SRZD


12/08/2016 16h18

Após ser vítima de arrastão, Cariúcha recebe famosos em baile na Lapa
Daniel Outlander*

Os momentos de medo e angústia sofridos na quarta-feira, 10, quando foi surpreendida por um arrastão em uma via do Rio de Janeiro, não deixaram a cantora Alessandra Cariúcha descer do salto. Apesar de assumir que se sente amedrontada, a carioca levou à Lapa o Baile da Cariúcha, que reuniu fãs e famosos em clima bastante receptivo, digno de um bom evento.

Evelyn Montesano, Adriana Bombom e Alessandra Cariúcha. Foto: Divulgação

Aos que não conhecem, Alessandra Cariúcha, também conhecida como a "Garota da Laje", foi revelada em um programa de TV. Em entrevista ao SRZD, a artista comentou um pouco sobre sua carreira. "Eu sou filha de um pastor evangélico da Assembleia de Deus, e antes de eu cantar funk, cantava na igreja. As pessoas não sabem disso. Eu sempre fui apaixonada por funk e como já frequentava os bailes da Furacão 2000, subia no palco, me inscrevi no concurso e fui ficando conhecida".

"Agora eu tô fazendo exatamente o que eu sempre quis, que era misturar um funk com hip hop, porque eu sempre fui louca por hip hop. Eu tô devagarinho, quero que o povo me reconheça. O povo pergunta 'Cadê aquela garota?', mas quero que todos me reconheçam e vejam que eu sei cantar, que eu vim do gospel. A gente aprende isso desde criança na igreja", disse a jovem.

Sobre os artistas que influenciam em sua carreira, a loira foi categórica: "Eu amo a Beyoncé! Pra mim é uma referência, ela não existe. Ainda não fui em nenhum show, mas eu vou. Rihanna eu adoro, a Ciara, e outras não tão famosas aqui no Brasil".

Foto: Divulgação

Carreira

Parcerias são vitais para o desenvolvimento de cada artista e para Cariúcha não é diferente. "Tenho muita vontade de gravar com a Ludmilla. Eu a conheço, fui ao aniversário dela. Meu diretor artístico é bailarino dela... Ela é de Caxias, eu sou de Nova Iguaçu. Tenho vontade de gravar com o Luan Santana também porque ele é bem eclético, eu gosto do trabalho dele. É um artista completo".

Eleita uma das musas do público LGBT, a funkeira se diz muito grata. "A maioria do meu público é o LGBT e eles me elegeram, eles que me buscaram, eles me dão a maior força, então eu vou estar à frente da Parada Gay de Olaria, o que é super legal".

Yani Filé e o namorado, MC Rodrigo Fox. Foto: Divulgação

Arrastão

Na quarta-feira, 10, Alessandra Cariúcha seguia pela Via Dutra no sentido São Paulo, na altura da Baixada Fluminense, quando foi vítima de um arrastão. O caso ocorreu às 18h. "Não estamos seguras. A força militar está apenas em pontos estratégicos, onde estão rolando os jogos. Nos outros lugares, a coisa tá feia demais. Mas eu consegui gravar e mostrar que a violência está aí. Quando eu vi aquilo, simplesmente larguei tudo e fui correndo. Eram 12 homens armados vindo na nossa direção".

Confira o vídeo gravado pela funkeira:

*colaborador do SRZD.

 

Curta a página do SRZD no Facebook:

<



Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.