SRZD


11/09/2016 02h47

'Carnaval, divina comédia do povo!': assim cantará a Inocentes de Belford Roxo em 2017
Laryza Nascimento e Angélica Zago*

Foto: SRZD-Angélica Zago

 

A Inocentes de Belford Roxo reuniu sua comunidade, na quadra da coirmã Grande Rio, para definir o hino de 2017. O enredo "Os Vilões - o verso do inverso", desenvolvido por Wagner Gonçalves, será contado na Avenida com o samba da parceria de Samir Trindade, Ribeirinho, Neyzinho do Cavaco, Gilberto Oliveira, Herbert Rocha, Adriano Detran, Elton Babu, Jorge Martelo, Junior Trindade, Domingos do Peixe e Girão.

A representante da cidade do amor levou seis sambas para a última etapa, já que por motivos políticos não pôde realizar a semifinal e final em sua casa. O resultado da parceria campeã saiu por volta das 5h45 da manhã deste domingo (11). O presidente da agremiação declarou que pela primeira vez contrariou a democracia, e escolheu o samba que desejava para a Inocentes. 

Os "Pagodeiros do Nosso Grupo" abriram a festa em Caxias. No vocal, o intérprete Tiganá, da Mocidade Alegre, recebeu o público sambista que foi prestigiar a noite da final e escolha do samba. No repertório, músicas de MPB, samba de raiz, e de artistas contemporâneos de pagode.

Thiago Diogo e Washington. SRZD-Angélica Zago

Na sequência, a bateria de mestre Washington Paz começou seu esquenta para dar prosseguimento à festividade. O mestre convidou Thiago Diogo, da Grande Rio, para reger sua bateria. Nino do Milênio comandou sua equipe de músicos, cantando os sambas da agremiação, enquanto os segmentos desfilavam pela quadra: casais mirins de mestre-sala e porta-bandeira, passistas, baianas, dentre outros.

Foto: SRZD-Angélica Zago

A noite também foi de coroação da Mulher Abacaxi. A musa transexual foi anunciada para assumir seu posto no intervalo das apresentações, após o terceiro samba. A dinâmica da disputa foi estabelecida em meia hora cada samba, sendo duas passadas sem bateria e mais 15 minutos de apresentação para as parcerias.

A rainha de bateria Letícia Guimarães também foi coroada nesta noite pelas mãos da rainha da Estação Primeira de Mangueira, Evelyn Bastos. "É uma importância grande, sonhava muito com esse momento. A comunidade sempre torceu por mim. Eu recebi o convite um mês antes, mas não podia falar", declarou Letícia, que também já foi rainha do carnaval carioca, ao SRZD Carnaval. 

Mulher Abacaxi e David Brasil. SRZD-Angélica Zago

A primeira parceria a subir ao palco foi do samba 6 - Compositores: Flávio Ignez, Douglas do Pulo, Rafael Santos, Ewerton Zéo, Dominguinho e Bruno Brasil. De acordo com a pesquisa realizada em nosso site, os leitores votaram na parceria para ser o hino de 2017.

Depois foi a vez dos representantes do samba 4 - Compositores: Netinho do Samba, Moreninho, Cyborg, Tatu do Trem e Matheu. A torcida, em quantidade reduzida em relação a primeira, não empolgou a comunidade.

O terceiro samba foi de número 2 - Compositores: Carlinhos do Cavaco, Paulo Martins, Henrique Finotrato, Professor Aluísio, Antônio Amaral e Sidinho.

A quarta parceria a se apresentar foi a dos compositores Samir Trindade, Ribeirinho, Neyzinho do Cavaco, Gilberto Oliveira, Herbert Rocha, Adriano Detran, Elton Babu, Jorge Martelo, Junior Trindade, Domingos do Peixe e Girão, samba de número 1. 

Os penúltimos a defender seu samba, de número 5, foram os compositores Serginho Castro, Tem-Tem Jr., Rudá Neto, Ambrósio, Ivan Ribeiro, Richard Valença e Serginho do Porto D. Oliveira. Esta parceria, na enquete do SRZD Carnaval, ficou em segundo lugar na preferência dos leitores.

Fechando a madrugada de disputa, samba de número 3, com os compositores Bylly Conty, JJ Santos, Carlos Alberto, Vargas, Jorginho Medeiros, W Machado, Roger SD, Adilson Doutor, Wanderlei do Cavaco e Ivo Leal.

Letra do Samba campeão:

CARNAVAL
DIVINA COMÉDIA DO POVO
E O MUNDO DE PERNAS PRO AR
O BEM E O MAL, VIROU O JOGO
A BARCA TÁ PEGANDO FOGO
VEM DESSE JEITO AMOR
QUE HOJE EU TÔ QUE TÔ
DEIXE A SERPENTE TE ABRAÇAR
EU NÃO SOU MARGINAL, SOU MARGINALIZADO
BEIJO ROUBADO NÃO É PECADO

COBRIU A CABEÇA E O BUMBUM DE FORA
EU TAMBÉM QUERO, É MINHA HORA
MACUNAÍMA ANTI-HERÓI DO MEU BRASIL
NINGUÉM SABE, NINGUÉM VIU
ÔH SEU MOÇO, FOI ESSA VIDA QUE ME FEZ ASSIM
QUANDO A MÁSCARA CAIR, POR FAVOR OLHA PRA MIM
DESCULPE AMOR, SE UM DIA FIZ VOCÊ CHORAR
FOI ILUSÃO, UM PERSONAGEM PRA TE ENCANTAR
VOU LEVAR AS CORES DO SEU PAVILHÃO
E GUARDAR PRA SEMPRE NO MEU CORAÇÃO

SOU DE BELFORD ROXO, UM BOM SUJEITO
NA CHARADA DOU MEU JEITO, MINHA RESPOSTA É NO SAMBA
SOU DE BELFORD ROXO, UM BOM SUJEITO
A BAIXADA TAMBÉM É TERRA DE GENTE BAMBA

VOU VIRAR PELO AVESSO, DE TRÁS PRA FRENTE
DE BAIXO PRA CIMA, SOU INOCENTES
METE A MÃO BATUQUEIRO O SAMBA CHAMOU
O VILÃO NA AVENIDA É VENCEDOR

Veja a galeria de fotos:

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Foto: SRZD-Angélica Zago

Angélica Zago Foto: Divulgação

Angélica Zago Foto: Divulgação

 Angélica Zago Foto: Divulgação

Angélica Zago Foto: Divulgação

Angélica Zago Foto: Divulgação

Angélica Zago Foto: Divulgação

Angélica Zago Foto: Divulgação

*Em colaboração ao SRZD

- Clique aqui e saiba tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?



Comentários
  • Avatar
    16/09/2016 10:41:51Carlos Gomes da MottaMembro SRZD desde 18/07/2012

    Em tempo: Solicito a toda Diretoria da honrosa Portela que proíba esse metido a entendedor de Escolas de Samba que pare de usar o nome da agremiação nesses comentários medíocres que ele faz aqui. Assine só o seu nome pois a Portela não merece estar ligada a uma pessoa como essa. Se for preciso irei pessoalmente a quadra e pedirei ao Sr. Marcos Falcon, Presidente da Escola, que impeça que o nome da Escola esteja ligado a esse cidadão. Tenho minhas dúvidas se você é realmente Portelense como diz.

  • Avatar
    16/09/2016 10:34:41Carlos Gomes da MottaMembro SRZD desde 18/07/2012

    Hoje não vou responder as asneiras ditas por esse cidadão aí embaixo. Fiz uma promessa que não iria mais ler e nem rebater as calúnias proferidas por essa pessoa que se diz sambista sem ter nenhuma prova do que diz. O seu ódio com a agremiação e ao seu Presidente é tanto que o veneno e o ódio chega escorrer pelo canto da boca. Alguma coisa deve ter sido feita pela comunidade de Belford Roxo a ele para que ele vomite todo o seu rancor para cima deles. Eu estava na quadra da Grande Rio no sábado, você não; Eu estava no desfile de 2012 quando ela ascendeu ao grupo especial, você não. Portanto, com que autoridade você vem falar todas essas inverdades. Prove e aceitarei suas palavras, mas sem provas recolha a sua língua e passe muito mal, seu conhecedor de nada.

  • Avatar
    12/09/2016 16:41:03Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    É um acinte o autoritarismo do presidente da comunitária e respeitável, porém usada/oprimida Inocentes de Belford Roxo, Reginaldo Gomes, ter dito ao site Carnavalesco: ´Decidi sozinho, contra o consenso da diretoria, o samba-enredo oficial 2017´. Tal autoritário presidente é o mesmo que a comandou e antiteticamente presidiu a extinta liga das agremiações do grupo de acesso (LESGA) a ponto de no Carnaval 2012 a Inocentes ter conquistado o título de ´campeã´ sob suspeita, ascendendo à 1ª divisão/Grupo Especial. Curiosamente, dia 16/02/2010, no site SRZD-Carnaval, quem assinou o texto-reportagem intitulado ´Presidente da LESGA, Reginaldo Gomes, deixa Terreirão escoltado pela polícia´ foi o jornalista Alberto João, o atual diretor & editor responsável do site Carnavalesco. Na enquete do SRZD-Carnaval, eu votei para o samba-parceria liderado pelo compositor Serginho Castro se sagrar ´hino´ oficial 2017 da Inocentes. Mas, foi considerado favorito com 55,7% dos votos o liderado pelo compositor Flávio Ignez. O que eu votei teve 35, 3% dos votos, tendo portanto 20,4% de diferença. Eu considerei esses dois citados sambas concorrentes mais o da parceria liderada pelo portelense compositor-bamba Samir Trindade equivalentes e afirmei que esses três deviam ser os finalistas. Também afirmei que o citado portelense compositor-bamba deixou as hostes da Beija Flor e retornou à madrinha da agremiação nilopolitana, a Águia Altaneira. E que, embora ele não estivesse desonrando eticamente a Majestade do Samba, devido concorrer em diversas agremiações da 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, ele devia ser criticado. Afinal, ele na Inocentes fez indevida parceria com compositores da Águia Altaneira conforme o bamba Neyzinho do Cavaco e Girão. Por último critiquei a alienação da mídia especializada do nosso mundo samba. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Comentar