SRZD


19/08/2016 17h11

Emissora suspende apresentadoras por excesso de peso
Redação SRZD

A emissora de televisão estatal do Egito decidiu suspender oito apresentadoras por excesso de peso. No início desta semana, a diretora do canal, Safaa Hegazy, decidiu barrar as jornalistas por um mês, ordenando que elas fizessem dieta durante o tempo de suspensão.

De acordo com o "The New York Times", a informação foi confirmada pelo site oficial de notícias Al-Ahram. Khadija Khatab, que está entre as apresentadoras banidas do canal, afirmou não ter sido notificada formalmente da ordem da diretora, mas foi alertada de que "medidas seriam tomadas" contra as profissionais que não conseguissem perder peso até meados de setembro.

A apresentadora relatou que se sentiu ofendida por ser vista como "gorda" e que suas fotos viraram alvo de brincadeiras de mau gosto nas redes sociais.

"Acredito ser uma mulher egípcia comum, e que pareço normal; não uso muita maquiagem", disse Khatab.

Foto: Reprodução de Internet

A jornalista Fatima al-Sharawy, do Al-Ahram, viu de forma positiva a medida tomada pela emissora, uma vez que, para ela, é um modo de melhorar os índices horrendos de audiência dos canais estatais do Egito.

"Será que basta suspender oito?", perguntou.

Mostafa Shawky, integrante da Associação pela Liberdade de Pensamento e Expressão, criticou a atitude do canal. Segundo ele, não há uma compreensão de que as pessoas não assistem porque eles não têm credibilidade, capacitação ou qualidade.

O defensor da liberdade de imprensa destacou que as suspensões das apresentadoras acentuam a impressão generalizada de que somente mulheres que possuem determinado padrão de beleza podem exercer atividades na TV.

"O fato de que uma mulher tomou essa decisão torna tudo ainda pior", completou.

Curta a página do SRZD no Facebook:


Veja mais sobre:Televisão

Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.