SRZD


07/04/2016 16h31

Com enredo 'Onisuáquimalipanse', São Clemente pode abordar cultura francesa em 2017
Redação SRZD

A São Clemente surpreendeu o mundo do samba ao anunciar, via rede social, o título do enredo que pretende abordar no Carnaval de 2017: "Onisuáquimalipanse" ronda a cabeça dos foliões, inclusive dos intelectuais mais tarimbados. Todos querem saber por qual caminho a carnavalesca Rosa Magalhães trilhará com esta palavra tão "diferente".

Segundo informações apuradas pelo SRZD, "Onisuáquimalipanse" pode ser uma expressão fruto da junção de outros grafemas e, que sob o dialeto francês, significaria "envergonhe-se quem nisto vê malícia". Ainda de acordo com fontes, a carnavalesca Rosa estaria disposta a abordar a França sob os aspectos culturais, políticos e paisagísticos.

Vale ressaltar que a França já foi enredo em 2009, pela Grande Rio. Naquela ocasião, o então carnavalesco Cahê Rodrigues abordou a relação fraterna entre este país e o Brasil.

A sinopse do enredo de 2017 da São Clemente deve ser divulgada em maio. No último desfile, a agremiação alcançou o 9º lugar com o tema "Mais de Mil Palhaços no Salão", também de autoria de Rosa Magalhães.

Foto: SRZD

- Clique aqui e saiba tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    07/04/2016 18:58:54Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    Propicia filosófico, artístico e cultural debate de ideias, o enredo em questão. Nada a ver com o apresentado na 5ª colocação da Grande Rio em 2009, enredo ´Voilà, Caxias! Para sempre: Liberté, Egalité, Fraternité. Merci beaucoup, Brésil! Não tem de quê´. Cujo tema foi a época em que o Rio de Janeiro era a Paris Tropical, desenvolvido pelo carnavalesco Cahê Rodrigues. Para o presidente clementiano, Renato Almeida Gomes, o enredo terá como tema, viés e fio condutor retratar bailes e banquetes em jardins e palácios durante o reinado na França. Cujo país é colonialista e imperialista, localizado na parte ocidental, desenvolvida e nobre da Europa chamada de 1º mundo. Tal enredo é um desafio tanto para o presidente clementiano quanto para a carnavalesca Rosa Magalhães. A melhor colocação da História da S. Clemente, 6º lugar, ocorreu em 1990 através do enredo de irreverência crítica: ´E o samba? Sambou...´. Porém, esse tipo de enredo foi deixado de lado na agremiação objetivando voltar no desfile das campeãs. Mas, tem servido somente para colocação intermediária, longe do rebaixamento. Assim, a carnavalesca desenvolverá em 2017 na S. Clemente o 3º enredo consecutivo. Em 2015 na 8ª colocação da agremiação ela desenvolveu folclórico enredo homenageando o revolucionário carnavalesco dos carnavalescos o saudosíssimo Fernando Pamplona. E na 9ª colocação em 2016 desenvolveu o enredo apelidado de irreverente: ´Mais de mil palhaços no salão´. Na vitoriosíssima carreira de seis títulos, o primeiro da carnavalesca foi conquistado em 1994 pela Imperatriz cujo enredo abordou o mencionado colonialismo do reinado francês no Brasil: ´Catarina de Médicis na corte dos Tupinambôs e Tabajeres´. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Comentar