SRZD



Cláudio Francioni

Cláudio Francioni

MÚSICA. Carioca, apaixonado por música. Em relação ao assunto, estuda, pesquisa e bisbilhota tudo que está ao seu alcance. Foi professor da Oficina de Ritmos do Núcleo de Cultura Popular da UERJ, diretor de bateria e é músico amador, já tendo participado de diversas bandas tocando contrabaixo, percussão ou cantando.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



22/03/2016 16h11

Série 40 anos: 'Hotel California' muito além da faixa 01
Leonardo Jorge

Acho que é seguro afirmar que qualquer fã do rock, independentemente da preferência dentro do gênero, já ouviu uma vez na vida "Hotel California", provavelmente a mais famosa das canções dos Eagles. A composição de Don Felder, Don Henley e Glenn Frey, faixa-título do álbum de 1976, não foi o primeiro single deste trabalho, mas alcançou o topo das paradas de sucesso em todo o mundo, impulsionou a banda a um outro patamar e é frequentemente lembrada para as listas de melhores das melhores. E ela é dona de um brilho tão próprio e intenso que quase acabou por me ofuscar a visão para as outras belas composições presentes no disco. Vou lhes contar a história.

Lembro-me de ter ouvido o disco por volta do ano 2000, num período em que abandonei minhas corriqueiras playlists e me permiti conhecer outras coisas fora de minha zona de conforto. Obviamente, já tinha escutado a canção "Hotel California" anteriormente e a adorava, principalmente pelo seu lindo solo na parte final, que consigo cantarolar na minha mente com a mesma facilidade que uma criança hoje canta qualquer um dos temas do DVD da Galinha Pintadinha. Peguei o CD com um amigo e confesso não ter ficado nada impressionado. Para mim, havia um motivo bastante claro para "Hotel California" ser a faixa 01 e ter sido escolhida para batizar o quinto álbum da carreira dos Eagles. Ela era muito superior às outras oito faixas. Uma "Mona Lisa" cercada por várias telas cheias de rabiscos.

           Foto: Reprodução Foto: Reprodução

Hoje, mais experiente e dono de uma visão menos radical, admito que cometi uma injustiça. Ouvi recentemente "Hotel California" por alguns dias para refrescar a memória e escrever esta resenha e percebi que não soube dar a elas o devido valor quando era mais jovem. Como chamar de rabisco "New Kid In Town", com seus vocais belíssimos e seu arranjo com convenções tão surpreendentes? Como chamar de rabisco "Life In The Fast Lane", com riffs e solos tão poderosos que poderiam ter sido compostos por Eric Clapton, Jimi Hendrix ou Stevie Ray Vaughan? Como pude ser tão insensível com a linda "Wasted Time", uma balada/blues onde Don Henley emociona ao cantar com toda sua alma? Neste ponto, já estava despido de todo o resto de preconceito que contraí no passado e segui ouvindo o disco, num misto de surpresa e admiração.

"Wasted Time (reprise)" finaliza a faixa anterior de maneira épica, com um grandioso instrumental orquestrado, digno de filmes Hollywoodianos. Quando pensava que o clima ameno ia prevalecer, levei um golpe ao ouvir "Victim of Love", onde suas guitarras marcadas e cheias de peso se equilibravam harmoniosamente com a sonoridade das linhas de soloslide. "Pretty Maids All In a Row" e "Try And Love Again" são baladas country bem características e ajudam a preparar o terreno para "The Last Resort", uma balada mais robusta que fecha o disco de maneira competente.

No final das contas, aprendi que o tempo é senhor da razão e posso, aqui e agora, me redimir: "Hotel California" é digno de toda a reverência da qual ele é alvo. Não é por acaso que ele é considerado um dos maiores álbuns de todos os tempos e também um dos mais vendidos. Prestes a completar 40 anos, ele merece ser ouvido além da faixa-título, que, na minha opinião, continua sendo a melhor do disco, mas não diminui a beleza e importância das demais. Dê a elas uma chance. Ou você é do tipo que iria ao Museu do Louvre para admirar somente a Mona Lisa?

Eagles - "Victim of Love"


Comentários
  • Avatar
    22/03/2016 19:36:26WilsonAnônimo

    Procurarei pelo álbum e ouvirei com atenção. Valeu pela dica! O texto, como sempre, escrito com excelência.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.