do CGB é a de indicar para os julgadores a campeã e a rebaixada. De 2012 a 2014 Anísio esteve adoentado e ausente do CGB. Por isso o presidente da Unidos da Tijuca e do Conselho Deliberativo da LIESA Fernando Horta ocupou a vaga dele, conquistou os títulos 2012/4 e ultrapassou a BF na liderança do ranking da LIESA. Daí os imbróglios da denúncia do diretor da BF mestre Laíla e da reação de Horta em processá-lo judicialmente. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    27/02/2016 12:32:41Almir Da Silva LimaMembro SRZD desde 21/11/2014

    Estarrece a falta de consciência crítica do bom carnavalesco Chico Spinoza: ´O próprio presidente da LIESA, Castanheira parabenizou (sic) o desfile corajoso da Estácio´. Embora no livro Literatura e Revolução, Trotsky (1879 a 1940) tenha ensinado: ´O compromisso de poetas e artistas inclusos sambistas não é com o politicamente correto, mas sim produzir obras de excelência na qualidade´. Quem escolhe os julgadores é o presidente da LIESA. O qual em 2016 perpetuou-se enquanto membro-vitalício do Conselho de Grandes ´Beneméritos´ (CGB) cuja razão de existência é indicar para os julgadores a campeã e a rebaixada. Assim, para iludir a rebaixada Estácio, o seu ex patrono e o seu ex presidente respectivamente o cappo-contraventor penal do jogo de bicho e outras criminalidades Carlinhos Maracanã e Marcos Aurélio Fernandes também se tornaram membros do CGB mais o presidente Chiquinho da Mangueira e os cappos que são ´beneméritos´, patronos e ou/presidente de ´honra´ nesta ordem da Vila Isabel Capitão Guimarães, da Imperatriz Luizinho Drumond, da Grande Rio Jaider Soares e da Beija Flor (BF) Anísio Abrahão David. Uma vez que a LIESA conta com presidência, vice, diretoria executiva mais Conselhos Deliberativo e Fiscal a única explicação para a existência do CGB é a de indicar para os julgadores a campeã e a rebaixada. De 2012 a 2014 Anísio esteve adoentado e ausente do CGB. Por isso o presidente da Unidos da Tijuca e do Conselho Deliberativo da LIESA Fernando Horta ocupou a vaga dele, conquistou os títulos 2012/4 e ultrapassou a BF na liderança do ranking da LIESA. Daí os imbróglios da denúncia do diretor da BF mestre Laíla e da reação de Horta em processá-lo judicialmente. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Comentar