SRZD



Hélio Ricardo Rainho/Carnaval

Hélio Ricardo Rainho/Carnaval

CARNAVAL. Profissional de Comunicação e Marketing, Hélio Rainho veio do teatro, sendo ator e diretor profissional. Autor da biografia do jogador Mauro Galvão e de várias peças teatrais. Nascido na Praça XI, chegou à Portela como jovem compositor nos anos 80 e passou a pesquisar escolas de samba e Carnaval. Idealizador do projeto "Quem És Tu, Passista?", um manifesto pela preservação do segmento, é padrinho dos passistas do Império Serrano e comentarista dos desfiles na Sapucaí. Twitter/Instagram: @hrainho.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



24/06/2016 00h53

Jonata Santos: Passista Mais que Vencedor!
Hélio Ricardo Rainho

 Passista Jonata Santos - Foto: JM Arruda

Passista: elemento afirmativo dos desfiles de escolas de samba! Dizem os registros que Tijolo da Portela, referência primeva desse tipo de artista na literatura da história das escola de samba, era expulso da roda, tripudiado pelos de sua época, mas afirmou-se e persistiu, até ser ovacionado pelo público e assegurar seu lugar no espetáculo.

Passista de escola de samba: elemento afirmativo na necessidade de inventar seu próprio repertório, dispor-se a fazer roupas caras e custear sapatos que gastam com o exercício de sua arte! Exigido a estar sempre, a sambar sempre, a mostrar-se impecável e alinhado, a jorrar sua fúria e cadência independente da febre, dor no corpo ou enxaqueca! 

Passista: elemento afirmativo contra o desprezo dos diferentes e o despeito dos iguais; contra a ignorância de pessoas que estão dentro da escola de samba e não não sabem o que é a arte do samba no pé; contra a ira indomável dos próprios pares que, envaidecidos e soberbos, disputam os mesmos prêmios e o mesmo espaço!

Passista: elemento afirmativo na hora do desafio de carregar uma fantasia estúpida e inapropriada, bruta e pesada, que cerceia seus movimentos de dança e não lhe empresta respeito; sendo obrigado, muitas vezes, a enfrentar o produto da vaidade do carnavalesco que se acha mais artista que o passista, subjugando sua dança sob um caxangá emplumado. 

O passista é assim: muitas vezes um herói que supera tudo, suplanta as dores, atravessa uma avenida inteira em seu próprio fôlego e amor. Vence o cotidiano, a favela, a dor, o desprezo, a vida! Recebe pedradas, semeia sorrisos!

Uma figura-síntese de tudo isso pode ser resumida no personagem Jonata Santos, passista da São Clemente, passista do carnaval carioca., passista do nosso samba!

Passista Jonata Santos - Foto: JM ArrudaVida dura, muito dura! Desafiado, provocado, ultrajado; de infância e vida de luta, marchando sozinho contra todas as intolerâncias; bravo guerreiro dos riscados e meneios poéticos nas quebradas do samba! De um samba mutante, capaz de converter-se em diferentes criações performáticas para sambar das mais variadas formas possíveis, de acordo com o momento, o show, a proposição.

Reconhecido pelos entendedores por seu talento e habilidade; por vezes ironizado: fez da zombaria da vida o caminho da força e da superação! Venceu, ganhou prêmios, afirmou-se como alforriado das chocarrices e provocações que a má vida lhe lançou: vai escrevendo, passo a passo, a sua própria sorte e destino no riscado mágico de seus pés, na cadência mágica de seu bailado!

Olhamos para Jonata Santos e não vemos o passista que os holofotes queriam, que os mandatários destacam, que os exigentes exigem!

Não vimos nem vamos ver: porque Jonata Santos é passista de revanche, de estirpe, de envergadura própria!

 

Será fácil tentar apequenar o gigante dizendo que ele se engrandeceu; quem o engrandeceu foi a vida, foram as setas, as pedras que lhe atiraram! 

Assim ele cresceu e é, hoje, um astro inimaginado numa constelação imprevista; um menino bamba de lágrimas que regaram pés que sambam; um negrinho do pastoreio que ousou sambar na cara de uma sociedade que dizia que ele não podia, que ele não seria, que ele não faria...vá, Jonata Santos: POSSA! SEJA! FAÇA!

Passista, na arte, na raça!

Tu és Jonatas Santos: passista mais que vencedor!

Facebook: Hélio Ricardo Rainho

Twitter/Instagram: @hrainho


Comentários
Comentar