SRZD


27/06/2016 09h12

Universo infantil será enredo no Carnaval de SP
Redação SP

A escola de samba União da Vila Albertina vai apresentar em 2017 o enredo: "Por que, por quê? Quero saber! 1,2,3...Era uma vez! Vem ser criança outra vez! Um passeio encantado pelo universo infantil", pelo Grupo 2 da União das Escolas de Samba Paulistanas (Uesp), onde ficou com a terceira colocação este ano.

Logomarca do enredo 2017 da União da Vila Albertina. Foto: Divulgação

A agremiação quer convidar o público para voltar a ser criança, levando-o para uma grande viagem ao mundo dos heróis, vilões, brincadeiras e guloseimas, que fazem do universo infantil um lugar encantado, cheio de descobertas, imaginações e sonhos.

Leia a sinopse completa do enredo:

"Somente é possível estar inteiro em uma experiência quando todos os sentidos estão ali reunidos. É preciso concentrar todas as percepções para ter uma imersão completa".

Uma dessas experiências denomina-se "imaginação". Qual a fase de nossas vidas onde a imaginação corre solta? Onde tudo tem cores, formas, sabores diferentes e inusitados? A infância!

A importância da imaginação, na fase infantil, está ligada à criatividade que a criança desenvolve durante todas as outras fases da vida.

As crianças são criativas, inventam universos onde se transformam no que querem ser.

O mundo infantil é repleto de encantamento e imaginação. Com as suas brincadeiras, a criança transforma a realidade e o mundo à sua volta, fazendo uso de brinquedos e objetos de acordo com seus pensamentos lúdicos e as suas necessidades de expressão.

Quando brinca, joga, conversa sozinha, desenha, a criança está criando. Sua imaginação lhe permite sonhar de modo inimaginável e sem limites, trazendo o mundo real para a sua visão pessoal, recorrendo às fantasias presentes em sua mente, formadas desde o seu nascimento.

É através das brincadeiras que a criança expressa o seu mundo "imaginário" formando assim suas experiências e sentimentos. Uma simples brincadeira de polícia e ladrão pode representar a tentativa da criança de lidar com sua vontade de se apoderar de coisas que ela fantasia como proibidas pelo mundo adulto. O medo de uma figura imaginária amedrontadora, formada em sua mente pode ser enfrentado na brincadeira de heróis contra monstros e fantasmas.

O exercício pleno da imaginação e criatividade faz parte da vida infantil e é um elemento essencial para o desenvolvimento intelectual e emocional da criança. Ele favorece o fluir do pensamento criando um lugar de liberdade. Um lugar todo especial onde a criança pode ser autora de suas próprias criações, experimentando o prazer da liberdade de transformar o mundo e de ver refletido, em suas produções, algo de si mesma.

O que dá vida à criação é o mundo interno de desejos e sentimentos da criança, que passam por diversas fases, dos personagens que elas gostariam de ser nas histórias, dos personagens que elas têm medo, das comidas gostosas que elas querem comer o dia todo, das comidas que não têm um sabor gostoso, como a aversão a legumes e verduras pelo simples fator visual, mesmo sem nunca ter provado antes, a forma colorida que elas fazem do mundo à sua volta, um mundo construído cheio de particularidades. Até os três anos, é a fase da experimentação, onde os objetos ganham vida e as crianças acreditam realmente nesta interação.

Na fase dos três aos cinco anos, as crianças passam a convidar os adultos a participarem das brincadeiras e as histórias ganham mais sentido.

Na fase dos seis aos oito anos, as histórias são lógicas e possuem uma finalidade; trazem temas como raiva, medo, amor e guerra e é também a fase que a criança acredita no herói.

Após os oito anos, já unem a imaginação vivida nas fases anteriores com aventuras reais e os amigos imaginários já se tornam reais.

É esse universo pessoal nos passeios pelos caminhos da vasta imaginação, recheada de heróis, vilões, brincadeiras, guloseimas, perigos e um inigualável gostinho de quero mais que a União da Vila Albertina vai poeticamente soltar a imaginação e vivenciar a liberdade infantil na avenida, trazendo de volta a criança que existe em todos nós. 

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Veja mais sobre:UESP

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.