SRZD



Ticiana Farinchon

Ticiana Farinchon

SERIADOS DE TV. Formada em Jornalismo pela Facha, cursa pós graduação em Mídias Digitais. Apaixonada por tecnologia e cultura, tem nos seriados de TV seu maior vício, acompanhando em tempo real tudo o que acontece neste fascinante universo.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



05/04/2016 11h42

The Walking Dead: E agora?
Tici Farinchon

CUIDADO, CONTÉM SPOILERS!!

NÃAAAAAOOOOOOO!

Essa com certeza foi a reação de 99% das pessoas que assistiram ao episódio "Last day on the Earth", o último da temporada de "The Walking Dead", exibido neste domingo pela Fox. A trilha sonora que indicava o fim do capítulo trouxe consigo uma angústia que vai consumir os fãs da série até a season 7, que terá início somente em meados de outubro.

A série teve em 2015/2016 um arco de ajustes e rivalidades no qual disputas de território entre os ainda humanos, crises de consciência e a esperança de que dias melhores podiam ser conquistados deram o tom da narrativa.

Neste último episódio, o grupo de Rick deixou a segurança de Alexandria e partiu para o ataque em várias frentes, uns para encontrar Carol (que, perturbada com a ideia de matar resolveu partir em jornada solitária), outros para vingar a morte de Denise, outros para tentar salvar Maggie, levando-a para a vizinha Hilltop. No caminho de todos, um único destino: a emboscada dos Salvadores, grupo liderado pelo sombrio Negan (interpretado no limite por Jeffrey Dean Morgan).

Foto: Divulgação

Depois de uma bem cuidada condução, que nos deu a clara noção do jogo de gato e rato no qual nossos "amigos" eram nitidamente a caça, o cliffhanger deixado no final foi de enlouquecer até o menos ansioso dos espectadores.

Mas, antes de chegar ao clímax, é necessário que algumas considerações sejam feitas. A Carol, que foi minha ídola em temporadas anteriores, bem que podia ter morrido. Parece que a personagem não tem mais função na série, e essa história de estar perturbada com o fato de ter matado um monte de gente não cola. A Carol que gostamos é aquela que parece vovozinha, mas que se comporta como Lobo Mau, aquela leoa que não mede esforços para proteger os seus. Essa Carol cheia de mimimi é um perfeito pé no saco (por mim ela e o Morgan podiam perecer juntinhos, com suas crises existenciais).

Outro que já deu também é o Aaron. O ex-neurótico de guerra agora é um apaixonado que parece saído dos livros da Bridget Jones. Chato demais, devia ter seguido o rumo dos quadrinhos e ter morrido com a flecha do Daryl, ao invés da Denise. Falando no Daryl, meu personagem preferido também está merecendo um puxão de orelhas (sim, um puxão de orelhas, não a morte). Depois de uma tensão sexual latente pela Carol, agora se expôs - e expôs a todo mundo - um sentimento abrupto e completamente sem sentido pela médica morta. Ah, me poupem!

O casalzinho Michonne e Rick é outra coisa que enfraquece meu amor por "Walking Dead". Caramba!! Parece que estão tentando transformar uma série apocalíptica em novela do Manoel Carlos!! Ainda tem Maggie e Glenn, mas esses estão perdoados pelo pioneirismo.

Voltando à parte boa da história, o ápice do episódio reuniu todo o grupo de Rick ajoelhados, lado a lado, num ritual macabro comandado por Negan. Depois de muita ameaça e de deixar claro que mataria "um dos nossos" para se vingar das baixas ocorridas em seu grupo, fomos dragados para dentro da TV, sem piscar, embalados por um sinistro "Uni, Duni, Tê" feito com o cajado para escolher a vítima da temporada ("Walking Dead" é uma série marcada por perder personagens principais ano após ano). A escolha? Só saberemos na Fall Season, pois num perfeito jogo de câmera a cena passou a ser mostrada pelos olhos da vítima, com o algoz lhe acertando com o cajado (a famosa Lucille), sem que sua identidade fosse revelada.

E os zumbis?? Ah, nesse episódio, assim como em toda a temporada, eles foram apenas meros coadjuvantes...

Curta a página do SRZD no Facebook:


Veja mais sobre:The Walking Dead

Comentários
  • Avatar
    07/04/2016 08:52:23Marcelo FollyAnônimo

    Belo texto, Tici. Apenas uma observação: quem morre nos quadrinhos com a flechada é o Abraham.

  • Avatar
    06/04/2016 15:11:53carlos camposAnônimo

    Já repararam??, a Dilma Roskoff parece um zumbi saído do seriado Walking Dead, coitada.

  • Avatar
    06/04/2016 15:06:52carlos camposAnônimo

    E agora??.......walking dead somos nós, os brasileiros honestos, trabalhadores, vivendo como zumbís sob este (des)governo do PT que roubou-nos o sangue, o orgulho, nosso futuro, nossas esperanças, não preciso dizer mais nada, não é dona Ticiana??.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.