SRZD



Ticiana Farinchon

Ticiana Farinchon

SERIADOS DE TV. Formada em Jornalismo pela Facha, cursa pós graduação em Mídias Digitais. Apaixonada por tecnologia e cultura, tem nos seriados de TV seu maior vício, acompanhando em tempo real tudo o que acontece neste fascinante universo.

* Os textos desta seção não representam necessariamente a opinião deste veículo e são de responsabilidade exclusiva de seu autor.



29/08/2016 09h04

Back to the 80's: Stranger Things é mais um acerto da Netflix
Ticiana Farinchon

Uma cidade pequena, uma criança desaparecida, uma fita cassete tocando "Should I Stay or Should I Go", mistérios sobrenaturais e Wynona Rider. Você deve estar pensando que este post é sobre Sessão da Tarde. Mas não é.
Assistir Stranger Things, o novo sucesso da Netflix, é como mergulhar de cabeça no universo delicioso dos anos 80.
De cara, nos deparamos com quatro amigos jogando uma animada partida de Dungeons & Dragons - no tabuleiro, claro. Na volta pra casa um deles some, e somos praticamente catapultados para uma história recheada de suspense, que envolve experimentos mentais, monstros sobrenaturais e muitas, muitas referências oitentistas.
Winona Rider dessa vez não é mais a adolescente apaixonada de outrora, e sim a perturbada mãe de Will, o menino desaparecido. E começa, junto com os amigos do menino, uma instigante caçada sobre o filho.

Stranger Things. Foto: Divulgação

Os filmes de Steven Spielberg estão presentes o tempo todo, em referências mais que explícitas a  Conta Comigo, Poltergeist, Goonies e, é claro, ET.

Além de Spielberg, Stranger Things traz muito de Stephen King para a sua primeira temporada. Demogorgon e Eleven à parte, o que mais dá o tom de medo na série, ao meu ver, são as tentativas de Will de entrar em contato com sua mãe.

E é essa aurora propositalmente oitentista da série que criou verdadeiros fanáticos internet afora. E, com eles, vieram as famosas teorias, das quais eu particularmente já estava órfã desde o fim de Lost. Digitar o nome da série no Google é garantia de horas a fio de especulações maravilhosas.

Tudo na série acaba sendo considerado uma pista - a começar pelo nome da cidade, Hawkings, uma clara alusão ao astrofísico - para desvendar a mística de Stranger Things.

A primeira temporada tem oito tensos episódios, e foi disponibilizada de uma única vez no serviço de streaming. Ideal para uma maratona numa monótona tarde de domingo.


Comentários
Comentar

Isso evita spams e mensagens automáticas.