SRZD


13/03/2016 15h10

ABI mostra preocupação com jornalistas: 'Esperamos que tenham absoluta liberdade'
Redação SRZD*

A Associação Brasileira de Imprensa (ABI), depois do aumento das agressões contra jornalistas e órgãos de comunicação no qual trabalham, divulgou nota neste sábado (12), manifestando preocupação com o agravamento das hostilidades contra jornalistas e veículos de comunicação neste momento "particularmente delicado da vida do país".

"A espiral de violência que prosperou ao longo do ano passado estimulou recentemente inaceitáveis episódios de intolerância política com graves ameaças à liberdade de imprensa e à própria democracia", diz a nota.

A ABI solidariza-se com todas as vítimas desse "inaceitável processo de intimidação" e apoia a iniciativa da Associação Nacional de Jornais (ANJ), a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), a Associação Nacional de Editores de Revistas (Anaer), a Associação Brasileira de Rádio e Televisão (Abraer) em advertir as autoridades e alertar a opinião pública sobre as consequências imprevisíveis que novos atos dessa natureza produzirão sobre as garantias fundamentais.

Foto: Agência Brasil

"Esperamos que as manifestações previstas para os próximos dias ocorram de forma pacífica e que todos os profissionais de imprensa designados para a cobertura tenham absoluta liberdade em seu trabalho de levar a informação a toda a sociedade brasileira", diz a nota.

O documento é assinado pelo presidente da entidade, Domingos Meirelles, e diz ainda que não se pode tolerar que o Brasil repita em 2016 o "deplorável desempenho" do ano passado, quando a organização Repórteres Sem Fronteiras classificou o Brasil como o quinto país mais perigoso do mundo para o exercício da atividade jornalística. "Performance que ofende os valores de uma nação civilizada e cobre de vergonha a todos nós".

- Veja fotos das manifestações deste domingo

*Fonte: Agência Brasil

Curta a página do SRZD no Facebook:



Comentários
  • Avatar
    14/03/2016 14:18:06ARMANDOAnônimo

    Se Aécio, Alckmin, lideranças religiosas e militaristas foram expulsos da Apoteose sofisticada no centro de SAMPA e das migrações das zonas de privilégio das classes burguesas e afins, só se explica essa manifestação sofisticada como sendo apoiada pela FIESP (QUÁ-QUÁ-OFFSHORE) e pelo HABBI's com apoio logístico, flagrante, do governo estadual e jornalístico da GLOLPISTA. Logo, quem pede impeachment não é o povo, mas, quem manipula as massas. A Apoteose é dos sonegadores offshore! O impeachment é para blindagem patrimonial! O POVO foi pra Lollapalooza!

  • Avatar
    14/03/2016 07:20:56AntonioAnônimo

    Vocês jornalistas que não trabalham de acordo com a justiça e a verdade igual para todos? Vivem falando mentira, apoiando determinados grupos, e prejudicando pessoas honestas, então aguentem seus miseráveis. O povo não aguenta mais jornalistas e imprensa mentirosos, que defendem seus interesses e coloca fogo no país. Veja a Globo recentemente, como mentiu a respsito do Lula. Wilian Bonner seu mentiroso.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.