SRZD


19/09/2016 15h21

O outro lado: 'A Cubango tem que entender seus limites', diz Cid Carvalho
Rodrigo Trindade

Foto: SRZD-Rodrigo TrindadeEm conversa com o SRZD Carnaval, Cid Carvalho, ex-carnavalesco da Cubango, justificou seu desligamento da verde e branca de Niterói e esclareceu que sua saída se deu por motivos financeiros: "A Cubango deveria entender seus próprios limites, como por exemplo, qual valor pode pagar, o quanto pode gastar para fazer um desfile. A divergência aconteceu aí. A escola não tinha condições de me manter e ao mesmo tempo fazer o Carnaval. Cheguei a abrir a possibilidade de um desfile financeiramente possível para a escola, mas mesmo assim, não houve acordo".

- Cubango: saída de Cid Carvalho teria sido por 'má sintonia' entre direção e ele

O depoimento do artista esclarece alguns "ruídos", de que teria saído "brigado" com a direção, inclusive com Olivier Luciano, o presidente Pelé: "Não saí brigado com ninguém. Avisei ao Pelé sobre meu desligamento na sexta-feira (16). Minha opinião é que um administrador tem que ter a capacidade de saber onde é o limite da escola. Não pode viajar. Mas fato é que, para fazer um Carnaval meia-boca, prefiro não fazer. Não é questão de vaidade. Não tenho vaidade com nada. A única coisa que eu prezo é por fazer meu trabalho, montar o Carnaval, é o que amo fazer".

Cubango teria dividendos ainda de 2016 com Cid Carvalho

Cid Carvalhou também revelou ao SRZD Carnaval que ainda falta receber da Cubango um montante, em dinheiro, referente aos serviços prestados para o desfile de 2016. "A escola não tem dinheiro nem para fazer os protótipos de 2017. Essa foi outra divergência. Uma coisa é a escola dever ao Cid Carvalho. Outra coisa é não poder pagar as pessoas que trabalham para mim. Não posso exigir que ninguém trabalhe de graça. É uma situação complicada. Não recebi parte do que foi combinado para o desfile de 2016 e não recebi nada referente a 2017", desabafou.

Além de atuar no Carnaval carioca, Cid é bicampeão na Mocidade Unida da Glória, em Vitória (ES), onde continua o projeto para 2017. Na Leão de Nova Iguaçu, que desfila pela Série B na Estrada Intendente Magalhães, Zona Norte do Rio, o artista também afirma continuar as atividades a todo vapor.

Foto: SRZD-Rodrigo Trindade

- Clique aqui e saiba tudo sobre o Carnaval carioca

Já curtiu a página do SRZD-Carnaval no Facebook?


Veja mais sobre:CubangoCarnaval 2017

Comentários
  • Avatar
    20/09/2016 16:39:45Almir da Silva LimaMembro SRZD desde 11/10/2011

    A repentina de decisão desligar-se da agremiação de minha simpatia na 2ª divisão/Série A do Carnaval Carioca, a niteroiense afilhada imperiana Acadêmicos do Cubango, do carnavalesco Cid Carvalho, me leva a comentar o seguinte. O carnavalesco era profissional contratado pela direção da Cubango desde o Carnaval 2016. Ele é bom artista plástico-sambista que erigiu na vitoriosa Comissão da Beija Flor (BF) constituída a partir de 1998 na qual permaneceu até o Carnaval 2006, tendo sido campeã em 1998 e no tri 2003/4/5. Ele próprio contou ao colega-carnavalesco João Vitor Araújo, dia 05/12/2014, seção ´Papo Coirmão´ do site SRZD-Carnaval, que deixou a BF pra fazer carreira solo, porque propusera que todos membros da Comissão pusessem seus cargos à disposição, devido à inesperada 5ª colocação da agremiação nilopolitana. De lá pra cá, somente em termos de 1ª divisão/Grupo Especial (GE) do Carnaval Carioca o carnavalesco Cid Carvalho passou pela Mocidade Independente (8º lugar em 2008 e 7º em 2010/1), Mangueira (7º em 2012/3 e 10º em 2015) e Vila Isabel (7º em 2007 e 10º lugar em 2014) sendo que neste ano ele por causa de calote nos pagamentos de seus serviços profissionais, saiu e voltou à agremiação de Noel e Martinho da Vila. Uma vez que prosseguirá desenvolvendo pelo segundo ano seguido o Carnaval 2017 da escola de samba Leão de Nova Iguaçu, na 3ª divisão/Série B, o não mais bem-sucedido na 1ª divisão/GE carnavalesco Cid Carvalho precisa conscientizar-se. Já a direção da Cubango em cujo site oficial o presidente de honra ou patrono é Marcelo Kalill, não dá mais pra prosseguir com o ´caô´ do sonho de ascender ao GE. Saudações carnavalescas do portelense, Almir de Macaé.

Comentar