SRZD



Sidney Rezende

Sidney Rezende

ATUALIDADE. Jornalista, diretor do SRZD e um dos profissionais mais inovadores do país.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



23/05/2016 00h00

SRZD 10 anos: testemunha de um país confuso
Sidney Rezende

Estamos de pé e de cabeça erguida. 

Pode parecer estranho começar um texto comemorativo com uma frase sem graça como essa. Reconhecemos que o título também é mais melancólico do que efusivo. Mas, sem dúvida, ambos são melhores do que dizer que "10 anos não são dez dias", embora isso em qualquer lugar do mundo devesse merecer respeito da sociedade. 

Num país marcado pela burocracia, corporativismo, corrupção, ignorância, atraso intelectual e governança, que prefere solucionar problemas olhando para o retrovisor, é motivo de orgulho para qualquer equipe manter-se ativo por mais de 3.650 dias. Quem sabe tudo não ficará mais claro depois da nossa explicação?

Atualizar notícias 24 horas por dia e abrir as portas do seu negócio toda a manhã sem hora para fechar é uma honra que merece atestado de sanidade mental. O "contra" no Brasil é sempre mais astuto do que o "a favor". Recebemos aplausos que aquecem nossos corações, e nos afligimos com inconformismos irremediáveis. Cadê o capital de giro para gerar riqueza para os trabalhadores do nosso site? E agora, para piorar, entrou no cardápio brasileiro um mal inaceitável: o ódio contra tudo e contra todos.

Mas, se estamos de pé, não fechamos as portas, e nos sentimos altivos, onde está o problema?

O que seria muito em qualquer outro lugar, no Brasil é júbilo de nada. E por que somos sócios da desgraça e nos sentimos tão inconformados com o sucesso alheio?

Apanhamos dos derrotistas de sempre. Desculpe-nos desapontá-los mais uma vez: o SRZD é um sucesso. O SRZD emprega brasileiros. O SRZD é o site independente que sobrevive do esforço de todos os seus repórteres e integrantes. E não só os de hoje, mas os de sempre.

Na nossa história, existem relatos de amigos que contribuíram gratuitamente incontáveis vezes. Trabalho voluntário, dedicação pelo carinho aos gestores, amor à equipe e paixão por estar fazendo jornalismo com "J" maiúsculo. 

Nossa inspiração nasce dos empreendedores brasileiros. Assim como eles, sabemos que lá na frente teremos obstáculos intransponíveis. Mas continuaremos tentando avançar. Nós somente venceremos se você, leitor, estiver conosco, caso contrário faliremos como os nossos heróis do passado. Trabalhamos para o leitor e somente para ele. A nossa deusa é a notícia e somente a ela devemos obediência.

Vamos dar um exemplo de inspiração.

No século XIX, Irineu Evangelista de Sousa, o Barão de Mauá, deixou um legado admirável para futuras gerações. Não esqueçamos que o Império atrapalhou um bocado. A monarquia encampou realizações luminosas de Mauá. Copiar por aqui sempre foi mais estimulado do que criar. No nosso país, os empreendedores são tratados aos pontapés, afinal, esconder-se na proteção de cartórios públicos e privados sempre foi mais confortável do que o risco de criar coisas novas. O SRZD criou segmentos jornalísticos inovadores. Fiquemos na cobertura diária do Carnaval, maior festa, onde negros, historicamente oprimidos, são capa todos os dias.

A criação do Banco do Brasil, a história pioneira da Rede Ferroviária, o impulso à navegação a vapor no Rio Grande do Sul e no Amazonas, a contribuição para a fundação da indústria nacional, a primeira estrada ladrilhada do país e o assentamento do cabo submarino são legados de Barão de Mauá. Que criança é capaz de citar a importância de Mauá? 

Para quê tudo isso? Para dizer que os 10 anos do SRZD são fruto do empreendedorismo em micro escala. Mas também pedacinho de noites maldormidas, lágrimas incontáveis, suor contundente de cada um que forjou-nos para olhar para frente e dizer: "Brasil, estamos aqui em pé e de cabeça erguida". 


Comentários
  • Avatar
    28/05/2016 18:57:08AfhAnônimo

    Parabéns ao site, e parabéns ao Sidney. Tem minha admiração. Volte ao Rádio. Se não voltar, que tal uma rádio on line ou podcasts ?

  • Avatar
    24/05/2016 09:49:01Simone BarrosAnônimo

    Sidney e toda equipe Parabéns pelos dez anos de sucesso, boas notícias, seriedade. Que venham mais e mais e mais dez anos. Comemorem sempre o merecido reconhecimento. Parabéns ! Simone.

  • Avatar
    24/05/2016 00:15:09Márcio KerbelAnônimo

    A tentativa de promover uma mudança na programação de uma rede pública é digna de aplauso. Ao contratar Sidney Rezende, a Rádio Nacional parecia querer resgatar sua importância de décadas atrás. Enfim, uma programação jornalística capaz de concorrer com as emissoras dedicadas ao gênero all news. Infelizmente, a experiência foi abortada pelo governo provisório que desrespeitando a lei, resolveu demitir o presidente da EBC com 4 anos de mandato para cumprir. Mas se um projeto é abolido, outros podem surgir: está mais do que na hora de ter no portal do SRZD, o jornalístico que não cabe mais no rádio convencional. É a independência total de um projeto que alcança a maturidade nestes 10 anos e que pode render muitos frutos de qualidade nos próximos anos. A internet é a mídia das mídias, nela cabe áudio, texto e vídeo. Os grandes grupos de mídia não podem conter a força de novos empreendimentos, com inúmeros profissionais dispostos a desenvolver novos suportes para a apresentação de um jornalismo de qualidade nas redes.

  • Avatar
    23/05/2016 20:45:02Fabio RolandAnônimo

    Um dia desses, uma criança me contou uma passagem. Se não me fosse contada por uma criança, eu duvidaria da veracidade ... O menino abriu a porta do apartamento, deu um passo em direção ao elevador, o sensor junto à lâmpada percebeu a presença do infante e fez a luz ascender. O menino foi surpreendido por um passarinho enclausurado no corredor, debatendo-se em voos desesperados, chocando-se contra as paredes, batendo nas portas como se viesse para uma visita urgente trazendo más notícias, procurando janelas libertadoras. Curioso, eu perguntei o que ele tinha feito. Ele foi magnânimo ao me responder. ?Simples: abri as duas portas, a da cozinha e a da sala; as janelas da sala e da cozinha já estavam abertas; fiquei escondido atrás da porta da cozinha; o passarinho viu a luz e encontrou o caminho ...? Eu não sei foi tão simples assim, mas eu atesto que é verdade.Eu conheço a arquitetura descrita. Eu imaginei vivamente a cena. O caminho que ele se referiu é a mata da Gávea. Estimado Sidney: as minhas felicitações pelo feito decadal, impressionante e distinto, vêm desta forma. Você é um passarinho que pode estar se sentindo preso num corredor infernal. Não se sinta. Nós, meninas e meninos Brasileiros amantes da decência jornalística, estamos a sua espera. Há luz do outro lado da porta. Parabéns.

  • Avatar
    23/05/2016 19:13:03Vera HuszarAnônimo

    Querido Sidney Te acompanho desde há mto no rádio, esse fantástico veículo de comunicação, desde os tempos da CBN, pela manhã com a Lucia Hypolito, qdo entrevistavas os dois lados e finalizavas com um resumo e dizendo: tivemos aqui as duas opiniões sobre tal assunto PARA O OUVINTE FORMAR SUA PRÓPRIA OPINIÃO (hj estão lá duas moças gasguitas completamente tendenciosas, falando uma sobre a fala da outra). Não imaginas a alegria de te acompanhar pela rádio Nacional essas últimas conturbadas semanas. Falei de teu programa e do teu trabalho, para muitos amigos, para meus alunos, para gente apenas conhecida... É preciso sair da grande mídia... E agora, o bicho papão vem tirar o doce da boca de teus ouvintes, mas a gente que já viveu dias cinzentos, não tem medo de bicho papão. Ainda bem que temos o SRZD que, se depender de mim, ficará por mais algumas dezenas de anos. Parabéns pelos 10 anos, mas também por toda tua fantástica trajetória Vera Huszar Prof. Titular Museu Nacional-UFRJ

  • Avatar
    23/05/2016 15:59:30MARCOS DE OLIVEIRA RAMOSAnônimo

    Muito triste com tudo o que aconteceu Sidney. A sua saída da rádio Nacional é mais um golpe contra a democracia. Mas o que esperar de um governo golpista? Já estava me acostumando a te ouvir de novo todas as manhãs. Vai fazer muita falta para nós tão carentes de um jornalismo isento e plural. Mas vamos em frente. Desanimar jamais! Parabéns pelos 10 anos do portal. Você é um grande empreendedor e guerreiro mesmo. Aguardo a próxima rádio. Não desista. Grande abraço! E parabéns para toda a equipe do SRZD!

  • Avatar
    23/05/2016 10:14:35Raul MachadoAnônimo

    Parabéns SRZD ! Uma década de jornalismo absolutamente independente, corajoso, brasileiro e verdadeiro. Tenho orgulho em poder fazer parte deste projeto que possui em seu DNA a isenção e o compromisso com o leitor. Parabéns Sidney Rezende por acreditar neste veículo que hoje além de ser referência, tem um lugar cativo no coração de milhares de pessoas em várias nações do planeta.

Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.