SRZD


27/05/2016 08h25

De Noel Rosa a Valesca Popozuda: palhaços fazem homenagem musical à cultura carioca em locais abertos

Uma playlist que reúne Martinho da Vila, Noel Rosa, Pixinguinha, Mc Marcinho, Claudinho & Buchecha, entre outros, sendo executada, ao ar livre, com a irreverência típica dos palhaços. A proposta parece demasiadamente surreal? Não para o grupo Bando de Palhaços, que neste fim de semana passa pelo Parque Madureira (28/05) e pela Praça Mauá (29/05), às 10h30, com o projeto "Rio do Samba ao Funk", uma homenagem à cultura carioca. As apresentações são gratuitas.

Depois de passar pela Praça Barão de Drummond, em Vila Isabel, no último domingo, o cortejo cênico musical chega a outros dois bairros historicamente ligados ao samba. Em meio a brincadeiras, improvisações e participações do público, a trupe, fundada há seis anos, se apresenta com um repertório que inclui os primeiros sambas, as famosas marchinhas de carnaval, os samba-canção, o samba-funk dos anos 60 e 70, o funk dos anos 90 e as contemporâneas batalhas de passinho. O ponto de partida é "Pelo Telefone", samba de Donga, primeira canção do gênero a ser registrada, há exatos 100 anos.

Foto: Divulgação

"Esse cortejo é uma forma de homenagear dois universos musicais tipicamente cariocas e que expressam de uma forma muito rica o melhor do nosso povo. Uma celebração coletiva do samba e do funk, com sua irreverência e alegria ímpares, características que dialogam tão naturalmente com a figura do palhaço. Uma combinação que nos parece não só interessante como simbiótica e que, sim, pode dar samba", garante Ana Carolina Sauwen, um das integrantes do Bando de Palhaços.

SERVIÇO
Apresentações: Sábado (28/05) às 10h30 - Parque Madureira (Rua Parque Madureira, S/N);
Domingo (29/05) às 10h30 - Praça Mauá (Avenida Rodrigues Alves, Nº135 - Centro)
Classificação: Livre
Entrada: Franca/ar livre
Elenco: Ana Carolina Sauwen, Camila Nhary, Mariana Fausto, Matheus Lima, Pablo Aguilar e Tiago Quites
Direção: Fernando Escrich
Direção musical: Fernando Escrich

Fonte: Rio Encena

Curta a página do SRZD no Facebook:


Veja mais sobre:Teatro

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.