SRZD


17/03/2016 10h05

Unidos de Padre Miguel: 'O enredo de 2017 é um presente aos 60 anos da escola', diz carnavalesco
Rodrigo Trindade

A Unidos de Padre Miguel vem batendo na trave há dois anos consecutivos: conquistou o vice-campeonato em 2015 e em 2016. Nos mesmos anos, arrebatou o Prêmio SRZD-Carnaval de melhor escola da Série A. A parte plástica está sob comando do carnavalesco Edson Pereira, que em bate-papo com o SRZD, falou que está feliz: será seu quinto Carnaval pela vermelha e branca.

- Pixulé: 'Minha vida agora é só felicidade', comemora novo cantor da U. de Padre Miguel

Unidos de Padre Miguel. Foto: SRZD - Igor Gonçalves

Foto: SRZDEdson comentou que o enredo de 2017, "Ossain - O Poder da Cura", é um presente aos membros da UPM, pelos 60 anos da agremiação. De acordo com a crença das religiões africanas, Ossain é o orixá das folhas sagradas, que levariam à cura, através de suas propriedades medicinais.

"Quero dar esse presente à escola. Gosto de fazer enredos que sejam distintos de um ano para o outro. Há quatro anos, fiz um enredo de temática afro. Percebi que a escola gostou muito. Chegou a hora de, novamente, fazer mais um lindo desfile, desta vez, homenageando Ossain. Vai ser meu presente pelos 60 anos da Unidos", comemorou o artista. Confira a entrevista completa:

SRZD-Carnaval: Qual a importância de resgatar Carnavais de temática afro na Unidos?

Edson: O enredo tem uma abrangência muito grande e é um resgate dos Carnavais afros da Unidos de Padre Miguel. Fiz alguns enredos nesta linha. O último foi em 2013 ("O Reencontro entre o céu e a terra no Reino de Alá Àfin Oyó"). A comunidade gostou muito. Foi um lindo desfile. No ano em que a escola completa 60 anos, quero dar esse presente. Será mais um enredo autoral.

SRZD-Carnaval: O que representa Ossain para os que creem na divindade?

Edson: Ossain é uma divindade africana a qual a gente cultua através das ervas. Na verdade, Ossain é quem determina, por exemplo, o poder de cada erva nos cultos africanos. Por um lado, a ciência busca cura através dos remédios, das pesquisas científicas. Por outro lado, as pessoas buscam a cura através da fé. Ossain se vê representado através disso.

SRZD-Carnaval: Quais são os desafios de elaborar um enredo nesta temática, diferente dos últimos três anos?

Edson: Eu tenho a tradição de usar materiais inusitados como por exemplo, o bagaço de cana, e vários outros materiais alternativos. O enredo sobre Ossain muda um pouco o que fiz nos últimos anos. Mas se engana quem acha que o desfile será carregado. Topei o desafio de fazer uma África limpa, que não seja entulhada de material. Também não será um Carnaval totalmente verde. Vou usar o vermelho da escola e materiais que estarão dentro de uma concepção muito clara. O verde estará presente em alguns setores, mas não vai ser predominante.

SRZD-Carnaval: Ainda sobre o Carnaval 2017, como estão as atividades?

Edson: Já divulgamos o enredo e a logomarca. Ainda estou fazendo a sinopse com carinho, devagar. Até final de março ou no máximo meado de abril, divulgaremos. Entregar muito cedo gera especulações negativas. Por isso prefiro trabalhar com mais carinho e cuidado. Também já estou pensando até na festa de protótipos. Tudo está caminhando no tempo certo. Vai ser mais um lindo desfile.

SRZD-Carnaval: O que pode ter faltado à Unidos no último desfile para ser campeã?

Edson: A Unidos errou em algumas coisas como todas as escolas erram. Ninguém foi perfeita, mas acredito que falta um pouco de um olhar mais compreensivo para as escolas da Série A. Nem todas ganham estrutura para fazer o Carnaval de forma adequada. A Unidos e a Cubango, por exemplo, têm seus barracões lá na Avenida Brasil, longe da Marquês de Sapucaí. Mesmo assim, chegam inteiras na Avenida, fazem belíssimos Carnavais. Acho que isso tem que ser olhado com carinho. A história das escolas é outro aspecto, deve ser valorizada e respeitada.

SRZD-Carnaval: Sobre o carnavalesco Edson Pereira, que tipo de trabalho ele tenta imprimir?

Edson: Faço Carnaval de coração e isso geralmente faz efeito. Uso sentimento, tento passar sentimento para cada ala, cada alegoria. Não tenho o hábito de apenas cumprir as atividades. Coloco muita emoção nas coisas. Acho que esse é o caminho certo.

SRZD-Carnaval: Quanto aos membros, você percebe na quadra da escola a vontade de vencer?

Edson: A comunidade da Unidos não tem medo de fazer Carnaval, é forte, guerreira, quer fazer Carnaval para vencer. A escola ficou esquecida por um tempo. Quando fiz meu primeiro trabalho lá, ela ainda estava no Grupo de Acesso D. Hoje é uma escola que incomoda, que tem reconhecimento. Ela merece o melhor, ainda mais pelos seus 60 anos de vida.

Imagem: Divulgação

- Clique aqui e saiba tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    24/03/2016 16:17:21Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Embora a escola de samba Inocentes de Belford Roxo (IBR) tenha apresentado e sido campeã no então grupo B do Carnaval Carioca 2008 com o enredo ´Ewe, a cura vem da floresta´ criado e desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé. Não é reedição o enredo ´Ossain, o poder da cura´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira para o Carnaval 2017 da Unidos de Padre Miguel (UPM) no grupo de acesso/Série A. De acordo com o carnavalesco Edson Pereira, a sinopse do enredo ´Ossain, o poder da cura´ deverá ser apresentada à imprensa até meados de abril. No entanto, além de ser diferentes os títulos dos dois citados enredos, mesmo que que a temática a cura através das ervas florais seja a mesma. O regulamento dos desfiles carnavalescos das escolas de samba em todos grupos e ou séries define que o quesito enredo é o desenvolvimento de tema, conceito e ou/ideia nos quais tem que ser mantido um equilíbrio a partir da concepção até a realização. Isto é até a apresentação do desfile carnavalesco em si por parte da agremiação, quando o quesito enredo junto com outros serão avaliados pelos julgadores. O que significa dizer, quando a sinopse do enredo 2017 da UPM intitulado ´Ossain, o poder da cura´ for apresentado saber-se-á o seguinte. Em relação ao enredo 2008 da IBR intitulado ´Ewe, a cura vem da floresta´ se são ou não também diferentes viés artístico-cultural e fio condutor no enfoque da temática a cura através das ervas florais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

  • Avatar
    24/03/2016 16:17:21Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Embora a escola de samba Inocentes de Belford Roxo (IBR) tenha apresentado e sido campeã no então grupo B do Carnaval Carioca 2008 com o enredo ´Ewe, a cura vem da floresta´ criado e desenvolvido pelo carnavalesco Jorge Caribé. Não é reedição o enredo ´Ossain, o poder da cura´ que será desenvolvido pelo carnavalesco Edson Pereira para o Carnaval 2017 da Unidos de Padre Miguel (UPM) no grupo de acesso/Série A. De acordo com o carnavalesco Edson Pereira, a sinopse do enredo ´Ossain, o poder da cura´ deverá ser apresentada à imprensa até meados de abril. No entanto, além de ser diferentes os títulos dos dois citados enredos, mesmo que que a temática a cura através das ervas florais seja a mesma. O regulamento dos desfiles carnavalescos das escolas de samba em todos grupos e ou séries define que o quesito enredo é o desenvolvimento de tema, conceito e ou/ideia nos quais tem que ser mantido um equilíbrio a partir da concepção até a realização. Isto é até a apresentação do desfile carnavalesco em si por parte da agremiação, quando o quesito enredo junto com outros serão avaliados pelos julgadores. O que significa dizer, quando a sinopse do enredo 2017 da UPM intitulado ´Ossain, o poder da cura´ for apresentado saber-se-á o seguinte. Em relação ao enredo 2008 da IBR intitulado ´Ewe, a cura vem da floresta´ se são ou não também diferentes viés artístico-cultural e fio condutor no enfoque da temática a cura através das ervas florais. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Comentar